Notícias - Geral

Direção da Emei Yolita da Cruz Portela sugere criação de horta comunitária e pomar

Publicado em 15/07/2019 às 17h06

A pedido da direção e professores da Escola Municipal de Educação Infantil Yolita da Cruz Portela, o prefeito Giovane Wickert esteve no educandário. A equipe solicita à Administração Municipal a ampliação da área, para a criação de uma horta comunitária e um pomar.

O espaço fica nos fundos da Emei, em uma área verde. Na ocasião, o prefeito sugeriu a elaboração de um projeto e o envolvimento da Associação de Pais e Mestres da escola. Após, deve ocorrer uma reunião com a presença de secretários. Trabalho conjunto entre as Secretarias de Educação e de Meio Ambiente já vem ocorrendo.

O responsável pela pasta do Meio Ambiente, Clóvis Schwertner realiza palestras para auxílio nos processos de criação de hortas e composteiras. Também são ensinados os alunos e as comunidades escolares sobre o valor da revitalização das áreas e do convívio com o Meio Ambiente.

 

Fonte: Portal RVA
Créditos: Veridiana Röhsler
Foto: Daiana Nervo / Assessoria de Comunicação PMVA gestão 2012/2016

Compartilhar

Feira do Livro chega com novo layout

Publicado em 15/07/2019 às 13h43

Falta pouco mais de um mês para a 20ª Feira do Livro de Venâncio Aires. O palco para o espetáculo que marca as 20 edições será o Ginásio de Exposições, do Parque Municipal do Chimarrão, de 22 a 25 de agosto.

A temática que norteará os trabalhos neste ano será ‘Tudo a Ler’. Ao celebrar duas décadas, a feira deve chegar com uma ‘cara nova’. Mesmo que os ajustes de layout e os expositores ainda estejam sendo definidos, a comunidade venâncio-airense já aguarda as diferentes atrações que marcam a edição.

Assim como já vem sendo realizado há alguns anos, a arquiteta Marione Reckziegel tem a missão de pensar o layout da feira. O primeiro esboço da parte estrutural, segundo ela, já foi repassado para a organização, que avalia a proposta.

No desenho, está sendo proposto um novo lugar para os livreiros e para o palco que irá receber o show da banda Nenhum de Nós, no dia 24 de agosto, que deve estar localizado à direita de quem entra no Ginásio de Exposições. “Está tudo sendo pensado para evidenciar esses 20 anos”, comenta Marione.

 

ELEMENTOS VISUAIS

A Feira do Livro de Venâncio é marcada pelos elementos visuais que são dispostos na estrutura do evento. Neste ano, de acordo com Marione, não será diferente. Quem for até o evento literário irá encontrar, assim como em edições anteriores, uma entrada que provoca reflexão. “No ano passado, tínhamos a borboleta. Algumas pessoas viam uma mariposa e isso foi muito legal”, recorda a arquiteta.

A ideia é montar um lugar que as pessoas se encontrem para ler. “É muito legal e instigante fazer parte desse desafio. Tu preparas um diferencial que chame atenção e isso proporciona uma reação diferente em cada pessoa que circula pelo local”, completa.

 

SAIBA MAIS

• Escritores: Além da presença do patrono da 20ª edição, Thedy Corrêa, agendada para o dia 25 de agosto, também estão confirmados os escritores Chiquinho Divilas e Eleonora Medeiros. A organização estuda a possibilidade de o patrono estar presente também na abertura do evento. A Secretaria de Cultura e Esportes também organiza uma noite especial para os escritores venâncio-airenses.

• Mostra: Além de literatura, o Ginásio de Exposições do Parque Municipal do Chimarrão irá receber, nos dias 22 e 23 de agosto, a Mostra Municipal de Trabalhos. Tradicionalmente, os projetos científicos são apresentados e premiados durante a Feira do Livro. A premiação ocorre no dia 23, a partir das 13h30min.

