Notícias - Geral

Começa a temporada de liquidação nas lojas

Publicado em 08/01/2019 às 17h42

Nas lojas de roupas as promoções mais difundidas garante metade de abatimento no valor à vistaQuem economizou o décimo terceiro salário tem uma boa oportunidade para ir às compras. Redes varejistas deram início as diversas promoções. O movimento ainda é tímido nas ruas, mas não nos estabelecimentos comerciais. Em algumas lojas, os descontos chegam a diminuir o preço pela metade. Os segmentos mais evidentes são de vestuário, calçados, perfumarias, lojas de eletrodomésticos e móveis. 

Com promoções, lojistas esperam um aumento de 3% a 4% nas vendas em relação a janeiro de 2018. Além dos descontos, as formas de pagamento também são uma maneira de atrair a clientela. Algumas das promoções de queima de estoque começaram na semana passada. Outras ainda estão por vir. A previsão é de que elas se encerrem somente na primeira quinzena de fevereiro, com o tradicional Liquida Venâncio Verão, promovido pela Câmara de Comércio, Indústria e Serviços de Venâncio Aires (Caciva).

'Estamos aproveitando o momento para pesquisar', resumiu um morador do bairro Brands, Dionísio Cardoso, que pretende comprar o primeiro condicionador de ar para a residência. Ele e a companheira Mariane da Silva pesquisavam ontem, pelas redes locais, onde os preços estavam mais em conta.

O gerente da loja Deltasul de Venâncio Aires Adílson Luis da Silva, observa que as promoções e descontos ganham forma junto com as facilidades no pagamento. De acordo com a vendedora da loja Vestebem, Eliana Agnes, para pagamentos à vista, por exemplo, o desconto chega à 50%.

 

QUEIMA TOTAL

A queima total, especialmente de vestuário e calçados, é estratégia tradicional dos comerciantes para evitar o encalhe de peças e retenção de estoque. 'A ideia é se desfazer de coleções antigas para dar espaço às novas', informa Eliana. 'Essa é a época do ano em que nós renovamos as mercadorias e, por isso, colocamos alguns dos produtos aqui da loja com um preço bem atrativo para o consumidor', acrescenta o gerente da Deltasul.

 

LIQUIDA VENÂNCIO

O vice-presidente do Comércio da Caciva, Airton Bade, anuncia que o Liquida Venâncio Verão ocorrerá de 1º a 10 de fevereiro. Para essa ação, a expectativa é de que o número de empresas participantes suba ainda mais, a exemplo dos anos anteriores. Em 2018, 80 empresas participaram do Liquida Venâncio. 'Apesar de algumas redes e lojas fazerem as suas promoções agora, esperamos repetir o sucesso do Liquida de anos anteriores', cita Bade.

 

PROCON ORIENTA CONSUMIDORES 

O Procon alerta os consumidores na hora de ir às compras, porque muitos dos produtos são de mostruário. Na compra de produtos em promoção, o consumidor também tem seus direitos garantidos. No entanto, é preciso ter cuidado com produtos vendidos nestas condições, pois podem estar danificados ou apresentar pequenos 'defeitos', especialmente mercadorias de mostruário. Para isso, é necessário solicitar que o estado geral do produto seja especificado no pedido ou nota fiscal e faça constar as possíveis condições para troca.

 

Fonte: Folha do Mate
Créditos e Foto: Cristiano Wildner

Compartilhar

Setor espera se fortalecer e atingir novos mercados com a Política da Erva-Mate

Publicado em 08/01/2019 às 17h37

Política Nacional atende uma antiga aspiração de toda a cadeia produtiva da erva-mate erva avoO uso da erva-mate pode ir muito além do que o sabor do mate amargo consumido pelos gaúchos. Isto porque na quinta-feira, 3, o presidente da República, Jair Bolsonaro, sancionou a lei n 13.791, que institui a Política Nacional da Erva-Mate.

