Notícias - Geral

Mais de 400 ingressos vendidos para a palestra de Eduardo Tevah

Publicado em 05/07/2019 às 10h59

A Caciva realiza no dia 23 de julho, terça-feira, a partir das 19h30, na Sova, a palestra “Os diferenciais das pessoas de sucesso”. O palestrante será empresário e escritor Eduardo Tevah. Ele reúne a vivência prática como gestor e consultor de grandes empresas nacionais e internacionais com o aprendizado contínuo em centros da Europa e dos Estados Unidos. Seus eventos são marcados por uma profunda reflexão sobre a realidade empresarial, aliada à soluções 100% práticas.

Autor de cinco livros, que já somam mais de 300 mil exemplares vendidos, Tevah apresenta uma reflexão sobre a realidade empresarial aliada a soluções práticas. O palestrante é reconhecido por promover workshops de abrangência nacional e internacional, por meio dos quais já treinou e capacitou milhares de profissionais.

Mais de 400 ingressos já foram comercializados para o evento e restam poucas unidades do segundo lote. O valor é R$20,00 para associados e R$30,00 para não sócios. O terceiro lote terá o custo de R$25,00 para associados e R$35,00 para não sócios.

O evento é uma realização da Caciva com patrocínio do Sicredi.

 

Fonte: Olá Jornal 
Créditos: AI Caciva

Compartilhar

Busca por emprego virá antes com fim da safra antecipado

Publicado em 05/07/2019 às 10h57

Com o término da safra de tabaco um mês antes, os trabalhadores temporários das fumageiras também baterão mais cedo à porta do FTGAS/Sine em busca de novas vagas. Considerado o principal período empregador do município, a safra possui influência direta na movimentação da unidade local. Com seu fim antecipado neste ano, comparado a 2018, a expectativa é de que a busca por postos de trabalho chegue mais cedo.

A estimativa do sindicato dos trabalhadores nas indústrias do Fumo, Alimentação e Afins, é de que até o dia 21 de julho cerca de 2,5 mil trabalhadores temporários estejam fora das empresas. A safra deste ano destaca-se por ter sido mais curta, começando mais cedo, com contratações já em janeiro e, assim, encerrando antes também.

De acordo com o coordenador do FTGAS/Sine, Adriano Costa, até o momento a movimentação é considerada normal para o período, graças a empregabilidade nas indústrias de tabaco. “Como ainda estamos na safra, a procura por emprego está tranquila. O movimento aumenta quando são encerrados os contratos dos safristas”, explica.

A partir daí, tem início uma nova corrida por uma vaga no mercado de trabalho para os cerca de três mil trabalhadores temporários. Uma parte, afirma Costa, acaba sustentando-se com a aposentadoria, PIS e o PPR, no entanto, a maioria sai em busca de uma nova colocação.

 

PROTEÍNA

O desafio do município é ter à disposição setores que possam absorver essa mão-de-obra. Para o coordenador do FTGAS/Sine a área da proteína animal seria uma opção nesse sentido principalmente com o beneficiamento que possui picos de produção que poderiam se encaixar no período da entressafra. “Acredito que este é um setor chave para colocar essa demanda para dentro do mercado novamente e os esforços do município caminham nesse sentido”.

 

DEMANDA

No momento, a agência possui 38 vagas nas mais diversas áreas com perfil predominantemente masculino. As vagas de costura e marcenaria são as mais difíceis de serem preenchidas e estão há 20 dias em aberto. De acordo com o coordenador, falta mão-de-obra qualificada. “Estamos sempre em contato com a secretaria de desenvolvimento social repassando as demandas que seriam importantes de terem qualificação”. O FGTAS/Sine de Venâncio Aires possui 19 mil trabalhadores cadastrados, incluindo aqueles trabalhadores que já estão empregados.

 

Fonte: Olá Jornal 

Compartilhar

Inverno chega com força e derruba as temperaturas

Publicado em 05/07/2019 às 07h47

Depois de um verão atípico verificado em junho, o mês de julho se inicia com temperatuas baixas e muito frio. Na madrugada e início da manhã de ontem, as temperaturas despencaram e, em algumas regiões do município, oscilaram entre 1ºC e 2,5ºC. Com isso, foi verificada a primeira geada intensa do ano.