Assim como em anos anteriores, quando foram usados paletes na construção da decoração e do layout da Feira do Livro, neste ano Marione revela que deve trazer algo que lembre a natureza.

Premiação ‘Adiante, professor’ integra a programação da feira

Além de espetáculos culturais e comercialização de obras literárias, a Feira do Livro será palco da premiação do ‘Adiante, professor’, promovido pela Folha do Mate. A solenidade que marca a final do concurso ocorre no dia 23 de agosto, sexta-feira, às 15h. Na cerimônia, os 12 finalistas receberão medalhas e certificados, e será anunciado o professor destaque, que será levará para casa R$ 1 mil e um troféu.

Em sua segunda edição, o prêmio ‘Adiante, professor’ tem o objetivo de valorizar profissionais que buscam fazer a diferença na educação de Venâncio Aires. A iniciativa tem o apoio das universidades de Santa Cruz do Sul (Unisc) e do Vale do Taquari (Univates), do Colégio Gaspar Silveira Martins e da EmagreSee.

Ao longo do mês de agosto, a Folha do Mate publicará matérias com as histórias dos finalistas. Foram selecionados para etapa final do prêmio as professoras Bianca Campos da Silva, Bruna de Quadros Etges, Fernanda Saldanha, Gabriela Vedoy Flores, Isabel Cristina Poletti, Karine Wessling, Larissa Harres Zucchelli Bittencourt, Laureci Teresinha Rodrigues, Luiza de Fátima Lazzaretti, Pamella Tucunduva da Silva, Paula Cristina Fernandes e Rafaela Aline Wenzel.

 

Fonte: Jornal Folha do Mate
Créditos: Ana Carolina Becker
Foto: Juliana Bencke

Compartilhar

Blitze para flagrar veículos com IPVA em atraso

Publicado em 15/07/2019 às 13h40

A Receita Estadual realizou blitze simultâneas em diferentes cidades do estado para reduzir a inadimplência do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). Iniciativas com a parceria de diferentes órgãos na região já foram realizadas em Lajeado. Em Venâncio Aires, informa a Secretaria da Fazenda do Rio Grande do Sul, 7,66% dos veículos estão com o imposto em atraso.

Na Capital Nacional do Chimarrão, dos 24.127 mil veículos, 1.847 estão inadimplentes. O valor ainda não arrecadado chega a R$ 713.394,04. Na microrregião de Venâncio Aires, os municípios de Passo do Sobrado e Vale Verde lideram o ranking de proprietários inadimplentes. O menor índice fica para Mato Leitão.

 

ESTADO

No Rio Grande do Sul, já são cerca de 465 mil motoristas inscritos em dívida ativa da Fazenda Pública pela Receita Estadual. Segundo o chefe da Divisão de Fiscalização da Receita Estadual, Edison Moro Franchi, as ações buscam ampliar a percepção de risco para os condutores que trafegam sem a documentação necessária.

Ainda de acordo com ele, é comum uma inadimplência maior logo que o calendário de pagamento do IPVA é finalizado. O calendário de pagamento encerrou-se no fim do mês de abril e, até o momento, R$ 233,96 milhões deixaram de ser quitados no Rio Grande do Sul, o que representa 8,23% do total.

Na blitz é utilizado um banco de dados da Receita Estadual que permite identificar, pela placa do veículo, os automóveis irregulares, não havendo necessidade de fiscalizar a documentação de todos os condutores. Neste ano, a arrecadação prevista com o IPVA é R$ 2,8 bilhões. Metade deste valor é repassada de maneira automática para as prefeituras, conforme o município de emplacamento.

 

JUROS E MULTAS 

O contribuinte que não pagou o tributo em dia, além de ter perdido os descontos de Bom Motorista (de até 15%) e Bom Cidadão (de até 5%), terá multa de 0,334% ao dia sobre o valor do imposto não pago, até o limite de 20%.

