127 anos de Venâncio Aires: o desenvolvimento econômico passa pelo turismo

Publicado em 11/05/2018 às 13h57

Cascata Chuveirão foi cenário do filme 'A paixão de Jacobina'Venâncio Aires é, sem dúvida, um município de belas paisagens. Há cenários grandiosos para serem contemplados e, na cidade, o ponto mais conhecido é a Igreja São Sebastião Mártir. Imponente, está localizada bem no centro, onde começou a ser erguida no fim dos anos 1920 e é o cartão postal de Venâncio. Outro prédio histórico é aquele que carrega parte do passado do município entre suas paredes: o Edifício Storck, onde está o Museu e o Centro de Atendimento ao Turista (CAT).

O Museu e a Igreja Matriz integram a Rota do Chimarrão, hoje o principal roteiro turístico já formatado. A rota inclui ainda a região serrana, principalmente a localidade de Vila Deodoro; e a região dos ervais, entre Palanque e Linha Travessa. É nesta local, aliás, que fica a Escola do Chimarrão. No último fim de semana, o local recebeu a primeira edição do projeto Rota do Chimarrão Dominical. A ideia é abrir sempre no primeiro domingo de cada mês, reunindo os atrativos do roteiro em um só lugar.

Mas além da Rota do Chimarrão, o interior também é destaque pelas belezas naturais e uma delas é a cascata Chuveirão, em Linha Harmonia da Costa. Ela ganhou destaque nacional em 2002, após ser cenário para o filme 'A paixão de Jacobina'. Naquele ano, o proprietário da área Irio Erni Posselt viu o lugar 'expandir' depois que os atores Thiago Lacerda e Letícia Spiller passaram por lá. 'Isso despertou a curiosidade de muita gente', conta. Até hoje, vários turistas vão lá devido à referência cinematográfica.

Mas crescimento de público, de fato, Posselt diz que houve de quatro anos para cá. 'Quem trabalha e tem seu dinheiro, gosta de sair, de viajar. E o que cresceu muito foram essas turmas de ciclistas', explica. Do Rio Grande do Sul, Posselt arrisca dizer que já vieram visitantes de todos os municípios. Ele também destacou visitas do Rio de Janeiro, Alemanha, Peru, Áustria e Argentina.

Esse aumento tem motivado o proprietário do Chuveirão a investir no local, procurando até um financiamento para construir mais cabanas e cuidar da infraestrutura. Como é uma área particular, é cobrado um ingresso de R$ 8 por pessoa. O local fica aberto todos os dias, das 8h às 20h. 'A motivação vem do público, que vem conhecer, elogia, volta e indica para outros. Vale a pena.'

Agregando valor
A cascata Chuveirão pode servir de exemplo para possíveis empreendedores pensarem na questão turística. Para o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Nelsoir Battisti, é preciso enxergar o turismo como uma empresa. 'O principal desafio é fazer as pessoas acreditarem que temos um grande potencial. Valorizar nossas potencialidades, nosso interior, nossa gastronomia. Agregar valor vendendo essa hospitalidade que temos com naturalidade', destaca.

Depois disso, outro desafio é garantir recursos para investir e é a dificuldade financeira a principal razão da implementação do Fundo Municipal do Turismo (Fumtur). Para o presidente do Conselho Municipal de Turismo, Valmor Heck, o fundo servirá para dar esse suporte à infraestrutura. 'Podemos observar que tudo é muito burocrático e moroso para colocar em prática as ações do Conselho. Porém, vejo com satisfação que a médio e longo prazo será um instrumento fundamental para o desenvolvimento do setor turístico no município.'

Enquanto ainda aguarda pela normatização de captação de recursos para o FUMTUR, Heck destaca o apoio dado às iniciativas da Administração Municipal. 'Projetos como 'Redescubra Venâncio', a construção do mirante em Vila Deodoro e a abertura do Centro de Atendimento ao Turista, deu 'uma sacudida' nos nossos empreendedores, que foram correspondidos pelos munícipes e até mesmo têm atraído turistas de fora.'

 

Fonte: Jornal Folha do Mate
Créditos: Débora Kist 
Foto: Alvaro Pegoraro

voltar para Notícias - Geral

left show fwB tsN|left tsN fwB|left show tsN fwR|c05||skype_c2c_logo_img|news login uppercase c05 b01 bsd|fsN uppercase c05 fwB sbss|fwR c05 uppercase b01 bsd|login news uppercase b01 bsd fsN tsN fwB c15|tsN fwR uppercase c05|fwR c05 uppercase|content-inner c05||