O período compreendido até a próxima quarta-feira, 10, será marcado pelo frio intenso em todo o estado, de acordo com o Boletim Meteorológico Semanal da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr).

Até domingo, 7, a presença de uma forte massa de ar frio manterá o tempo firme, com temperaturas negativas e formação de geadas generalizadas no Rio Grande do Sul. Somente nesta sexta-feira, 5, a propagação de um ciclone extratropical no mar favorecerá a ocorrência de chuvas fracas nas faixas Leste e Nordeste, e a combinação de ar frio no continente com a umidade proveniente do oceano poderá gerar condições de queda de neve na Serra do Nordeste e em algumas localidades do Planalto.

Na segunda-feira, 8, o frio intenso seguirá predominando em todo o estado. Na terça-feira, 9, e na quarta-feira, 10, as temperaturas terão uma ligeira elevação, principalmente durante o dia. Porém, ainda ocorrerão geadas isoladas no Planalto e nos Campos de Cima da Serra. Os volumes de chuva esperados são baixos e deverão ser inferiores a 5 milímetros na maioria das regiões. Em alguns municípios não deve nem chover.

Conforme as previsões do Climatempo, as condições para a ocorrência de neve e de outras precipitações de inverno, como chuva congelada, estão sendo confirmadas dia a dia desde o começo desta semana. O ‘dia D’ mesmo é hoje, mas há possibilidade de ocorrer alguma neve na madrugada deste sábado, 6.

 

VENÂNCIO AIRES

1 As previsões do Núcleo de Informações Hidrometeorológicas (NIH) da Univates para hoje são de sol acompanhado de nuvens. O ar polar se intensifica e confere um amanhecer frio. Há possibilidade de geada, enquanto a tarde apresenta temperaturas amenas. A mínima será de 2ºC, com a máxima chegando aos 8ºC.

2 O sábado, 6, começa com temperaturas baixas e pode ter geada em diversos pontos. Mas, com a presença do sol, a sensação de frio diminui e a tarde será amena. Minima de 2ºC e máxima de 12ºC.

3 No domingo, 7, e na segunda-feira, 8, o tempo será ensolarado, com geada ao amanhecer e noite de céu limpo. As mínimas serão de 2ºC e 4ºC, com as máximas chegando aos 14ºC e 16ºC.

4 A partir da terça-feira, 9, o frio diminui significativamente e o restante da semana será de temperaturas amenas e até altas, quando as mínimas não serão inferiores aos 14ºC e as mpáximas poderão chegar aos 28ºC. Caso as previsões se confirmem, as temperatuvas voltam a cair novamente no dia 17, quando a mínima será de 4ºC. Neste período não há previsão de geadas.

 

Fonte: Folha do Mate
Créditos: Edemar Etges
Foto: Carla da Silva

Compartilhar

Hospital São Sebastião analisa adesão a programa federal para colocar contas em dia

Publicado em 05/07/2019 às 07h45

A diretoria do Hospital São Sebastião Mártir (HSSM) estuda aderir a uma nova linha de financiamento da Caixa Econômica Federal (CEF) que destina recursos às casas de saúde filantrópicas, contratualizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS), com taxa de juros abaixo do mercado. A novidade foi anunciada pelo Ministério da Saúde e é analisada com grande expectativa localmente.

De acordo com o Governo Federal, a operação de crédito utilizará recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), por meio do programa FGTS Saúde, em parceria com bancos públicos. Foi disponibilizado às entidades filantrópicas R$ 3,5 bilhões. Responsável por quase metade dos atendimentos de média e alta complexidade do SUS, o setor filantrópico poderá solicitar os empréstimos com juros de 11,66% ao ano.

Os contratos com as casas de saúde filantrópicas terão como garantia, em relação ao Ministério da Saúde, os recursos repassados mensalmente para Média e Alta Complexidade das instituições. Elas poderão comprometer até 35% do valor mensal recebido pela pasta nos últimos 12 meses, a fim de custear ações e serviços, como internações, cirurgias e consultas, além de outros recursos federais de incentivo destinados às unidades.

