Notícias - Geral

Campanha de Dia dos Namorados começa dia 27

Publicado em 18/05/2019 às 14h47

,O Dia dos Namorados, celebrado em 12 de junho, já começa a enfeitar e mobilizar o comércio de Venâncio Aires para as vendas alusivas à data. No dia 27, a Câmara do Comércio, Indústria e Serviços de Venâncio Aires (Caciva) dá início a campanha 'Amor de Presente' e segue até o dia 12 de junho, com 68 lojas participantes.

Serão mais de R$ 3 mil em vale-compras. Serão cinco consumidores contemplados com vale-compras de R$ 600 e cinco vales de R$ 150 serão sorteadores entre vendedores dos estabelecimentos comerciais.

A campanha, segundo a gerente administrativa da Caciva, Lisete Stertz, tem a expectativa semelhante ao ano passado. Pesquisa da Federação do Comércio de Bens e de Serviços do Estado do Rio Grande do Sul (Fecomércio-RS), mostra que o gasto médio com os presentes de Dia dos Namorados será de R$ 179,27. 

O levantamento realizado pela entidade mostra que 44% dos presentes serão peças de vestuário, seguido por perfumes e cosméticos com 17,7%, calçados com 12,5% e flores com 9,4%. A projeção é de 84,4% das compras sejam realizadas com uma semana de antecedência, no máximo.

Entre as formas de pagamento, 79,0% pretendem comprar à vista. Entre os que pretendem parcelar, 44,4% afirmam que vão pagar em até duas vezes. Além do presente, 52,2% das pessoas ouvidas querem participar de algum evento especial alusivo à data, entre estas, 62,1% deve ir a bares ou restaurantes.

Gasto
Segundo a Fecomércio-RS, o homem deve gastar R$ 235,61 com o presente, enquanto a mulher vai desembolsar em média R$ 124,48.

 

Fonte: Jornal Folha do Mate 
Créditos: Ana Carolina Becker 
Foto: Arquivo FM

Compartilhar

Menos R$ 183,7 milhões na economia de Venâncio Aires

Publicado em 18/05/2019 às 14h40

Poder de compra dos venâncio-airenses será menor em 2019, na comparação com o ano anteriorPesquisa de potencial de consumo divulgada pela IPC Marketing Editora - empresa paulista que faz o levantamento anual do poder de compra dos municípios brasileiros - registra que vão circular, em 2019, R$ 183,7 milhões a menos na economia da Capital do Chimarrão, em comparação com 2018. Para este ano, a previsão é de que R$ 1,78 bilhão seja movimentado em Venâncio Aires. São R$ 82 milhões a menos do que o ano passado, quando o montante bateu em R$ 1,864 bilhão. Projetando a inflação sobre os R$ 82 milhões, se chega a R$ 183,7 milhões, esclarece o coordenador da pesquisa, Marcos Pazzini.

Segundo Pazzini, a principal justificativa para a queda no poder de compra dos venâncio-airenses é a movimentação no número de domicílios de um ano para outro. 'Apenas a classe D/E aumentou a quantidade de domicílios entre 2018 e 2019, o que elevou os seus valores de potencial de consumo em 25,9% nesse período. A classe A, apesar de apresentar quantidade menor de domicílios nesse ano, aumentou seus valores de potencial de consumo em 34,4%, mas isso não foi suficiente para que o poder de compra da cidade caísse, em valores nominais, entre 2018 e 2019. As classes B e C, que são as mais numerosas, perderam domicílios e também potencial de consumo de um ano para o outro', esclarece.

CATEGORIAS
No consumo por categorias, destaque para os itens 'manutenção do lar', que abrange aluguéis, água, condomínio, esgoto, energia elétrica, telefones fixo e celular, serviços domésticos, gás de cozinha e TV por assinatura, por exemplo; 'alimentação no domicílio'; e os 'gastos com veículo próprio', onde são contabilizados estacionamento, combustíveis, consertos, óleos, peças e acessórios, entre outros. Nestas três categorias, há projeção de gastos no valor de R$ 329 milhões ('manutenção do lar'), R$ 160 milhões ('alimentação no domicílio') e R$ 70 milhões ('gastos com veículo próprio'), de acordo com o levantamento.