O objetivo é fomentar a produção sustentável, elevar o padrão de qualidade, apoiar e incentivar o comércio de erva-mate (Ilex paraguariensis) do Brasil. O projeto é de autoria do deputado federal Afonso Hamm (PP/RS) e foi aprovado ainda no mês de dezembro, pelo Senado Federal, tendo como relatora da proposta a senadora Ana Amélia Lemos (PP/RS) na Comissão e Agricultura e Reforma Agrária.

 

PRODUTORES

'Entendemos que esta lei irá fortalecer a erva-mate, nos permitindo vislumbrar novos horizontes, trazendo sustentabilidade econômica e social aos agricultores. Iremos buscar parcerias, incentivos para promover a organização produtiva', afirma o presidente da Associação dos Produtores de Erva-Mate dos Polos (Aspemva) e também produtor de erva-mate Cleomar Konzen.

Ele acrescenta que a Política Nacional da Erva-mate dará maior visibilidade ao setor, além de oportunizar a busca, junto aos órgãos competentes, por meio de pesquisas, novos produtos, usos e finalidades para a erva-mate. Ele lista ainda como benefícios, a busca de novos mercados para a cultura, crédito oficial para a produção e, ainda, assistência técnica oficial aos produtores.

Morador de Linha 17 de Junho, o produtor Everton Griesang tem a expectativa de que os preços pagos ao produtor sejam majorados, pois atualmente, ele recebe R$ 8 a arroba. Ele observa que as linhas de financiamento para quem desejar investir na atividade, são bem-vindas. Porém, alerta para a questão do prazo de carência para o pagamento das parcelas.

Segundo Griesang, se o financiamento seguir a mesma linha do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), o produtor, se quiser utilizar recursos oriundos com a venda da erva-mate, vai ter dificuldades de pagar já no primeiro ano, pois a cultura somente começa a produzir depois de quatro a cinco anos plantada e atinge o máximo de produção depois do sexto, sétimo ano. 'A política já é um começo, pois irá valorizar o produtor e a sua cultura. Porém, o preço deverá ser, no mínimo, de R$ 10 por arroba', defende.

'Estamos preparando todo o setor para alavancar o consumo de erva-mate em nível nacional.'
GILBERTO HECK - Empresário e vice-presidente do Sindimate/RS

 

INDÚSTRIAS

Para as indústrias, a política é muito importante pois coloca no mapa, em nível federal, toda a cadeia produtiva. Até agora, o setor enfrentava enormes dificuldades em Brasília de conversar com pessoas que não entendem sobre o setor ervateiro. 'Esta política vai oportunizar a busca de novas alternativas para a erva-mate e a fabricação de produtos e subprodutos.

Além disso, vai permitir a modernização das plantas industriais das ervateiras com a aquisição de novas máquinas e equipamentos, além de outras novas tecnologias', afirma o empresário e vice-presidente do Sindicato das Indústrias do Mate do Rio Grande do Sul (Sindimate/RS), Gilberto Heck. Ele acrescenta que também vai facilitar o acesso dos produtores às linhas de financiamento para renovarem os ervais ou plantarem novas áreas e firmar convênios de assistência técnica com entidades como a Embrapa e a Emater/RS-Ascar.

Heck acrescenta que a primeira e importante conquista do setor foi a criação da Câmara Setorial da Erva-Mate, e que a criação da Política Nacional foi a segunda importante conquista. 'Agora, todas as peças da cadeia produtiva já podem fazer planos mais ambiciosos para alavancar a erva-mate para o futuro', projeta.

 

EMATER/RS-ASCAR

Para o extensionista rural do escritório municipal da Emater/RS-Ascar, Alex Gregory, trata-se de uma boa notícia para o setor ervateiro. Segundo ele, a erva-mate é uma atividade significativa na região Sul, símbolo da tradição gaúcha e fonte de renda para diversas famílias de agricultores familiares. 'A nova lei vem para somar os esforços em benefício do setor, ampliando o estímulo ao cultivo e, principalmente, a valorização do setor', acentua.

Em Venâncio Aires, continua Gregory, esta Política Nacional vem como auxílio e fortalecimento das atividades que já estão sendo praticadas pela Emater/RS-Ascar dentro do Programa Gaúcho de Valorização e Qualificação da Erva-Mate, junto com a Aspemva e entidades parceiras para o desenvolvimento do setor. 'Precisamos ainda ver como esta política pode ser vinculada ao trabalho já executado e quais são as medidas práticas que possam beneficiar os produtores e a cadeia como um todo', observa.