Depois de 60 dias em atraso, o débito sofrerá acréscimo de mais 5% e será inscrito em dívida ativa, com o contribuinte correndo o risco de ter seu nome lançado no Serasa, sofrer protesto no cartório local e processo de cobrança judicial.

Além dessas consequências, o proprietário que for flagrado nas barreiras com o IPVA atrasado terá custos que poderão ir além de colocar em dia o imposto. Como o IPVA é um dos requisitos para renovar o Certificado de Registro e de Licenciamento de Veículo (CRLV), transitar sem esse documento em ordem significa infração gravíssima, com risco de multa e pontos no prontuário da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), além dos custos do serviço de guincho e depósito do Detran.

Os prazos para renovação da CRLV, entretanto, são diferentes do IPVA e variam conforme a placa: 30 de abril para finais 1, 2 e 3; 31 de maio para finais 4, 5 e 6; 30 de junho para finais 7 e 8; e 31 de julho para finais 9 e 0.

 

COMO REGULARIZAR

O imposto vencido, relativamente ao exercício corrente e antes da inscrição como dívida ativa, deve ser pago em parcela única nos bancos credenciados (Banrisul, Santander, Bradesco, Sicredi, Banco do Brasil e Caixa – lotéricas).

No Banco do Brasil, o serviço ocorre por meio de débito em conta e é restrito a clientes via terminais de autoatendimento ou via internet. Nos caixas bancários, para efetuar o pagamento do IPVA, basta apresentar o CRLV ou informar a placa e o Renavam do veículo, sem emissão prévia de guia de arrecadação.

Após a inscrição como dívida ativa, somente o Banrisul e Sicredi estão autorizados a receber os valores para regularização. Nenhuma repartição da Receita Estadual recebe valores relativos aos tributos arrecadados.

 

Fonte: Jornal Folha do Mate
Créditos: Cristiano Wildner
Foto: Alvaro Pegoraro

Compartilhar

Rua coberta prevê palco suspenso

Publicado em 15/07/2019 às 13h38

Além da retirada das 22 tipuanas e duplicação da pista da rolamento no calçadão, a Prefeitura quer implementar em trecho da rua Osvaldo Aranha uma rua coberta. O espaço, que poderia receber eventos sociais diversos, teria, inclusive, um palco suspenso. O palanque automatizado ficaria ao nível da pista de rolamento quando a rua estivesse liberada para o trânsito de veículos, mas em eventos a estrutura seria ativada.

O prefeito Giovane Wickert acredita que ainda neste semestre recursos federais para a obra podem ser confirmados. Ele diz que a partir da implementação da rua coberta o projeto de revitalização da área central estaria concluído. A obra se somaria às mudanças já em curso na Praça da Matriz e mesmo a revitalização proposta em conjunto, para o calçadão, entre Prefeitura e um grupo de empresários e comerciantes.

Depois que as melhorias iniciais para o Largo do Chimarrão estiverem concluídas, será estudada e avaliada como poderá ser implementada a rua coberta. Existe possibilidade de emenda parlamentar ser destinada para este fim, mas por enquanto tudo permanece no campo da especulação. Quem sinaliza favoravelmente ao projeto é o deputado federal Marcelo Moraes (PTB).

Contudo, nesta sexta-feira, 12, em entrevista à reportagem da Folha do Mate, o parlamentar disse que por enquanto nem mesmo protocolo para assegurar o recurso foi encaminhado. Wickert e Moraes teriam tido até o momento apenas conversas iniciais sobre o tema, de acordo com o deputado.

 

PROJETO

Uma das frentes de trabalho tenta garantir até R$ 500 mil para o projeto. Com o valor seria possível construir a rua coberta e reformar o piso do Largo do Chimarrão que fica junto à Praça da Matriz. O projeto também prevê nivelar o calçadão com a pista de rolamento. “No projeto inicial contemplamos algumas necessidades, mas o aprimoramento dele avança internamente a partir do trabalho liderado pela Secretaria de Planejamento e Urbanismo”, destacou o prefeito.