CURIOSIDADES

  1. Consumo rural: O total do consumo rural projetado para 2019 é de R$ 510.287.103,00. O percentual em relação ao consumo total (urbano + rural, de R$ 1.782.433.960,00) é de 28,62%. Em 2018, o total do consumo urbano em 2018 chegou a R$ 463.051.790,00, um percentual de 24,83% do consumo total.
  2. Número de empresas: Entre os dados disponibilizados pela IPC Marketing Editora, chama atenção o crescimento do número de empresas em Venâncio Aires de um ano para o outro. Eram 7.257 em 2018, número que chega a 7.978 em 2019. De acordo com Marcos Pazzini, muitos destes registros podem ser de microempreendedores individuais (MEIs). 'Não são grandes empresas, mas aparecem na contabilidade', diz.
  3. PIB per capita: O Produto Interno Bruto (PIB) per capita na Capital Nacional do Chimarrão sofreu uma queda de 2,64% de 2018 para 2019, segundo os dados da pesquisa. No ano passado, era de R$ 40.605,91, já este ano deve ficar em R$ 39.533,60.
  4. Consumo per capita: Quem reside na área urbana de Venâncio Aires terá, em média, R$ 28.344,47 para gastar em 2019. O valor é 9,72% menor do que o registrado em 2018: R$ 31.396,96. Já quem mora no interior terá incremento no consumo per capita. No ano passado, a média foi de R$ 17.723,79, já neste ano o valor chegará a R$ 18.846,47, um percentual a mais de 6,33%.
  5. Share de consumo: O IPC Maps de Venâncio Aires (índice que resulta da análise dos dados para classificação do município) para 2019 é de 0,03803. Em 2018, ficou em 0,04195. No ranking estadual, a Capital Nacional do Chimarrão manteve a 31ª posição. A nível de país, Venâncio caiu da 362ª colocação para o 383º lugar entre os mais de 5,5 mil municípios brasileiros.

Em relação ao incremento do número de empresas - 721 novas em Venâncio Aires, incluindo microempresas e microempreendedores individuais -, Marcos Pazzini destaca que 'a média de crescimento de empresas foi igual a 9,94%, enquanto a média nacional foi de 12,92%. No Rio Grande do Sul, a média foi de 11,24%, portanto Venâncio Aires teve o menor crescimento na comparação com o estado e com o Brasil'.

Dados gerais

População
- Total: 71.958
- Urbana: 44.882
- Rural: 27.076
- Faixa Homens Mulheres
0 a 4 anos 1.977 1.917
5 a 9 anos 2.067 1.849
10 a 14 anos 2.152 1.998
15 a 17 anos 1.487 1.326
18 a 24 anos 3.707 3.631
25 a 29 anos 2.710 2.503
30 a 39 anos 5.609 5.553
40 a 49 anos 5.071 5.042
50 a 59 anos 4.708 4.887
60 anos ou mais 6.124 7.640
- Total 35.612 36.346
- Alfabetizados: 64.773

Empresas
- Indústria: 1.853
- Serviços: 3.766
- Comércio: 2.345
- Agribusiness: 14
Total: 7.978

IPC Maps
- Share de consumo: 0,03803

Rankings
- Nacional: 383º
- Estadual: 31º

Domicílios
- Total: 25.578
- Urbanos: 17.157
- Rurais: 8.421

Outras informações
- Área (km²): 772,2
- Frota de veículos: 49.635
- Distância da Capital: 104 km

Consumo per capita
- Urbano: R$ 28.344,26
- Rural: R$ 18.846,47

Classe média endividada e poupança significativa

Na avaliação do prefeito Giovane Wickert, o levantamento mostra, em números, o que já é possível constatar no dia a dia dos venâncio-airenses: 'Temos muita gente da classe média endividada, que está pagando contas e acaba não tendo muito dinheiro para fazer circular. Por outro lado, em razão da recente troca de governo, quem tem recursos está aguardando pelo melhor momento para fazer os seus investimentos'.

'Há desconfiança dos investidores', segundo Wickert, principalmente por conta de discussões que estão em pauta, como a reforma da Previdência e privatizações. Ele salienta, ainda, que Venâncio Aires tem como característica manter uma poupança significativa. 'Matéria da própria Folha do Mate, recentemente, mostrou que estamos entre os municípios da região que mais poupam', disse o chefe do Executivo.