'Acredito que haverá novas ferramentas para intensificar o trabalho de assistência técnica e a produção de ervais mais rentáveis e com uma matéria-prima de maior qualidade.'
ALEX GREGORY - Extensionista rural do escritório municipal da Emater/RS-Ascar

'Esta política será de grande valia para o setor e, principalmente, para os produtores da região.'
CLEOMAR KONZEN - Presidente da Aspemva e produtor de erva-mate

 

Entenda

1 Dentre os princípios e diretrizes, a legislação da erva-mate foca a sustentabilidade ambiental, econômica e social; elevação de padrão de qualidade e segurança; pesquisa e desenvolvimento tecnológico; aproveitamento da diversidade cultural e ambiental atrelada à erva-mate.

2 Ainda, adequações normativas de produção, manejo e consumo; articulação entre setores públicos e privados; estímulos às economias locais, consumo e desenvolvimento de mercado e empregos relacionados à cadeia produtiva.

3 Para tanto, fomento a setores de pesquisa, públicos e privados, promoção da qualidade e incentivo à produção, inclusive com concessão de linhas de créditos.

4 A instituição desta política foi uma proposta encaminhada pelo Instituto Brasileiro da Erva-Mate ao deputado federal Afonso Hamm, que atendeu o pedido do instituto para haver uma politica nacional, a qual colocará toda a cadeia produtiva dentro de todos os programas do Governo Federal.

 

Saiba mais

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2014, a erva-mate foi o principal produto extrativo alimentício do país em quantidade colhida - 333 mil toneladas, e o segundo principal em valor - R$ 403 milhões. O maior produtor de erva-mate extrativa foi o estado do Paraná - 86,3%, seguido de Santa Catarina - 7,6% e Rio Grande do Sul - 6,1%.

 

Fonte: Folha do Mate
Créditos: Edemar Etges
Foto: Alvaro Pegoraro 

Compartilhar

Vendaval afeta cidade e interior de Venâncio Aires

Publicado em 08/01/2019 às 17h35

Residência do casal Hiltor e Anilse Mohr foi umas das casas atingidas pelo vendavalCidades da região dos Vales do Rio Pardo e Taquari estão entre as mais afetadas pelo vendaval que atingiu o estado na tarde de hoje. De acordo com a RGE Sul, em sua área de concessão, no pico do vendaval, cerca de 170 mil pontos ficaram sem abastecimento de energia elétrica. Além de Venâncio Aires, ainda foram citadas como bastante afetadas Alegrete, Uruguaiana, Santa Maria, Santa Rosa, São Borja, Frederico Westphalen, Santo Ângelo, Santa Cruz do Sul, Portão, Nova Santa Rita e Montenegro.

A RGE Sul também precisou trocar postes em diferentes pontos do município. Já o Corpo de Bombeiros Militar de Venâncio Aires relatou que apenas uma pessoa esteve no quartel para retirar lona para cobrir para de residência destelhada no bairro União. Trata-se do casal Hiltor e Anilse Mohr. Além disso, pelo menos outros dois registros chegaram a corporação, mas não necessitaram de lonas. Após a ventania, os bombeiros ainda percorreram alguns pontos da cidades, mas não identificaram problemas mais graves de destelhamentos.

 

A SEMANA

De acordo com o Núcleo de Informações Hidrometeorológicas da Universidade do Vale do Rio Taquari (Univates), de Lajeado, áreas de instabilidade seguirão atuando sobre a região até, pelo menos, domingo, 13. Para amanhã está prevista a presença de massa de ar quente e úmido. Desta forma, muitas nuvens cobrem a região e pode chover a qualquer momento. Mais uma vez, não se descartam pancadas ocasionalmente fortes e temporais isolados. As temperaturas não se elevam tanto quanto ontem, mas a sensação pode ser de desconforto. A mínima prevista é de 24º e a máxima de 30º.