 

ANÁLISE

“Quando tivermos garantido os recursos para a edificação da rua coberta e mesmo da reforma do piso do calçadão, será estudado com afinco se é preciso retirar todas as tipuanas da Osvaldo Aranha ou se o projeto poderá conciliá-las”, acrescenta Wickert. Mas ele garante que a medida envolverá a principal rua do Centro, entre a travessa São Sebastião Mártir com a rua General Osório.

 

EXEMPLOS GAÚCHOS

No estado, o maior exemplo envolvendo o sucesso de uma rua coberta fica na cidade de Gramado, na Serra Gaúcha. Ela é um dos pontos turísticos mais visitados no município, em virtude de estar bem no Centro da cidade e ligar duas avenidas. O espaço possui 100 metros de comprimento e com telhado de vidro.

Durante o inverno da Serra Gaúcha, os cafés e restaurantes ficam lotados de turistas assistindo aos shows musicais de bandas locais, que apresentam-se em um palco montado na rua. No Natal, a rua coberta ganha decoração, com uma grande árvore natalina, a famosa Árvore Cantante, onde corais da cidade se apresentam, cantando e encantando a todos.

Em Gramado, a rua coberta abriga ainda lojas de artesanato feito na Serra Gaúcha, de sapatos, artigos em couro, malharia, artigos esportivos, livraria, restaurantes, cafés e bistrôs e lojas de chocolates.

Já na região existe rua coberta na cidade de Arroio do Meio. O espaço foi edificado junto à rua General Daltro Filho, no Centro. Em 2018 a estrutura foi reformada, quando passou a contemplar o reaproveitamento de parte da água colhida pelo telhado com sistema de armazenamento em reservatórios. A rua coberta de Arroio do Meio foi inaugurada em novembro de 2008.

 

Fonte: Jornal Folha do Mate
Créditos: Cristiano Wildner
Foto: Divulgação/Prefeitura

Compartilhar

Febre Amarela volta a preocupar Município e vacinação é o caminho para evitar circulação do vírus

Publicado em 15/07/2019 às 13h35

Depois do surto de Febre Amarela no estado em 2009, o assunto volta a pautar os órgãos de saúde pública. Em Venâncio Aires a circulação do vírus da doença também é investigada e ações de imunização estão em vigor, para evitar que casos sejam registrados na cidade. Atualmente, a morte de um macaco, identificado no dia 29 de março, é investigada pela Vigilância Epidemiológica que aguarda resultado de exames junto ao laboratório do Estado. O animal foi encontrado em Linha Estrela.

A estimativa é de que 15 mil venâncio-airenses não são vacinados contra a Febre Amarela, transmitida por mosquito – pela espécie Haemagogus em áreas silvestres e pelo Aedes aegypti (o mesmo da dengue) na área urbana – e que precisam de cuidados especiais para evitar a proliferação da doença. Isso porque quanto maior o número de moradores imunizados, menores são as chances de surtos da doença, já que o vírus não consegue circular em grande escala. A doença já matou 14 pessoas no Brasil em 2019, uma delas em Santa Catarina.

Para garantir a identificação das pessoas sem vacina, um censo vacinal está em andamento. Os moradores, em especial da área rural, precisam levar a caderneta de vacinas no posto de saúde mais próximo, para análise das doses. “Precisamos ampliar a nossa cobertura de área imunizada, especialmente no interior, onde o vírus silvestre está circulando. Esta etapa está sendo realizada em todos os municípios da região, também para verificar a necessidade de doses para as cidades,” destaca a enfermeira da Vigilância Epidemiológica Municipal, Carla Lili Müller.

Num primeiro momento, serão vacinados os moradores de áreas rurais, por serem considerados de maior risco. Atualmente a Febre Amarela silvestre está circulando no país, principalmente em regiões de matas, já que o vetor não é o mosquito Aedes aegypti, mas uma espécie que se prolifera em ambientes rurais.