'Embora tenhamos esta projeção de menos recursos circulando na economia, é possível afirmar que estamos dentro da margem de erro. A recuperação econômica vai se consolidar e conseguiremos repor os prejuízos nos próximos anos.'

GIOVANE WICKERT  - Prefeito de Venâncio Aires

 

Fonte: Jornal Folha do Mate
Créditos: Carlos Dickow 
Foto: Alvaro Pegoraro / Folha do Mate

Compartilhar

Conselho da Mulher de Venâncio Aires visita Departamento de Políticas para as Mulheres

Publicado em 18/05/2019 às 14h38

Luciana Custódio recebeu representantes de Venâncio AiresNa tarde desta sexta-feira, 17, integrantes do Conselho Municipal da Mulher de Venâncio Aires fizeram uma visita ao Departamento de Políticas para as Mulheres vinculado à Secretaria Estadual de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, em Porto Alegre.

A presidente do conselho Jalila Bohm Heinemann, a Capitão da Brigada Militar de Venâncio Aires Michele da Silva Vargas, e a secretária do conselho, Lidiane Fausto, apresentaram o Conselho Municipal à diretora do Departamento, Luciana Custódio.

Durante o encontro, que teve como objetivo oficializar Venâncio no mapa de cidades gaúchas com conselhos para mulheres e também buscar parcerias para futuras atividades e campanhas, se discutiu a importância de políticas de prevenção e também de proteção à mulher.

Campanha
A partir disso, a intenção do Conselho Municipal da Mulher é organizar uma campanha de conscientização contra a violência à mulher, na Capital do Chimarrão.

A presidente Jalila destaca que existem muitas formas de violência, como a física, psicológica, patrimonial e sexual e a proposta é abordar e prevenir todas elas. "Este trabalho precisa ser bem organizado e ter continuidade", frisa Jalila.

 

Fonte: Jornal Folha do Mate
Créditos: Letícia Wacholz 
Foto: Divulgação / Conselho da Mulher

Compartilhar

Prefeitura faz intervenção no Casva para manter atividades

Publicado em 18/05/2019 às 14h36

A Prefeitura de Venâncio Aires passa a ser a mantenedora do Centro de Assistência Social de Venâncio Aires (Casva). Até então, o espaço era mantido pelo Rotary Club Venâncio Aires. Nesta quinta-feira, uma reunião entre representantes do Município, da entidade e do clube de serviços definiu o futuro da entidade. Com isso, um decreto de intervenção foi assinado pelo prefeito Giovane Wickert (PSB), onde um interventor foi nomeado para gerenciar a instituição, que além de recursos privados, também recebe recursos público. O prazo do decreto é de 180 dias.

O orçamento destinado neste ano à manutenção da entidade é de R$ 579,7 mil por meio do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb). O recurso é utilizado para pagamentos de salários e encargos. Gastos com alimentação, nutricionista, manutenção, material de higiene são pagos com recursos arrecadados com as contribuições dos pais.

Segundo o prefeito Giovane Wickert (PSB) o processo de transição será realizado nos próximos dias e a intervenção foi feita de forma amigável. O Município nomeou como interventor o assessor administrativo da Secretaria Municipal da Fazenda, Egon Raul Sniedze. “Foi feito este procedimento para garantir o andamento das atividades, sem prejudicar os trabalhos e atendimentos. É um momento importante, porque o Casva é a nossa primeira creche e precisava de suporte.”

A unidade escolar possui capacidade para atendimento de 120 crianças. No momento são atendidos 85 alunos. A situação do Casva, em um primeiro momento envolvendo a falta de recursos, iniciou em 2017. No entanto, no mesmo ano o Governo Municipal garantiu aumento nos repasses do Fundeb. Ainda neste ano, o Rotary Venâncio Aires, mantenedor da unidade escolar, manifestou que não iria mais fazer a gestão do espaço. Com isso a Administração Municipal discutiu com representantes da Associação de Pais e Mestes do Casva e com o Ministério Público medidas para garantir a continuidade dos atendimentos.