 

AMORTIZAÇÃO

O presidente do HSSM, Luciano Spies, apesar de estar bastante otimista com o programa regulamentado pela União, informa que o valor disponível para cada unidade dependerá, além do limite da margem consignável (35%), da quantidade de meses em que a instituição vai amortizar a dívida. “Estamos em contato com a gerência da Caixa Econômica Federal de Venâncio Aires, que já estuda a portaria que regulamenta essa linha de crédito. Além disso, em conjunto estamos verificando a documentação necessária”, informa.

“Essa linha de crédito não é apenas necessária, como é vital para a saúde financeira do hospital. Ela vem muito bem pensada e em boa hora. O Hospital São Sebastião Mártir tem total interesse em aderir”, cita Spies. Ele também diz que a intenção não é usar todo o valor disponibilizado como capital de giro, mas também para liquidar algumas operações bancárias que foram contraídas anteriormente com juros um pouco mais elevados, para diminuir o custo financeiro da casa de saúde. “Com a nova linha de crédito, a expectativa é também conseguirmos colocar em dia questões envolvendo, por exemplo, os salários em atraso”, acrescenta.

 

SAIBA MAIS 

Fortalecimento: A nova linha de crédito da Caixa complementa outras iniciativas do Ministério da Saúde para fortalecer o setor filantrópico. Além de ser parceira em outras linhas de crédito – como o recém-lançado BNDES Saúde -, a pasta já beneficiou 1.989 entidades com o certificado filantrópico.

FGTS Saúde: Sancionada em junho deste ano pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, a lei que criou o FGTS Saúde foi regulamentada nesta semana e o texto também estabelece prazo até o ano de 2022 para que as entidades possam acessar os recursos dessas linhas de crédito.

 

IMPORTÂNCIA DO SETOR

O setor filantrópico é um parceiro fundamental para o atendimento aos usuários da rede pública de saúde. Atualmente, há 2.147 entidades hospitalares filantrópicas que prestam serviços ao SUS em todas as cinco regiões do país, sendo 273 hospitais 100% SUS. Em 968 municípios, a assistência hospitalar é realizada unicamente por essas unidades.

As entidades foram responsáveis, em 2018, por 43,45% das internações hospitalares pelo SUS e colocaram à disposição quase 129 mil leitos para o SUS, o que representa 37,6% do total de leitos disponíveis no Brasil.

 

Fonte: Folha do Mate
Créditos: Cristiano Wildner
Foto Alvaro Pegoraro

Compartilhar

Estudantes participam de bate-papo sobre cooperativismo

Publicado em 05/07/2019 às 07h44

Uma manhã descontraída, para trocar ideias e conversar sobre cooperação. Essa foi a proposta do bate-papo ‘O que aprender com o cooperativismo?’, promovido pelo caderno jovem Na Pilha!, da Folha do Mate, em parceria com a Cooperativa de Trabalho dos Profissionais em Educação de Venâncio Aires (Coopeva).

O evento ocorreu na manhã desta quinta-feira, 4, no auditório do Colégio Professor José de Oliveira Castilhos, e reuniu estudantes do Oliveira e das escolas Monte das Tabocas, Brígida do Nascimento e José Duarte de Macedo.

Por meio de exemplos e dinâmicas, a coordenadora de Marketing da Unimed Vales do Taquari e Rio Pardo, Danielle Harth; o coordenador de Programas Sociais do Sicredi Vale do Rio Pardo, Marco Antonio da Rocha; e o presidente da Coopeva, Engelberto Henn, estimularam os adolescentes a cooperarem no dia a dia e contribuírem com os colegas, as famílias e a sociedade.

“Cooperação é sinônimo de humanidade. Já nascemos cooperativos”, enfatizou Danielle. De acordo com ela, o autoconhecimento é um dos aspectos que contribui para que se possa colaborar com um grupo – seja em um trabalho de escola, em casa ou na empresa onde trabalha. “É importante saber o que a gente gosta de fazer e faz bem, para colaborar, e também saber respeitar o espaço do outro”, destacou.