 

INVESTIGAÇÃO

Um veterinário do município realizou o recolhimento do macaco encontrado morto em Linha Estrela. São retirados alguns órgãos e encaminhados para análise laboratorial para identificar se a causa da morte foi a Febre Amarela. Ainda não houve retorno do laboratório estadual sobre o caso local. “Os macacos são tão vítimas da doença, quanto os humanos, eles acabam alertando a população de onde pode haver a circulação do vírus. É uma forma de monitorar e concentrar forças para evitar a proliferação da doença,” argumenta Carla Lili.

Atualmente os postos de saúde contam com doses de vacina disponibilizadas. Porém, como os lotes são abertos e precisam ser aplicados de uma só vez, os postos de saúde concentram em dias da semana a vacinação da população. Mas as informações podem ser solicitadas em todas as unidade básicas de saúde.

 

Fonte: Olá Jornal

Compartilhar

Cisvale irá disponibilizar veterinários para as prefeituras

Publicado em 15/07/2019 às 13h34

A contratação de veterinários para serviços de inspeção sanitária se tornou mais simples para os municípios atendidos pelo Consórcio Intermunicipal de Serviços do Vale do Rio Pardo (Cisvale). Na tarde desta sexta-feira, 12, foi assinado um contrato entre o Cisvale e a Compilar Consultoria, de Venâncio Aires. A empresa será responsável por disponibilizar profissionais veterinários para uma importante demanda regional, que é a fiscalização e inspeção sanitária de indústrias e agroindústrias familiares que trabalham com produtos de origem animal.

Segundo o presidente do Cisvale e prefeito do município de Pantano Grande, Cassio Nunes Soares, o serviço facilitará a contratação dos médicos-veterinários pelas prefeituras: “Estamos falando de mais economia para os municípios e, principalmente, um serviço de inspeção sanitária adequado, fazendo com que o produto saia das indústrias ou agroindústrias familiares com qualidade para o consumo humano e para o consumo das nossas comunidades, da nossa população”.

Para o prefeito de Vale Verde e presidente da Associação dos Municípios do Vale do Rio Pardo (Amvarp), Carlos Gustavo Schuch, o contrato  do Cisvale com a empresa Compilar Consultoria auxilia no planejamento das  administrações municipais na questão de produtos de origem animal. “Os municípios do Vale do Rio Pardo em sua maioria são de pequeno porte, e que precisam desse auxílio. Esses veterinários vão proporcionar que os municípios consigam se organizar. A atividade deles não vai ser somente fiscalizatória, mas um serviço de orientação que muitas vezes vale muito para um pequeno produtor”, afirmou o prefeito de Vale Verde e presidente da Amvarp.

Para a médica-veterinária Aline Zimpel, responsável técnica da empresa Compilar Consultoria, o papel do profissional será o de garantir que os produtos alcancem o consumidor final com a qualidade exigida. “Nós sabemos do perigo que existe, tanto com o bem-estar animal, no caso de abates de animais, como do perigo de contaminantes desses produtos que estão sendo comercializados. Existe toda uma questão de saúde pública, uma prevenção de patologias que podem aparecer. Um evento clássico no abate de bovinos é a tuberculose, o que é algo corriqueiro. E a importância do veterinário está em realizar a inspeção durante o abate desses animais para que não aconteça de passar algum problema que chegue na mesa do consumidor”, ressaltou a profissional.

O diretor-executivo da Compilar Consultoria, Joel Martins, destacou que a empresa foi a primeira no Estado a ser habilitada a fazer a verificação de produtos de origem animal: “Nossa empresa já tem experiência adquirida no Estado. Seguimos um procedimento padrão no recrutamento e seleção dos profissionais, contratamos profissionais experientes que conheçam e possam orientar o pequeno estabelecimento”.