Na quarta-feira volta a ficar mais quente. A máxima deve chegar a 34 ºC. Ocorrem períodos com a presença do sol, e outros de maior nebulosidade, com condições para chuva. Persiste a chance de temporais, novamente, bem localizados. As temperaturas voltam a se elevar e a tarde será de calor. A situação até domingo deve ser a mesma: sol com nebulosidade variável e chance de chuva.

 

Fonte: Folha do Mate
Créditos: Cristiano Wildner 

Compartilhar

Atletas do Guarani ajudam a repor estoque de sangue

Publicado em 08/01/2019 às 17h33

Atletas do Guarani, novamente, foram doar sangue no HSSMComo já aconteceu na semana passada, nesta segunda-feira, 7, parte do grupo de jogadores do Guarani deixou de lado a bola e a academia para praticar o exercício da solidariedade. Cerca de 16 atletas estiveram no Vital Banco de Sangue, que funciona junto ao Hospital São Sebastião Mártir, para doar.

A atitude foi comemorada pela equipe do banco de sangue. Segundo a auxiliar Iria Keller, a iniciativa foi 'uma mão na roda'. Isso porque, na última semana, bem na noite da virada do ano, um problema no motor da geladeira fez o banco perder todo o estoque de sangue. 'Tivemos que pedir ajuda de cidades vizinhas. Mas, graças aos atletas do Guarani e diversas outras pessoas que vieram doar, o estoque já está normalizando', destacou Iria.

Quem quiser contribuir, o Vital Banco de Sangue funciona entre 7h30min e 11h30min, de segunda a sexta-feira.

 

Fonte: Folha do Mate
Créditos: Débora Kist 

Compartilhar

Brincando nas Férias segue com inscrições abertas

Publicado em 08/01/2019 às 17h32

A primeira semana do projeto “Brincando nas Férias” que acontece na Sociedade Olímpica de Venâncio Aires (Sova) está quase na reta final, mas as inscrições para a próxima semana já podem ser realizadas na Unidade Sesc Venâncio Aires.

As crianças que possuem de 04 e 07 anos, durante o projeto participam de diversas atividades como banho de piscina, festa fantasia, brincadeiras, dinâmicas em grupos e piqueniques comunitários.

As atividades que custam R$40 para o comércio e serviço, e R$65 para o público em geral serão realizadas no período da tarde, das 13h30min às 17h30min. Do de 21 de janeiro à 01 de fevereiro as atividades serão realizadas para as crianças que tem de 08 e 12 anos.

 

Fonte: Olá Jornal 

Compartilhar

Gastos com aluguéis na Prefeitura de Venâncio têm aumento de 6% em 2018

Publicado em 08/01/2019 às 17h31

Após encerrar 2017 com o menor gastos em aluguéis dos últimos cinco anos, fechando em R$ 276.264,03, o ano de 2018 encerra com um pequeno aumento de 6% nas despesas deste tipo na Prefeitura de Venâncio Aires. No ano passado fechou com R$ 293.266,32 em despesas para locação de imóveis. O valor de aumento se refere também aos reajustes de contratos anuais.

Apesar do aumento nos valores gastos, 2018 encerra como o segundo ano com menor gastos deste tipo na Administração Municipal, em uma série histórica desde 2013. Os valores estão disponíveis no Portal da Transparência do Governo Municipal.  Ainda em 2017 valores dos contratos de imóveis locados foram revisados e sofreram cortes. A medida ocorreu com a troca de governo no Município e decretos para a redução de despesas na manutenção da máquina pública.

O ano em que foram registrados maiores gastos com contratos de aluguéis foi em 2016, quando a Prefeitura desembolsou no total R$ 410.060,80. No ano anterior, em 2015, foram R$ 387.343,93. Já em 2014, as despesas deste tipo somaram R$ 404.222,41. Em 2013 foram no total gastos R$ 310.358,55 em alugueis. A divulgação destas informações por meio do Portal da Transparência iniciaram na metade de 2012, após sanção da legislação federal sobre o assunto.