Rocha também comentou que, por meio das ações cooperativas, é possível alcançar resultados positivos para todos. “Precisamos um do outro para superar as necessidades e os desafios que temos”, salientou.

Henn, por sua vez, observou que o mundo caminha, cada vez mais, para a cooperação. “As cooperativas surgem quando existem dificuldades e buscam o bem-estar das pessoas. Quanto mais desenvolvido o país, mas cooperativo ele é.”

 

Fonte: Folha do Mate
Créditos: Juliana Bencke
Foto: Eduarda Wenzel

Compartilhar

Confirmação de emendas parlamentares garantem investimentos na Saúde

Publicado em 05/07/2019 às 07h42

O secretário da Saúde e Ação Social Emanuel Helfer Kroth confirmou recentemente o empenho de mais recursos para a Secretaria de Saúde de Passo do Sobrado, através de emendas parlamentares dos deputados Paulo Pimenta (PT) no valor de R$ 150 mil e R$ 249 mil de Marcelo Moraes (PTB), sendo que ambas serão investidas no custeio da saúde.

Emanuel Kroth anunciou também a aquisição de diversos equipamentos com recursos que já haviam sido liberados ao município através de emendas parlamentares dos deputados Sergio Moraes (PTB) no valor de R$ 100 mil e de Heitor Schuch (PSB) R$ 220 mil. Foram adquiridos com estes recursos cadeiras, mesas, gaveteiros, equipamentos de tecnologia, autoclave, informática, equipamentos odontológicos e um veículo 0 km, entre outros.

O secretário destacou que ainda resta R$ 87 mil, que serão investidos após a elaboração de um plano de trabalho. “Agradecemos imensamente aos deputados que nos auxiliaram mais uma vez com emendas parlamentares, verba que faz toda a diferença no atendimento adequado à população”, afirmou o secretário Emanuel Helfer Kroth.

 

Fonte: Folha do Mate
Créditos: Claudio Froemming
Foto: Diego Dettenborn

Compartilhar

Neivel: a experiência de presidir o Rotaract Brasil

Publicado em 05/07/2019 às 07h40

Quando ingressou no Interact, em 2004, Samuel Neivel nunca imaginou que presidiria o Rotaract Brasil. Com uma trajetória consolidada dentro do clube de serviço, em 2007, passou a integrar o Rotaract Club Venâncio Aires. Hoje já são 12 anos dedicados ao voluntariado e somam-se diferentes cargos ao tempo de trabalho.

Conciliando a vida de contador com a de voluntário, em 2017 Neivel assumiu um novo desafio, o de presidir o Rotaract em âmbito nacional. “Desde lá, fiquei em preparação, formação de equipe e planejamento de gestão”, explica. No dia 30 de junho, o venâncio-airense encerrou a gestão nacional cheio de ensinamentos. Segundo ele, todo o esforço é em retribuição ao que o Rotaract proporciona à vida. “Metade da minha vida eu já dediquei ao Rotary”, comenta.

Neivel é o primeiro venâncio-airense que preside o clube em âmbito nacional. “Isso faz com que eu valorize ainda mais a oportunidade. Foi uma imensa satisfação e orgulho levar o nome da minha cidade para vários cantos do Brasil e poder contar para as pessoas que encontrei um pouco de como nossa cidade é, e as nossas tradições”, diz.

No período que esteve à frente do clube, o voluntário destaca que foram feitas parcerias importantes. Entre elas está a revista Rotary Brasil e o Rotary Internacional Brazil Office. “O retorno da coluna Rotaract Brasil na revista oportunizou levar os projetos que os clubes do país realizam, bem como, as atividades da nossa organização aos rotarianos e rotaractianos”, comenta. Além dessas, outras inúmeras ações integraram a gestão de Neivel.

 

INTERNACIONAL

Desde abril, quando foi realizado o Conselho de Legislação, o Rotaract Brasil integra o Rotary Internacional. “Isso faz com que nossas ações tenham mais impacto, estamos em um patamar mais elevado. Além disso, o conceito de diversidade em Rotary foi aprovado e, agora, mais do que nunca, devemos trabalhar para diversificar pessoas em nossos clubes, dando voz e vez a cada uma delas”, complementa. O conselho é o momento onde um representante de cada distrito de todo o mundo, vota em Chicago as alterações para os próximos anos do Rotary.