 

Fonte: Jornal Olá

Compartilhar

Administração Municipal apresenta possibilidade para garantir permanência de técnicos de Enfermagem em Postos de Saúde

Publicado em 18/05/2019 às 14h34

Administração Municipal apresenta possibilidade para garantir permanência de técnicos de Enfermagem em Postos de SaúdeMais de 500 pessoas compareceram ao Ginásio da Suib na noite desta quinta-feira, 16, em Centro Linha Brasil. Em reunião, entre as comunidades do 5º distrito e o Executivo de Venâncio Aires, foi discutida a permanência de técnicos de Enfermagem em Postos de Saúde do Interior. A questão envolve uma ação movida contra o município pelo Conselho Regional de Enfermagem (Coren), para que seja cumprida Lei, que não permite um técnico de enfermagem trabalhar sem a supervisão de um enfermeiro. Em postos do interior, havia situações em que apenas um técnico atuava. Naquela localidade, a mobilização é para manter o trabalho de Clênio Strassburger. Além de Centro Linha Brasil, são os casos de Vila Estância Nova, Linha Tangerinas, Vila Deodoro, Vila Teresinha, Vila Palanque, Vila Santa Emília e Linha Travessa.

A solução imediata encontrada pela prefeitura, levando em consideração a contenção de gastos, foi contratar oito enfermeiros, e diminuir a carga horária para seis horas. Assim, os técnicos de enfermagem vão ficar quatro horas com eles e as outras quatro em alguma unidade de saúde da cidade onde existe demanda. O secretário da Saúde de Venâncio Aires, Ramon Schwengber, explicou a necessidade de cumprimento da Legislação Federal para não incorrer em multas. Além dele, estiveram presentes o prefeito Giovane Wickert; o coordenador da Unidades de Saúde, Lucas Rios; o secretário da Habitação e Desenvolvimento Social, Arnildo Câmara; e vereadores.

Ao prefeito, a comunidade entregou um abaixo assinado, com mais de 2 mil assinaturas, coletadas em menos de uma semana. A comunidade pelou para que Clenio Strassburger continue atuando no posto de Centro Linha Brasil. Em entrevista à reportagem, o técnico de Enfermagem agradeceu o reconhecimento do trabalho prestado e disse estar comovido com tanta mobilização e carinho.

Assim como em Centro Linha Brasil, nos demais postos de Saúde do Interior, que ainda não possuíam enfermeiros, a Prefeitura vai manter os atuais técnicos de enfermagem, com supervisão de enfermeiro, mas apenas durante seis horas por dia. No 5º distrito, como o posto atende mais de 3 mil pessoas, também foi cogitada a possibilidade de transformar a Unidade Básica de Saúde (UBS) em Estratégia de Saúde da Família (ESF). A partir disso, seria possível manter mais profissionais na mesma Unidade. Mas, isso ainda será avaliado e não deve ser uma tarefa fácil. Uma comissão de Saúde, formada por moradores das localidades, vai se reunir nos próximos dias com o secretário da Saúde.

Médicos nos postos
Além de anunciar a medida encontrada para garantir a permanência dos técnicos de Enfermagem no interior, a Administração Municipal também comunicou que três postos vão receber médicos nos próximos dias. As localidades contempladas são Centro Linha Brasil, Vila Deodoro e Vila Teresinha.

 

Fonte: Portal RVA
Créditos e Foto: Veridiana Röhsler / RVA

Compartilhar

Sicredi Vale do Rio Pardo realiza ações de educação financeira na próxima semana

Publicado em 18/05/2019 às 14h32

A educação financeira é sempre um assunto abordado nas comunidades de atuação da Sicredi Vale do Rio Pardo. Na próxima semana, a temática será intensificada nas 15 agências pertencentes à Cooperativa, através de ações que fazem parte da 6ª Semana Nacional de Educação Financeira – Semana ENEF, que acontece de 20 a 26 de maio, em todo o Brasil em uma iniciativa do Comitê Nacional de Educação Financeira (Conef). Entre as atividades das agências estão palestras de sensibilização e workshops para diversos públicos, bem como a distribuição de gibis educativos.

Conforme o coordenador de Programas Sociais da Sicredi Vale do Rio Pardo, Marco Antonio da Rocha, a Cooperativa vai utilizar o tema sistêmico para realizar as atividades de educação financeira no ambiente físico e virtual. Neste ano, o Sicredi vai intensificar suas ações em todo o Brasil através do conceito #Fiquenoverde – Faz diferença deixar sua vida financeira mais saudável, com ações para colaboradores, associados e para quem ainda não faz parte da instituição.