 

CONTRATOS

Atualmente são mantidos 13 contratos de aluguéis com espaços públicos, incluíndo locais temporárias para eventos. As principais despesas se referem aos imóveis onde funcionam a secretarias de Agricultura e Meio Ambiente (R$ 56.323,00 pagos no ano), a pasta de Desenvolvimento Social (R$ 51.522,00 pagos no ano) e o anexo administrativo em conjunto com a Secretaria de Saúde na esquina das ruas General Osório e a Tiradentes (R$ 90.717,00 no ano).

 

 Fonte: Olá Jornal 
Compartilhar

Venâncio Aires - Presidente da Fenachim recebe coordenadoras para discutir turismo e artesanato durante o evento

Publicado em 08/01/2019 às 17h29

Venâncio Aires (RS) – As reuniões para divulgar e preparar a 15ª edição da Festa Nacional do Chimarrão (Fenachim), que ocorre de 1 a 5 e de 9 a 12 de maio de 2019, seguem ocorrendo de forma intensa. Na sexta-feira, 4 de janeiro, a presidente da Fenachim, Cleiva Giovanaz Heck, esteve reunida no Parque Municipal do Chimarrão com as coordenadoras das comissões de Turismo e Artesanato, Angelica Diefenthäler e Sônia Lang. Angélica é formada em Gestão de Turismo e coordena o departamento de Turismo do município desde o início da atual administração. Sônia Lang é professora, artesã e guia de turismo formada e credenciada pelo Ministério do Turismo. No encontro, foram discutidas ideias para destacar o turismo na programação da Fenachim e a presença dos artesãos participantes do Programa Municipal do Artesanato durante a festa.

Para divulgar o maior evento do município, a intenção é participar, nos dias 9 e 10 de fevereiro, em Venâncio Aires, do 13º VIEST, que reúne diversos guias de turismo do RS num tour de visitação e avaliação aos atrativos locais. “O objetivo é articular novos parceiros, dentre agências e guias de turismo, para  promover e vender os nossos produtos turísticos, dentre eles a Rota do Chimarrão e Fenachim”, esclarece uma das organizadoras, Sônia Lang.

Para maio, o lançamento da edição 2019 do projeto ‘Bergamoteando de Inverno’ vem com novidades. Aproveitando a visibilidade do evento, o Departamento de Turismo contará com um espaço especial para apresentar  a Rota do Chimarrão e os principais projetos e pontos  turísticos do município. Também está confirmado pelo Conselho Municipal de Turismo o lançamento do Plano Municipal de Turismo.

Na área do artesanato, além da presença dos artesãos participantes do Programa Municipal do Artesanato, o lançamento da coleção ‘Venâncio feito a mão’, que integra o projeto  Inspiração e Renda - O artesanato está na Moda, promete surpreender com peças exclusivas criadas pela designer de moda Luana Sehn. O projeto foi contemplado com recursos do Fundo de Apoio à Cultura do RS, sendo um dos selecionados dentre 454 propostas encaminhadas ao edital Pró Cultura RS/FAC  #juntospelaCultura_2.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa da 15ª Fenachim

Compartilhar

Empresa afirma que produtos usados para eliminar baratas são eficazes

Publicado em 07/01/2019 às 17h13

Químico Marlon Weber garante que as baratas até podem fugir momentanenamente da fumaça, mas acabam morrendo em seguidaPreocupados com a repercussão da reportagem publicada na semana passada, onde profissionais da Secretaria da Saúde afirmaram que o programa de fumegação para matar baratas não foi efetivo e por isso não é mais realizado no município, a empresa responsável pelo último trabalho em Venâncio Aires se manifestou. Em nota, Marlon Weber, químico responsável pela W & F Controle de Vetores e Zoonozes garantiu que os produtos aplicados são eficientes e não causam riscos à saúde humana.

De acordo com o profissional, a desinsetização foi realizada através do sistema FOG (fumaça), com um aparelho de termonebulização, chamado Pró-fog, e o diluente usado é óleo mineral, que irá produzir a fumaça. "A fumaça se dissipa mais facilmente e não apresenta poder residual", observa.