 

“Você realiza trabalho voluntário, aprende a de fato trabalhar em grupo, liderar projetos e se desenvolver como indivíduo.”
SAMUEL NEIVEL - Ex-presidente do Rotaract Brasil

 

UMA PERGUNTA

Qual o ensinamento que essa experiência te deixa?
“É impossível não sair transformado depois de uma experiência como essa. Saio uma pessoa muito melhor. Conhecer um pouco a realidade de tantas outras pessoas faz com que criamos uma empatia e podemos entendê-las da melhor forma. O peso do cargo faz com que você se desenvolva e crie experiências de administração de uma organização nacional. Eu não posso deixar de agradecer a todo apoio que recebi nos últimos anos desde que fui eleito e mais precisamente neste último ano: do Rotaract Club de Venâncio Aires, clube que sou associado, ao Distrito 4680, ao Rotary Club de Venâncio Aires e Rotary Club de Venâncio Aires Chimarrão, a minha família, aos meus chefes do escritório em que eu atuo e a todas as pessoas que de uma forma ou de outra, auxiliaram durante esse processo, o meu muito obrigado”.

 

FIQUE POR DENTRO 

1 O Rotaract cresceu no Brasil, sendo o quarto país do mundo que mais fundou clubes em 2018/19. Ao todo, são mais de 8,5 mil associados em mais de 690 clubes nos 38 distritos brasileiros. Destes novos associados, mais de 400 vieram do Interact, ampliando em 260 a marca de duplo-associados (duplo-associado é quando a mesma pessoa é associado ao Rotary e Rotaract).

2 A Fundação Rotária é o braço direito do Rotary no que diz respeito a projetos. É responsável principalmente pela campanha End Polio Now, que visa a erradicação da Pólio em todo o mundo.

 

Fonte: Folha do Mate
Créditos: Ana Carolina Becker

Compartilhar

Luciano Bitencourt Dutra assume a presidência do Rotary Chimarrão

Publicado em 05/07/2019 às 07h38

O espaço La Luna Festas e Eventos, localizado no Centro, foi o palco para a solenidade de posse do novo Conselho Gestor 2019/20 do Rotary Clube Venâncio Aires Chimarrão, ocorrida na terça-feira, 2, à noite. Na oportunidade, Luciano Bitencourt Dutra assumiu, pelo período de um ano, a presidência do clube de serviço, sucedendo a Jairo Volnei Jantsch.

Em sua despedida, Jantsch prestou contas das atividades e ações desenvolvidas durante a gestão 2018/19. “Foi um ano que realizamos diversos trabalhos e tenho certeza que deixamos algo melhor para a sociedade”, frisou, acrescentando que tudo isto foi possível graças ao trabalho voluntário e engajamento de todos os rotarianos.

O prefeito Giovane Wickert, também rotariano, frisou que as ações do Rotary se dão na prática, no dia a dia, fazendo a diferença na comunidade. Ele também salientou a satisfação em ver as ações desenvolvidas pelos clubes de serviços, como o Rota Kids, Interact e Rotaract, que são referência. “Quando a gente trilha o caminho que os outros fizeram, apenas vamos chegar no mesmo lugar. Mas quando a gente arrisca fazer um outro caminho, poderemos encontrar muita novidade, como está ocorrendo esta à noite”, resumiu. Também agradeceu o apoio do Rotary Clube Venâncio Aires Chimarrão na campanha de mobilização pela UTI Neonatal, desenvolvida pelo Gabinete da Primeira-Dama.

 

NOVO PRESIDENTE

Após ser empossado, Luciano Bitencourt Dutra salientou que o Rotary está relacionado ao começo de sua vida profissional, pois quando veio a Venâncio Aires, conheceu um rotariano que lhe falou o que vem a ser este clube de serviços e as ações que desenvolve.

