Capitão da Assoeva projeta confronto contra o Copagril

Publicado em 15/09/2017 às 10h35

Boni: Amanhã começa a fase oitavas de final da Liga Futsal 2017. Entre as cinco equipes que ainda não perderam em casa na competição, está o Copagril, adversário da Assoeva/Unisc/ALM. No Ginásio Ney Braga, em Marechal Cândido Rondon, o Copagril conquistou cinco vitórias e três empates. Marcou 22 gols e sofreu 12. A delegação da Assoeva viajou ao longo desta madrugada até o Paraná.

Ontem pela manhã, o capitão da Assoeva, Boni, destacou alguns pontos em relação a primeira fase da Liga Futsal onde a equipe de Venâncio Aires confirmou a oitava colocação entre as 17 equipes participantes. Ele comentou ainda detalhes que cercam a decisão que vai colocar Assoeva ou Copagril entre os oito melhores da competição.

Folha do Mate: Qual a avaliação do capitão Boni em relação a primeira fase da Liga Futsal?

Boni: Pra mim, sinceramente, não teve surpresas. As principais candidatas ao título ficaram no topo da tabela. Na parte debaixo desde o início foi bem nítido o que se mostrou no final dela, ou seja, com algumas equipes brigando até a última rodada por uma posição no G16. Foi uma primeira fase ao meu ver sem muitas surpresas mas acima de tudo muito nivelada. Tivemos o Guarapuava sendo eliminado. Uma Intelli que não começou muito bem mas conseguiu a classificação. Agora começa uma nova competição e muita coisa muda. Posso apostar que tem muitas equipes com menor investimento que darão muito trabalho aos grandes.

Qual a avaliação do líder da Assoeva em relação à equipe na primeira fase?

Quanto a Assoeva na primeira fase foi crucial aquele momento que nós passamos por certas dificuldades. Não tivemos aquele começo como desejávamos. Não podemos esconder que nosso objetivo maior na primeira fase da Liga Futsal era terminar entre os quatro melhores. Conseguimos nos manter naquele 'bolo' até lá pela 12ª e 13ª rodadas. Daí houve uma queda de rendimento o que no meu ponto de vista é algo natural diante da constante série de jogos - Liga Futsal e o Estadual - aliado ao nosso plantel que é reduzido. O objetivo sim era ficar mais próximo dos primeiros. Nos classificamos, conseguimos a oitava colocação e sabemos que poderíamos ter avançado ainda mais em termos de posição final na classificatória.
O que precisa ser levado em conta é que conseguimos trazer pra dentro de casa uma primeira decisão de vaga. Isso precisa ser enaltecido pois como já disse, a Liga Futsal 2017 teve uma primeira fase muito nivelada. Não é fácil você traçar inúmeros objetivos e alcançar todos eles. Disputamos duas competições de forma paralela e em cada uma temos nossos propósitos. Minha avaliação é que a Assoeva está de parabéns pela primeira fase que fez na competição nacional e agora vamos em busca do passo seguinte que é passar pelo Copagril e avançar para uma nova etapa.

Como a Assoeva chega para esse primeiro enfrentamento contra o Copagril?

Assoeva e Copagril, ao meu ver, tem estilo de jogo parecido. Isso faz a gente acreditar em dois jogos equilibradíssimos. Tem força de ataque muito forte nos dois lados. Duas equipes bem qualificadas. Vai ser dois jogos que temos que minimizar ao máximo os erros pra que a gente não seja surpreendido. A gente tem que procurar fazer acontecer o fator casa. Essa de decidir em casa eu avalio como sendo fundamental. Só que temos agora o primeiro jogo fora e para isso temos que atuar de forma inteligente. Temos que ter a cautela necessária para fazer um bom jogo em Marechal Rondon. Vamos tentar a vitória sem deixar de lado que o empate também nos favorece porque depois tem a decisão dentro da nossa casa. Temos que chegar para o segundo jogo com aquela de agora estamos em casa e aqui quem manda é a gente, é a Assoeva. Vai ser um duelo muito equilibrado, digno realmente de uma oitavas de final de Liga Futsal. Com muito trabalho, inteligência e entrega, creio que conseguiremos fazer um bom jogo fora de casa.

Até onde vai o otimismo e a confiança da Assoeva contra o Copagril pois agora vale vaga no G8?

O otimismo é grande. Estamos pensando somente de forma positiva. Temos a plena confiança e consciênia que temos condições sim de estarmos entre as oito melhores equipes da Liga. Para tudo isso estamos bem treinados, preparados mesmo. Tivemos realmente uma semana muito boa de treinos. Não tivemos jogos pelo Estadual e assim foi possível concentrar apenas forças para esse primeiro jogo no Paraná. Treinamos, pensamos e estudamos o clube de Marechal Rondon.

Estamos sim é pensando nestes dois jogos decisivos que nos poderá colocar no G8. É ter os pés no chão, jogar de forma humilde esse primeiro jogo porque o que deve ser lembrado nesse momento é que vamos enfrentar uma equipe que não perdeu dentro de casa na Liga deste ano. Depois sim, em casa, com o apoio do nosso torcedor, vamos tentar confirmar a classificação.

 

Fonte: Jornal Folha do Mate
Crédito e Foto: Roni Müller / Folha do Mate

voltar para Notícias - Esportes

left show fwB tsN|left tsN fwB|left show tsN fwR|c05||skype_c2c_logo_img|news login uppercase c05 b01 bsd|fsN uppercase c05 fwB sbss|fwR c05 uppercase b01 bsd|login news uppercase b01 bsd fsN tsN fwB c15|tsN fwR uppercase c05|fwR c05 uppercase|content-inner c05||