Em junho a Assoeva terá sete jogos

Publicado em 01/06/2017 às 14h35

Sábado, contra o Atlântico, a Assoeva precisa dar a volta por cima. É vencer para renovar o ânimoO mês de maio já se foi. Foram oito jogos e um aproveitamento considerável. O junho está aí e a agenda da Assoeva/Unisc/ALM mais uma vez é bastante concorrida. Por horas e mais horas a delegação estará viajando para cumprir a série de jogos pela Liga Futsal e Liga Gaúcha. Tudo isso porque dos sete jogos, quatro serão fora e apenas três dentro do Poli.

Na Liga Futsal serão quatro jogos. Na ordem tem o Atlântico, em casa, Joinville, fora, Marreco, no Paraná, e contra o Joaçaba, em Venâncio Aires. Em meio a isso tem três jogos pelo Estadual. Tem o clássico contra o Sobradinho, no Poli, dia 13, o confronto contra a Abelc, em Boa Vista do Buricá, no dia 19, e ainda contra o Sase, na cidade de Selbach, no dia 27.

A ordem é pensar jogo após jogo. Depois da inesperada derrota por 3 a 1 diante do seu torcedor para a Asif, de Ibirubá, pela Liga Gaúcha, a tarde de ontem foi de reapresentação do grupo. O 'clima pesado', o abatimento pelo resultado deu lugar a uma conversa reservada da direção do clube com os jogadores, até porque com a comissão técnica o encontro foi logo após o jogo da terça-feira à noite.

Atitude de todos e cobranças não por apenas atuações melhores e sim por resultados positivos em jogos dentro de casa foi a tônica do encontro. "Para quem busca a liderança do Estadual e obter vantagens no mata-mata mais tarde não pode em hipótese alguma tropeçar em casa ainda mais da forma como foi nossa derrota na terça-feira", comentou na tarde de ontem o vice-presidente do clube, Vianei Hammes.

A Assoeva vem de uma sequência de três derrotas seguidas. Primeiro estava tudo 'mil maravilhas' diante do empate contra o Copagril, no Paraná, mais a vitória contra o Concórdia, tudo na Liga Futsal, e mais os nove pontos conquistados na Liga Gaúcha. "Depois tivemos a derrota no Estadual para o Atlântico. Lá jogamos bem, falhamos, mas foi um jogaço. Contra o Jaraguá falhamos no primeiro tempo e pagamos o preço por isso porque na etapa complementar jogamos melhor que eles, tanto que que deram apenas dois chutes no nosso gol. Nada disso serve de desculpa. Diante dos nossos erros o adversário se move de entusiasmo e de capacidade para vencer a gente. Agora temos que render mais no contexto geral", avaliou o técnico Fernando Malafaia após o jogo contra a Asif.

Ainda em relação quanto ao jogo de terça-feira, Malafaia fez ressalvas quanto ao comportamento da sua equipe. "Nem de perto no jogo de hoje (terça-feira) tivemos o nível competitivo pra furar o bloqueio adversário. Foi uma noite muito ruim mesmo. Agora temos o jogo contra o Atlântico na competição nacional. Temos que dar a volta por cima", declarou o técnico.

Para o compromisso de sábado, Malafaia não poderá contar com Renatinho que cumpre suspensão automática. Os demais ficam à disposição para o jogo das 21h. Na Liga Futsal a Assoeva ocupa a sexta colocação com dez pontos. O adversário é 13º com cinco pontos e tem dois jogos a menos que a Assoeva. A equipe do técnico Sérgio Lacerda perdeu a invencibilidade na derrota para o Magnus, em Erechim, por 4 a 2. No confronto do dia 27 de maio, o Atlântico chegou a abrir a vantagem de 2 a 0. Depois sofreu a virada na etapa final. Contra a Assoeva o clube de Erechim também terá ao menos um desfalque. Nene cumpre suspensão por cartão vermelho.

 

Fonte: Jornal Folha do Mate
Créditos e foto: Roni Muller

voltar para Notícias - Esportes

left show fwB tsN|left tsN fwB|left show tsN fwR|c05||skype_c2c_logo_img|news login uppercase c05 b01 bsd|fsN uppercase c05 fwB sbss|fwR c05 uppercase b01 bsd|login news uppercase b01 bsd fsN tsN fwB c15|tsN fwR uppercase c05|fwR c05 uppercase|content-inner c05||