Enumerou as ações que serão desenvolvidas durante o Ano Rotário 2019/20: manter os principais programas para angariar fundos como a pesquisa da Preferência Real, que são o Costelão e o Jantar Solidário; organizar a campanha de trânsito Tal Pai, Tal Filho; incrementar o Banco de Móveis, que são arrecadados por meio de doações e distribuídos a quem realmente precisa; o empréstimo de materiais ortopédicos como muletas, andadores, cadeiras de rodas e camas hospitalares; fazer decolar o Projeto das Águas, cuidar das águas, cuidar da vida, com a revitalização das nascentes do arroio Castelhano; e, ainda, distribuir conhecimento através de projeto que será apresentado no próximo semestre.

 

Saiba mais

• Homenagem: O rotariano Alex Diones Mohr recebeu o título Paul Harris, maior distinção do Rotary.

• Nova rotariana: Durante a solenidade de posse, o ex-presidente Jairo Volnei Jantsch empossou a nova associada do clube de serviços, Cristiane Inês Klock.

• Plano de Ação: O futuro presidente do Rotary Clube Venâncio Aires, que será empossado hoje à noite, João Moacir Laufer Ferreira, entregou a Jairo Jantsch, o Plano de Ação do clube de serviços.

 

“O Rotary está relacionado com amizade, companheirismo e empatia, sentimentos que fazem como que nos coloquemos no lugar do outro.”
LUCIANO BITENCOURT DUTRA - Presidente do Rotary Clube Venâncio Aires Chimarrão

“As ações e as atitudes dos rotarianos nos inspiram. Eu me inspirei em vocês, na energia que emanaram.”
JAIRO JANTSCH - Presidente do Rotary Chimarrão Gestão 2018/19 - Gestão 2019/20

 

Conselho Diretor

Presidente: Luciano Bitencourt Dutra

Vice-presidente: Jeferson Roberto Ferreira

Secretário: Eduardo Heitor Porto

Tesoureiro: Júlio César Hartung

Diretor de Protocolo: Volnei Alves Corrêa

 

Comissões

Diretor de Administração do Clube: Volnei Ruaro

Diretor de Projetos Humanitários: Lindo César da Silva

Diretor de Fundação Rotária: Eleno Daniel Stertz

Diretor de Desenvolvimento do Quadro Associativo: Fernando Ribeiro Heissler

Diretor de Imagem Pública: Rogério de Azevedo da Rosa

Diretora de Gerações Futuras: Cristiane Porto

 

Fonte: Folha do Mate
Créditos e Foto:Edemar Etges

Compartilhar

Professora Fernanda Saldanha embarca para intercâmbio no Canadá

Publicado em 04/07/2019 às 11h24

A professora Fernanda Saldanha vive, nos próximos dois meses, uma experiência inédita e que promete agregar às aulas de Arte que ministra na rede municipal de ensino. A venâncio-airense embarca, hoje, para o intercâmbio de oito semanas no Canadá, por meio do Programa de Desenvolvimento Profissional para Professores da Educação Básica, em Ottawa.

Fernanda integra um grupo de cerca de cem educadores de todo o Brasil que foram selecionados para curso do Colleges and Institutes Canada (CICan), por meio de edital da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

“Espero aprender muito nestes dois meses. Acredito que essa experiência vai agregar muito não apenas para mim, mas para as aulas e os estudantes”, destaca a educadora. De acordo com ela, o objetivo é voltar com aprendizado do curso e também vivências culturais, como visitas a museus e peças de teatro, para compartilhar com os alunos.

Após aulas de inglês básico, nas duas primeiras semanas, os professores brasileiros participarão de curso sobre gestão de sala de aula e aprendizagem centrada no aluno. A hospedagem será em casas de famílias canadenses e todos os custos da viagem serão custeados pelo programa.

“É a minha primeira viagem mais longa ao exterior. É um sonho se tornando realidade e acredito que será uma inspiração para os estudantes, por mostrar que é possível sonhar grande e correr atrás dos nossos sonhos”, diz Fernanda.

 

Atuação

Formada no curso de Licenciatura em Teatro, da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Fernanda Saldanha é professora nas Escolas Municipais de Ensino Fundamental (Emefs) Alfredo Scherer e Dom Pedro II. Ela cursa mestrado profissional em Artes na Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc).