O coordenador ainda explica que as atividades da Sicredi Vale do Rio Pardo têm como objetivo engajar nas ações da Semana Nacional de Educação Financeira, que realiza ações educacionais gratuitas para estimular o debate sobre o tema na sociedade. “Nós queremos reforçar o posicionamento da Cooperativa junto à comunidade”, ressalta Rocha. Durante o ano todo, o assunto é debatido dentro da instituição, bem como levado ao grande público através de palestras, capacitações e no atendimento diário com os associados. 

Rocha comenta que outra proposta é formar os colaborares para que estejam habilitados a levar o tema Educação Financeira para além do cotidiano da agência, para assim, se tornarem facilitadores de palestras, rodas de conversa, oficinas e consultorias específicas sobre o assunto. A Cooperativa ainda quer estender a temática ao público empreendedor, dialogando sobre esta necessidade de gestão financeira da empresa e da família. “Até o momento, a Cooperativa tem uma demanda formalizada que deve impactar em torno de mil pessoas, ainda em 2019, com o programa de Educação Cooperativa”, frisa ele.

Gibis – Como uma das novidades deste ano está a parceria entre o Sicredi e a Maurício de Sousa Produções (MSP), com a volta dos personagens da Turma da Mônica para os gibis com a temática da educação financeira de forma leve e divertida. As revistinhas em quadrinhos serão distribuídas gratuitamente em diversas agências do Sicredi. “As nossas agências terão o volume nº 1 de três que serão editados para distribuição e, além disso, foram produzidos três vídeos animados com os personagens”, destaca Rocha. Os vídeos podem ser conferidos nas redes sociais da instituição.

Virtual – O Sicredi vai disponibilizar, a partir do dia 20 de maio, uma página permanente (www.sicredi.com.br/educacaofinanceira) com dicas para uma vida financeira mais saudável. No ambiente virtual haverá conteúdos voltados aos jovens, como histórias interativas que contam a origem do dinheiro, materiais para oficinas com grupos de crianças, livros, e-books e vídeos, além de um teste para descobrir seu perfil financeiro e compartilhar o resultado nas redes sociais.

 

Fonte: AI SICREDI
Créditos: Four Comunicação

Compartilhar

Denúncias contra a empresa Sulmix ultrapassam os R$ 150 mil

Publicado em 18/05/2019 às 14h24

Nesta sexta-feira à tarde, o delegado Vinícius Lourenço de Assunção, acompanhado por agentes da Polícia Civil, cumpriram um mandado de busca e apreensão no endereço onde funcionou a empresa Sulmix Viagens e Turismo, na rua Júlio de Castilhos, no centro de Venâncio Aires.

De acordo com o delegado, não havia mais nada no local. O último endereço da Sulmix, que está sendo alvo de denúncias de estelionato, foi a cidade de Campo Bom.

Conforme os registros feitos na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) de Venâncio e em outros cinco municípios, a agência recebeu R$ 151.712 de pessoas que aguardavam e ainda aguardam para fazer suas viagens.

Uma das vítimas desembolsou R$ 18.500 pelo pacote e disse que entregou outros R$ 3.500 para que a proprietária trocasse por dólares. Um casal pagou cerca de R$ 20 mil por três pacotes. Uma das viagens já deveria ter sido feita.

 

Fonte: Jornal Folha do Mate
Créditos: Alvaro Pegoraro 

Compartilhar

Sábado para curtir o Golden Rock 2.0

Publicado em 17/05/2019 às 10h50

Matheus Machado, Dudu Camini, Alexandre Bertolli e Cris Seibt integram a DozeduroRock e chopp juntos. Essa é a proposta do evento que ocorre neste sábado, na Life Music Hall. O Golden Rock 2.0 é um evento open bar com a participação de cinco bandas de rock, a partir das 20h. Os ingressos podem ser adquiridos ao preço de R$ 45 feminino e R$ 75 masculino nos pontos de venda: Barão Bar e Prosa, Original Homem e Di Napoli Pizzaria. Haverá comercialização de ingressos na hora do evento. Mais informações podem ser adquiridas através do telefone (51) 99782-2148.

De acordo com os organizadores, o objetivo é reunir as bandas de rock conhecidas pela galera - Dozeduro, Mastodonte, Doomeds, Poison Apples e Ethylic Band - aliados ao chopp Golden Bauch produzido em Venâncio Aires. A primeira edição do evento foi realizada em 2015.