Como vai funcionar:

O serviço de inspeção sanitária vai atender os municípios conforme sua demanda, cabendo à administração municipal realizar a contratação junto ao Cisvale. Serão duas formas de inspeção: permanente, em matadouros e frigoríficos, e periódica, em indústrias e agroindústrias familiares de mel, ovos, pescado, embutidos e leite.

A Compilar Consultoria foi habilitada a prestar o serviço junto aos municípios que integram o Consócio após participar do edital de chamamento público para credenciamento publicado pelo Cisvale no final de 2018.

 

Fonte:Olá Jornal
Créditos: AI Cisvale

Compartilhar

Cartório de Vila Deodoro completa 90 anos de fundação

Publicado em 15/07/2019 às 13h31

O cartório de Vila Deodoro completou 90 anos nesta sexta, 12. No site do Cartório Notorial do Brasil, foi publicada uma matéria em homenagem à data. 

A seguir, a nota:

" Fundado no dia 12 de julho de 1929, o Serviço Notarial e de Registros de Vila Deodoro, em Venâncio Aires, completa 90 de anos de sua instalação nesta sexta-feira (12.07). O atual titular, Luiz Carlos Mirandolli, assumiu a serventia em maio de 1990.

O nome da cidade foi dado pelos republicanos rio-grandenses em homenagem ao advogado abolicionista e precursor das ideias republicanas Venâncio de Oliveira Ayres, nascido em Itapetininga, São Paulo, mas que criou raízes Rio Grande do Sul.

O CNB/RS parabeniza o tabelião e os seus colaboradores por prestarem um serviço de qualidade à toda a comunidade."

 

 Fonte: Portal RVA 

Compartilhar

Em 15 anos de trabalho, Proerd alcança dez mil alunos atendidos em Venâncio Aires

Publicado em 15/07/2019 às 13h29

O Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd) é desenvolvido em parceria entre a Polícia Militar, Escola e Famílias. O objetivo do Proerd é capacitar crianças e jovens para que se mantenham livres do uso de drogas, da violência e de outros comportamentos perigosos.

Em Venâncio Aires, o programa completa 15 anos em 2019, no comando do soldado Moisés Assunção. O profissional da segurança pública vai até as escolas aplicar os ensinamentos e desenvolver nos jovens estudantes habilidades que permitam evitar influências negativas nas questões das drogas e violência. Em 15 anos, ele alcança a marca de dez mil alunos atendidos pelo serviço no município. Atualmente, o trabalho está em fase final com os estudantes do primeiro semestre. Um novo grupo começa a ser atendido a partir de agosto.

Além de alertar para os perigos do uso de drogas, o Proerd também busca estabelecer relações positivas entre alunos e policiais militares. Busca-se fazer os estudantes enxergarem os profissionais da Brigada Militar com confiança e humanização, além de abrir um diálogo permanente entre a "Escola, Polícia Militar e Família".

 

Fonte: Portal RVA
Créditos: Veridiana Röhsler
Foto: Divulgação

Compartilhar

Luís Antônio Klock lança nova música

Publicado em 15/07/2019 às 13h28

Quando a mãe, Margarete, comprou um violão para o filho Luís Antônio de Carvalho Klock, ainda com sete anos, nunca imaginou que ele trilharia um caminho em torno da música. Agora, aos 18 anos, ele vai lançar, no dia 19, a sua terceira música autoral.

Acadêmico do curso de Engenharia Mecânica da Universidade do Vale do Taquari (Univates), ele divide a rotina entre a música e o trabalho na Venax. Perguntado sobre as inspirações para escrever, conta que as ideias surgem a partir de livros e histórias contadas por amigos e colegas.

A nova música, intitulada ‘Naquele Banco’, será lançada e, no mesmo dia, às 18h, ele estará na Rádio Terra FM 105.1 apresentando o trabalho. A partir desse dia, a composição também estará disponível nas plataformas do Spotify, Deezer, Tidal e Napster. O trabalho de Luís Antônio foi produzido na gravadora Tiago Botelho e o clipe da música foi feito por Rafael Costa – pode ser conferido no canal Luís Antônio Klock no YouTube.