 

Fonte: Folha do Mate
Créditos e Foto: Juliana Bencke 

Compartilhar

Cooprova dá continuidade ao processo de envase de feijão

Publicado em 04/07/2019 às 11h21

Depois do lançamento do feijão com a marca Cooprova, no fim do mês de dezembro de 2018, este ano a Cooperativa dos Produtores de Venâncio Aires (Cooprova) vem dando continuidade ao projeto e na semana passada, envasou mais um total de 4 mil quilos. O grão para o envase é fornecido por nove produtores do município, sendo alguns deles associados da Cooprova.

Segundo o extensionista rural do escritório municipal da Emater/RS-Ascar que acompanha todo o processo de envase, Alex Davi Gregory, desde o início do projeto até o momento, o volume de feijão envasado soma 8,5 toneladas. Porém, este total poderia ser bem superior, no mínimo o dobro, se não houvesse ocorrido quebra significativa no feijão segunda safra, denominado de safrinha. “As condições climáticas durante o período da colheita no mês de maio foram adversas e o excesso de chuvas e de umidade impossibilitou o acesso dos produtores às lavouras para a colheita do grão”, observa. Gregory acrescenta que isto gerou uma quebra de no mínimo 50% no feijão safrinha.

 

COMERCIALIZAÇÃO

O feijão com a marca própria da Cooprova está sendo comercializado nos mercados institucionais e nos programas governamentais – Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) -, para o PAA do município de Canoas, que absorveu 30 % do total produzido e envasado e, ainda, nas feiras da Cooprova que ocorrem cinco dias por semana, no ponto de comercialização localizado na esquina das ruas Tiradentes com a General Osório, nos fundos da Prefeitura.

Para desenvolver o programa, a Cooprova conta com o apoio e parceria da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural, escritório municipal da Emater/RS-Ascar, Sindicato dos Trabalhadores Rurais e Sindicato Rural, ambos de Venâncio Aires. E, como o cereal é uma das tantas culturas de diversificação, as entidades primam pelo aumento da produção local, tendo em vista as condições favoráveis para a produção. O problema, segundo Gregory, não é tanto a produção, mas sim as condições climáticas na época da colheita, principalmente o safrinha, quando geralmente costuma chover bastante.

 

ENVASE

Todas as remessas de feijão com a marca Cooprova foram envasada nas dependências da Cooperativa Leo-Boqueirense de Agricultores Familiares (Cooperlaf) de Boqueirão do Leão. Gregory salienta que a opção por aquela cooperativa é que os equipamentos dela atendem todas as necessidades, como a limpeza, a classificação e o envase propriamente dito. “Estes procedimentos garantem um produto limpo e de qualidade”, observa.

 

“Reunimos os elos da cadeia produtiva e desenvolvemos o projeto junto com os apoiadores.”
ALEX DAVI GREGORY - Extensionista rural do escritório municipal da Emater/RS-Ascar

 

INFORMAÇÕES

1 Acompanharam o envase do feijão na semana passada na Cooperlaf, Alex Davi Gregory, técnico da Emater/RS; Marnei Becker, presidente da Cooprova; Josuel Lersch Simon, produtor; e Rafael de Oliveira e Altair Kern, da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural.

2 A Cooprova promove as feiras nas terças, quartas, quintas e aos sábados pela manhã e às sextas-feiras à tarde.

3 O extensionista rural do escritório municipal da Emater/RS-Ascar, Alex Gregory, salienta que o ‘Projeto Feijão’ visa o fortalecimento da agricultura familiar no município e, ainda, incentivar a produção do cereal que compõe a alimentação básica dos brasileiros.

4 Os resultados com esse projeto, segundo Gregory, são diversos. Ele cita o incremento de renda ao produtor; mais um item no leque de produtos ofertados pela Cooprova; e fortalecimento da agricultura familiar e do comércio local, com estímulo ao vínculo entre as cooperativas como forma de promover o desenvolvimento mútuo.