 

Fonte: Folha do Mate
Créditos: Ana Carolina Becker 
Foto: Leíne Bertotti 

Compartilhar

Por enquanto, Clênio fica no posto de Centro Linha Brasil

Publicado em 17/05/2019 às 10h49

Centenas de pessoas estiveram na Suib na noite de quinta, 16Centenas de pessoas moradoras do 5º distrito de Venâncio Aires estiveram na Suib, em Centro Linha Brasil, na noite desta quinta-feira, 16, para dar ainda mais força a um pedido: que o técnico em Enfermagem, Clênio Strassburger, permaneça trabalhando no posto de saúde da localidade.

Um abaixo-assinado de cerca de 2.300 assinaturas, de pessoas de Linha Brasil, Linha Isabel, Arroio Grande, Esperança, Saraiva, Linha Antão e Marechal Floriano, que também buscam atendimento na unidade de Centro Linha Brasil, foi apresentado à Administração Municipal.

A reportagem ainda não obteve retorno do prefeito Giovane Wickert e do secretário de Saúde, Ramon Schwengber, que participaram do encontro, para falar sobre o que foi definido. Mas, em contato com o próprio Clênio, o profissional explicou a proposta. 'A ideia é que que fique meio turno aqui e meio turno na cidade.' Essa mudança de horário e, em parte, de local, deve ocorrer nos próximos meses.

Enquanto as oito horas diárias não são divididas, o técnico segue em período integral no posto. 'Agradeço a toda comunidade o carinho e o reconhecimento. Como já disse, não esperava tanto apoio. E agradeço também à Administração, por tentar encontrar uma alternativa para que eu fique', destacou.

 

HORÁRIOS

Assim que o posto de Centro Linha Brasil contar com um enfermeiro, o horário da unidade deve ser das 7h30min às 13h30min. Ou seja, a maior parte da tarde não terá atendimento, fato que preocupa moradores próximos. ' A gente se preocupa sim. Por que como vão ficar os primeiros socorros, que sempre são feito aqui? E temos a escola aqui perto, quando uma criança se machuca, alguém passa mal, não terá esse atendimento logo', considerou a agricultora Adriane Metz.

Quanto à presença de um médico no posto, que está há cerca de um mês sem, a informação é de que um novo profissional começará a trabalhar em torno de 15 dias.

 

ENTENDA

A Prefeitura de Venâncio está perto de contratar oito enfermeiros para atuar em unidades de saúde, atendendo a uma determinação judicial com ganho de causa para o Conselho Regional de Enfermagem (Coren-RS). Na prática, naqueles locais onde há apenas técnicos trabalhando, eles serão substituídos por enfermeiros.

 

Fonte: Folha do Mate
Créditos: Débora Kist 
Foto: Adriane Metz

Compartilhar

Família pede ajuda para tratar filho com canabidiol

Publicado em 17/05/2019 às 10h47

Família vende rifas e cartões de galinhada para angariar recursos para compra do medicamentoUm medicamento não permitido no Brasil - que tem na sua base o canabidiol, extrato natural da cannabis sativa (maconha) -, trouxe dias melhores para a família de Guilherme Joaquim do Carmo, de 6 anos. Aos 3 anos, o menino foi diagnosticado com a síndrome do X frágil, autismo, e Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH).

Segundo a mãe do menino, Marli Palhares, de 31 anos, diversos medicamentos já foram testados, mas todos desenvolveram algum tipo de reação indesejada. 'O efeito dos medicamentos que testamos trouxeram outros problemas. Ele já ficou internado várias vezes', afirma. Marli destaca que o único remédio que trouxe melhora nas crises de agressividade do menino e desenvolvimento da fala foi o canabidiol, que tem maconha na sua composição e venda proibida no Brasil.

A neuropediatra Fernanda Silveira de Quadros, que atende Guilherme, receitou o medicamento e a família fez um pedido via judicial para conseguir os frascos por meio do Governo do Estado do Rio Grande do Sul. A mãe do menino relata que o vidro, que dura apenas uma semana, custa R$ 1.423,66 nos Estados Unidos, com nome comercial 1Pure 200mg/mL. 'Com o frete, ficaria mais de R$ 2 mil o frasco', diz.