O químico destaca que o produto usado é biodegradável e de baixo poder tóxico, logo, apresenta baixíssimo efeito tóxico e
não apresenta riscos a flora e fauna. "Nem para a saúde do homem, sendo um dos recomendados em campanhas de saúde pública pela Organização Mundial de Saúde (OMS)", explica.

Weber segue e ressalta que todo produto, seja um medicamento, um inseticida ou herbicida, terá suas indicações e contra-indicações, assim como possíveis efeitos adversos. "Importante lembrar que o inseticida não mata imediatamente as baratas. O que pode ocorrer é que as mesmas, sentindo os efeitos do inseticida, saiam dos esgotos podendo entrar nas residências e comércios, mas logo após morrerão", garante.

Este método, finaliza o químico da W & F, além de ser eficiente para baratas, também é muito utilizado e eficaz contra o mosquito Aedes Aegypti, que pode transmitir doenças como a dengue, zika e chikungunya.

 

Fonte: Folha do Mate
Créditos e Foto: Alvaro Pegoraro

Compartilhar

Associada Sicredi de Venâncio Aires recebe prêmio em sorteio do Seguro de Vida

Publicado em 07/01/2019 às 17h11

O ano de 2019 começou com uma ótima notícia para a associada  da Cooperativa Sicredi Vale do Rio Pardo, Irena Franck Feix, de 71 anos. Moradora da localidade de Linha Alto Sampaio, interior de Venâncio Aires, ela foi contemplada pelo sorteio do Seguro de Vida com o valor de R$ 9.603,28.

Acompanhada pelo esposo, Elmar Fiex, e pelo filho, Lauri Paulo Feix, ela recebeu a premiação na manhã da última sexta-feira, 4, na agência da Sicredi STR de Venâncio Aires. A entrega foi acompanhada pela equipe da agência, pelo gerente de Negócios Pessoa Física, Fernando Rodrigo Vogel, e pelo do assessor da Icatu Seguros, Douglas Luis Goetze. Os sorteios de prêmios entre os associados que adquirem o Seguro de Vida ou Residencial são semanais e mensais.

 

Fonte: Olá Jornal 
Créditos: Four Comunicação 

Compartilhar

Procura por vagas de emprego começa a aumentar na agência do FGTAS/Sine de Venâncio

Publicado em 07/01/2019 às 17h10

Após os feriados de fim de ano e o encerramento de férias coletivas em indústrias, a procura por postos de trabalho começa a aumentar em Venâncio Aires. A situação é verificada na agência do FGTAS/Sine do município. Atualmente existem 17 vagas abertas na unidade local. Segundo o coordenador,  Adriano Costa, a segundo quinzena de janeiro deve contar com mais oportunidades ofertadas, já que as indústrias do município retomam a produção.

“Estamos ainda no período de férias coletivas de algumas indústrias, por isso, apesar da procura, a oferta de oportunidades ainda é pequena. A tendência é aumentar as vagas nos próximos dias, quando os setores da economia retomam as atividades de forma efetiva,” destaca.

Além das empresas ligadas ao polo metal mecânico, há expectativa para o início das contratações de safristas para o setor fumageiro. “Já contatamos algumas empresas e estas contratações devem começar após o início do tabaco. Isso deve ficar para o fim do mês,” explica.

Atualmente as vagas ofertadas na agência da FGTAS/Sine são destinadas ao setor de metalurgia,  agorpecuário e de serviços. Os candidatos podem se inscrever na agência local, na antiga Casa do Trabalhador, na rua Osvaldo Aranha.

 

VAGAS ABERTAS:

Indústrias metalúrgicas – 8 vagas

Empresas agropecuárias – 3 vagas

Empresas de prestação de serviços – 6 vagas

 

Fonte: Olá Jornal
Foto: Guia Venâncio 

Compartilhar

left show fwB tsN|left tsN fwB|left show tsN fwR|c05||skype_c2c_logo_img|news login uppercase c05 b01 bsd|fsN uppercase c05 fwB sbss|fwR c05 uppercase b01 bsd|login news uppercase b01 bsd fsN tsN fwB c15|tsN fwR uppercase c05|fwR c05 uppercase|content-inner c05||