Além disso, ele tem duas outras produções: ‘As Estrelas Vão Voltar a Brilhar’ e ‘A Nossa História’. Depois de ter ganho o violão, o músico começou a participar das missas na Igreja Matriz e na comunidade Nossa Senhora Aparecida, em Linha Tangerinas. “Depois fui para a rádio cantar no programa Bom, Dia Rio Grande e nunca mais parei. Atualmente participo da Orquestra Jovem de Lajeado”, conta.

 

Fonte: Jornal Folha do Mate
Créditos: Ana Carolina Becker
Foto: Rafael Costa/Divulgação

Compartilhar

Maria Eduarda Mattie assume presidência do Interact

Publicado em 15/07/2019 às 13h26

A estudante Maria Eduarda Mattie foi empossada presidente do Interact Club de Venâncio Aires, na noite de sábado, 13, durante cerimônia na sede da Associação Atlética do Banco do Brasil (AABB).

Ela, que já coordenava as ações, extraoficialmente, destacou a importância do apoio de todos os integrantes da entidade. “Vocês me fazem acreditar que, sim, podemos fazer a diferença no mundo. Quando o assunto é Interact, transbordo em amor e gratidão”, enfatizou.

De acordo com Maria, o Interact lhe proporcionou, além de amizades verdadeiras, a oportunidade de crescer e evoluir como pessoa. “Esse clube me deu um propósito que nem eu imaginava”, destacou, ao lembrar a importância das ações sociais voltadas a crianças carentes e demais projetos para o município. “Depois de tudo o que aprendi no Interact, não poderia recursar o convite para assumir o clube.”

Presidente do Rotary Club de Venâncio Aires, João Moacir Laufer Ferreira elogiou o trabalho dos jovens engajados no voluntariado e lembrou a importância do apoio de todos os membros à nova presidente. “Grandes oportunidades de ajudar as pessoas são raras, mas pequenas oportunidades surgem todos os dias”, frisou.

 

HOMENAGENS

Durante a solenidade, também foram realizadas homenagens para Maria Eduarda e para o rotariano Luciano Storch, que acompanha o trabalho dos interactianos.

Ainda, Daiane Schmidt e Tainá Iraê da Luz Vieira receberam o título de sócias honorárias, Vitória Luiza Camara foi anunciada vencedora do projeto Culturando e Júnior Fernando Stahl recebeu o prêmio Bárbara Fengler, pela atuação de destaque na gestão do último ano. Também foram empossadas as novas integrantes Natália Alana Dias e Rafaela Klock Jantsch.

 

DIRETORIA

Presidente: Maria Eduarda Mattie

Vice-presidente: Poliara de Freitas May

Secretária: Manuela Klaus

Tesoureira: Rafaela Spindler Mohr

Diretor de protocolo: Júnior Fernando Stahl

Diretora de serviços internos: Luciara Ribeiro Neumann

Diretora do DQA: Natália Alana Dias

Diretora de comunidade: Brenda Camile Bender

Diretor de profissionais: Arthur Teixeira Porto

Vice-diretor de profissionais: Gerson Luis Campedelli Pereira

Diretora de internacionais: Vitória Luiza Camara

Diretora de imagem pública: Gabriela Seibel

Diretora de finanças: Ana Júlia Klock Jantsch

 

Fonte: Jornal Folha do Mate
Créditos e foto: Juliana Bencke

Compartilhar

left show fwB tsN|left tsN fwB|left show tsN fwR|c05||skype_c2c_logo_img|news login uppercase c05 b01 bsd|fsN uppercase c05 fwB sbss|fwR c05 uppercase b01 bsd|login news uppercase b01 bsd fsN tsN fwB c15|tsN fwR uppercase c05|fwR c05 uppercase|content-inner c05||