Marli afirma que a melhora com o uso do medicamento foi muito grande. 'Antes ele não falava, agora forma até frases', comemora. Além disso, ela relata que as crises agressivas e surtos não terminaram, mas diminuíram significativamente. 'É um medicamento fitoterápico, que apresenta melhoras com o uso contínuo, por isso é tão importante que ele siga o tratamento', afirma.

 

OUTRAS ALTERNATIVAS

Devido ao alto custo para a compra do remédio e a espera pelo pedido judicial, a família foi à procura de outras alternativas. No Uruguai, um medicamento semelhante é vendido por menos da metade do preço. O Epifractan 5% 30ML é comercializado em farmácias por R$ 596.

Desde dezembro, a família faz campanhas para a compra do remédio. Atualmente, eles moram em Cachoeira do Sul, onde o pai do menino, Rodrigo Back, trabalha na área do comércio. Na campanha realizada no município foi arrecadado o valor de R$ 10 mil, utilizado para a compra do medicamento até agora. Assim que reúnem o valor necessário, viajam até Rivera para comprar ao menos um frasco. 'Eu tenho toda a documentação necessária para compra, mas gasto R$ 350 para ir de Cachoeira do Sul até o Uruguai buscar', desabafa.

Com o fim dos recursos, a família veio a Venâncio Aires - onde toda a família de Marli reside - para fazer uma nova campanha.

 

Galinhada e rifa para ajudar Guilherme

No dia 8 de junho será feita uma galinhada na sede do Cidade Nova para angariar fundos para a compra do medicamento para Guilherme. A família pede ajuda com os ingredientes para a preparação dos pratos e na compra dos cartões, vendidos por R$ 10. Além disso, uma rifa está sendo comercializada por R$ 3 o número.

O sorteio será realizado em julho e premia com aquecedor, liquidificador e uma manta de microfibra os contemplados. A rifa pode ser adquirida na recepção da Folha do Mate, Andréia Salgados, A Mobília e com integrantes do Movimento de Direita de Venâncio Aires, que também disponibilizam os cartões da galinhada.

O contato para ajudar com a campanha pode ser feito também diretamente com os pais de Guilherme pelos telefones (51) 99703-6580 (Marli) ou (51) 99811-1698 (Rodrigo). 'Caso sobrem alimentos para a galinhada, vamos doar para famílias carentes', ressalta Marli.

 

ROTINA

1 Em Cachoeira do Sul, Guilherme frequenta a Escola Municipal de Ensino Fundamental Mário Godoy Ilha. Marli conta que o ensino é difícil, pois por ele ser muito agitado e hiperativo não consegue se concentrar para o aprendizado.

2 'Também temos que ter cuidado para ele não machucar os colegas, pois quando tem crises ele fica muito agressivo', diz.

3 Além do uso do medicamento à base de canabidiol, Guilherme usa atualmente o Depakene, utilizado como estabilizador de humor.

4 A neuropediatra que atende o menino também receitou sessões de terapia com método ABA, fonoaudióloga, terapia cognitiva comportamental, musicoterapia, ambientoterapia e natação.

5 'A única que ele fez até agora foi uma sessão com a fonoaudióloga, é tudo muito caro e só meu marido trabalha, não recebemos auxílio', conta.

 

Canabidiol

? De acordo com material divulgado pela Revista Exame em janeiro deste ano, a prescrição médica de canabidiol aumentou 183% em três anos no Brasil.

? De 2015 a 2018, o número de profissionais que prescreveram canabinoides foi de 321 para 911 (alta de 183%), segundo dados da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) reunidos pela Abmedcan, entidade voltada à formação de médicos sobre o tema.

? O total de prescritores ainda é baixo, se comparado ao de pacientes que já receberam autorização para importar o produto: 4.236, até outubro. Incertezas sobre as substâncias, dificuldades de delimitar dosagens e insegurança sobre a legalidade da prática estão entre os motivos da baixa adesão.

 

Fonte: Folha do Mate
Créditos e Foto: Cassiane Rodrigues 

Compartilhar

left show fwB tsN|left tsN fwB|left show tsN fwR|c05||skype_c2c_logo_img|news login uppercase c05 b01 bsd|fsN uppercase c05 fwB sbss|fwR c05 uppercase b01 bsd|login news uppercase b01 bsd fsN tsN fwB c15|tsN fwR uppercase c05|fwR c05 uppercase|content-inner c05||