Comunidade Nossa Senhora Imaculada Conceição

guiavenancio logo 100x75 guiavenancio logo comunidade-nossa-senhora-imaculada-conceiasectapoundo-2-54143    
Endereço: Rua Fernando Abott, 785
Bairro: Brígida
Telefone(s): Contato com a Paróquia São Sebastião - (51) 3741-1501
Fundação: 1984
   

 

 

Sobre

No dia 08 de Dezembro, celebramos a festa de Nossa Senhora Imaculada Conceição. Em tempos passados, era feriado nacional.

A história da comunidade Nossa Senhora Imaculada Conceição, do Bairro Brígida, começou a 26 anos, dez anos antes, um grupo de pessoas já se reunia para ler a Palavra de Deus e rezar. Pioneiros desta época:  Pubi Bürgel, Delmar Witzke, João Kaufmann, Heriberto Köerbes, Walter Pegoraro e suas respectivas esposas. Depois das casas, passaram a se reunir na Escola Estadual de Ensino Fundamental Brígida  do Nascimento, onde passaram também a rezar a missa.

A Comunidade começou a ser planejada com o Pároco Pe Antonio Bremm, em 09 de agosto de 1983, 33 moradores começaram a demarcar os limites geográficos da comunidade. Em 1984 veio uma verba da Alemanha para construir um centro comunitário. Wilma Kuhn doou o atual terreno. Com a verba, prestação de serviço, pagamento de horas de mão de obra, doação de materiais e prêmios possibilitaram a construção da obra.

A primeira comissão foi formada pelos senhores: Walter Pegoraro, Eno Renardo Schuch, Elstor Pfaffenseller, Rui Marmitt, Irineu Schuster, Elcido Felten, Delmarina Luiza Schuch, Heribert Koerbes. No primeiro cadastro constou 250 famílias. O grande incentivo da obra foi a realização das Missões de 1984.

O nome da Padroeira foi escolhido no dia 16 de outubro de 1984. A primeira festa foi no dia 09 de dezembro do mesmo ano. Na construção e ocupação do Centro participaram os evangélicos. No local também funcionou a Pastoral  Operária, que teve como presidente a Nilcia Henckes. As irmãs da Congregação da Divina Providência ajudaram nesta caminhada: em especial, a irmã Delvina Pascoalli. A comunidade acolheu os encontros diocesanos da Pastoral Operária e das CEBs, neste teve a presença de Dom Aloisio Sinésio Bohn, o bispo diocesano.

Na organização da Comunidade começaram a funcionar: a catequese, grupos de base-CEBs, jovens, liturgia, animação, CCP e bolãozinho. Em 1990 foi realizado um novo cadastro das famílias. Um posto de enfermagem começou a funcionar no local, com o presidente Dilson Hammes.

No dia 05 de julho de 1992 elegeu-se a diretoria: José H. Stein, Orlando Machado da Silva, Darlan Rauber, Nilsa Stein, Dulce Weschenfelder Neumann, Edson Gilberto Schuch, Nilson Henckes, Rui Malmann, Edson Kolberg, Elio Neumann, Rosa Köerbs Rauber, Alice Pfaffenseller, com seus esposos. Ao longo dos anos várias pessoas foram eleitas presidentes da Comunidade.

Nos últimos tempos, por sugestão do presidente André Henckes as bandeiras da Padroeira visitam as casas dos moradores. O andor da Padroeira e os objetos sacros foram adquiridos com a doação de pessoas da Comunidade. As celebrações acontecem uma vez por mês. Estas informações foram pesquisadas no livro de Atas da Comunidade e relatos de moradores.

Categoria: Comunidades & Igrejas
Letra inicial: C 

voltar para Guia Telefônico

left show fwB tsN|left tsN fwB|left show tsN fwR|c05||skype_c2c_logo_img|news login uppercase c05 b01 bsd|fsN uppercase c05 fwB sbss|fwR c05 uppercase b01 bsd|login news uppercase b01 bsd fsN tsN fwB c15|tsN fwR uppercase c05|fwR c05 uppercase|content-inner c05||