Depois do lançamento do feijão com a marca Cooprova, no fim do mês de dezembro de 2018, este ano a Cooperativa dos Produtores de Venâncio Aires (Cooprova) vem dando continuidade ao projeto e na semana passada, envasou mais um total de 4 mil quilos. O grão para o envase é fornecido por nove produtores do município, sendo alguns deles associados da Cooprova.

Segundo o extensionista rural do escritório municipal da Emater/RS-Ascar que acompanha todo o processo de envase, Alex Davi Gregory, desde o início do projeto até o momento, o volume de feijão envasado soma 8,5 toneladas. Porém, este total poderia ser bem superior, no mínimo o dobro, se não houvesse ocorrido quebra significativa no feijão segunda safra, denominado de safrinha. “As condições climáticas durante o período da colheita no mês de maio foram adversas e o excesso de chuvas e de umidade impossibilitou o acesso dos produtores às lavouras para a colheita do grão”, observa. Gregory acrescenta que isto gerou uma quebra de no mínimo 50% no feijão safrinha.

 

COMERCIALIZAÇÃO

O feijão com a marca própria da Cooprova está sendo comercializado nos mercados institucionais e nos programas governamentais – Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) -, para o PAA do município de Canoas, que absorveu 30 % do total produzido e envasado e, ainda, nas feiras da Cooprova que ocorrem cinco dias por semana, no ponto de comercialização localizado na esquina das ruas Tiradentes com a General Osório, nos fundos da Prefeitura.

Para desenvolver o programa, a Cooprova conta com o apoio e parceria da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural, escritório municipal da Emater/RS-Ascar, Sindicato dos Trabalhadores Rurais e Sindicato Rural, ambos de Venâncio Aires. E, como o cereal é uma das tantas culturas de diversificação, as entidades primam pelo aumento da produção local, tendo em vista as condições favoráveis para a produção. O problema, segundo Gregory, não é tanto a produção, mas sim as condições climáticas na época da colheita, principalmente o safrinha, quando geralmente costuma chover bastante.

 

ENVASE

Todas as remessas de feijão com a marca Cooprova foram envasada nas dependências da Cooperativa Leo-Boqueirense de Agricultores Familiares (Cooperlaf) de Boqueirão do Leão. Gregory salienta que a opção por aquela cooperativa é que os equipamentos dela atendem todas as necessidades, como a limpeza, a classificação e o envase propriamente dito. “Estes procedimentos garantem um produto limpo e de qualidade”, observa.

 

“Reunimos os elos da cadeia produtiva e desenvolvemos o projeto junto com os apoiadores.”
ALEX DAVI GREGORY - Extensionista rural do escritório municipal da EmaterRS-Ascar

 

INFORMAÇÕES

1 Acompanharam o envase do feijão na semana passada na Cooperlaf, Alex Davi Gregory, técnico da Emater/RS; Marnei Becker, presidente da Cooprova; Josuel Lersch Simon, produtor; e Rafael de Oliveira e Altair Kern, da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural.

2 A Cooprova promove as feiras nas terças, quartas, quintas e aos sábados pela manhã e às sextas-feiras à tarde.

3 O extensionista rural do escritório municipal da Emater/RS-Ascar, Alex Gregory, salienta que o ‘Projeto Feijão’ visa o fortalecimento da agricultura familiar no município e, ainda, incentivar a produção do cereal que compõe a alimentação básica dos brasileiros.

4 Os resultados com esse projeto, segundo Gregory, são diversos. Ele cita o incremento de renda ao produtor; mais um item no leque de produtos ofertados pela Cooprova; e fortalecimento da agricultura familiar e do comércio local, com estímulo ao vínculo entre as cooperativas como forma de promover o desenvolvimento mútuo.

 

Fonte: Folha do Mate
Créditos:  Edemar Etges

Compartilhar

left show fwB tsN|left tsN fwB|left show tsN fwR|c05||skype_c2c_logo_img|news login uppercase c05 b01 bsd|fsN uppercase c05 fwB sbss|fwR c05 uppercase b01 bsd|login news uppercase b01 bsd fsN tsN fwB c15|tsN fwR uppercase c05|fwR c05 uppercase|content-inner c05||