Abertura da colheita propõe novo diálogo com setor da saúde

Publicado em 01/11/2017 às 17h50

Pelo menos essa é a proposta do prefeito de Venâncio Aires, Giovane Wickert (PSB), município que sediou a primeira abertura oficial da Colheita do Tabaco. O evento objetiva valorizar os produtores e o setor como um todo. Entretanto, para o gestor municipal, pode ser uma alternativa de diálogo com entidades contrárias ao setor. Pesando nisso, reuniões e encontros serão agendados para buscar aproximação e apresentação da realidade atual nas lavouras de tabaco.

A proposta de Wickert é bastante audaciosa, porém, assim como foi organizada a abertura da colheita, o prefeito acredita que será possível um novo diálogo com os setores ligados à saúde pública, contrários a cadeia produtiva. “Desde o início do ano estamos projetando uma tentativa de diálogo diferente. Não podemos mais permanecer nesse jogo, a realidade está posta, a cadeia produtiva tem a sua importância na economia e geração de emprego. Mas queremos mostrar as outras ações desenvolvidas em Venâncio, esse é o caminho.”

Para o gestor municipal o evento histórico da última sexta-feira, 27, aponta para um novo momento do setor. “Por isso precisamos desse contato, talvez há experiência em outras regiões, que são discutidas por membros de ONGs que não conhecemos. Nossa proposta é de ouvir, buscar um novo ritmo e discutir ações que possam proteger o produtor e a cadeia como um todo,” ressalta.

ANTECIPAR
Para o gestor municipal o agendamento de um encontro com representantes da Fiocruz e Ministério da Saúde busca antecipar o contato com membros que representam o Brasil na Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco. Segundo ele, uma agenda com o ministro da Saúde, Ricardo Barros, é trabalhada com o apoio do deputado Heitor Schuch (PSB). Na oportunidade será discutido o encontro com outros segmentos da área, também envolvidos com ações antitabagistas.

DESTAQUE
No boletim mensal da Comissão Para Implantação da Convenção-Quadro (Coniq), Venâncio Aires teve destaque com ação positiva. A nota é histórica, já que em diversas oportunidades as informações sobre o município envolvem pontos negativos para o setor ou a produção. Na informativo, o grupo destaca a troca de informações entre universidades e produtores da Capital do Chimarrão ligados a produção agroecológica. “Precisamos mostrar outros projetos deste mesmo tipo que estão sendo desenvolvidos na região, inclusive com apoio das prefeituras,” lembra Wickert.

COP 8
A 8ª edição da Conferência das Partes para o Controle do Tabaco (COP8) ocorre entre os dias 1º e 6 de outubro de 2018 em Genebra, na Suíça. Representantes da cadeia produtiva já começam a se preparar para buscar formas de diálogo com o governo brasileiro. “É uma tentativa de ampliar as formas de contato, agora entramos em um período de buscar informações,” destaca o presidente da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva do