Abastecimento está voltando ao normal em Venâncio Aires

Publicado em 01/06/2018 às 08h29

Caminhão-tanque que circulava pela região central de Venâncio Aires, ontem, estacionou no Posto Shopping Car por volta das 15h30minApós dez dias de mobilização de caminhoneiros, Venâncio Aires deu, nesta quinta-feira, 31, sinais de que a rotina está, aos poucos, voltando à normalidade. O feriado de Corpus Christi talvez tenha contribuído para a sensação de tranquilidade, inclusive, para abastecer o veículo, coisa impossível nas últimas semanas. Os postos da região central abriram normalmente e até um caminhão-tanque foi visto circulando.

Da mesma forma, o abastecimento de gás de cozinha está sendo restabelecido. Ontem, algumas das revendas locais já tinham o produto à disposição dos clientes e a previsão era de que até o meio-dia de hoje todos receberiam unidades para comercialização. Os estoques dos supermercados também serão repostos a partir desta sexta-feira, especialmente frutas e verduras, que não estavam saindo da Ceasa em razão da greve.

 

MANIFESTAÇÃO - As demonstrações de descontentamento com a atual situação do país, no entanto, não se encerraram totalmente em Venâncio Aires. Ontem à tarde, um grupo de manifestantes se reuniu para protestar contra a carga tributária. Eles se concentraram na Praça Evangélica e, depois caminharam pela rua Osvaldo Aranha até a Prefeitura. O comerciário Anderson Silva, de 27 anos, disse que o movimento era pacífico e tinha por objetivo manter as pessoas mobilizadas por melhores condições de vida. 'É só olhar que dá pra ver que temos família aqui. O que mais queremos é o fim da corrupção', disse o participante do ato.

Lucas Vilante, metalúrgico de 22 anos, e Gabriele Alves, de 23 anos e que está desempregada neste momento, afirmaram que a sociedade precisa se conscientizar da necessidade de lutar por direitos e redução dos impostos. Fabiano Santos, de 30 anos, ressaltou que 'não é apenas em Brasília que as falcatruas acontecem, por isso temos que estar atentos e não permitir que o dinheiro seja desviado das coisas importantes para o povo'. O autônomo acrescentou que 'esta é uma luta de todos, para baixar o gás, a gasolina, o quilo do arroz e a conta de energia elétrica, porque o imposto no Brasil é absurdamente elevado'.

Nas redes sociais e grupos de WhatsApp, há áudios e vídeos circulando dando conta de que os caminhoneiros têm intenção de retomar a mobilização na madrugada de segunda-feira, 4. Oficialmente, no entanto, não houve manifestação da categoria.

'A gente sabe que cada cidade tem o seu ralo de corrupção.'
FABIANO SANTOS
Autônomo

 

Fonte: Jornal Folha do Mate
Créditos e foto: Carlos Dickow

voltar para Notícias - Geral

left show fwB tsN|left tsN fwB|left show tsN fwR|c05||skype_c2c_logo_img|news login uppercase c05 b01 bsd|fsN uppercase c05 fwB sbss|fwR c05 uppercase b01 bsd|login news uppercase b01 bsd fsN tsN fwB c15|tsN fwR uppercase c05|fwR c05 uppercase|content-inner c05||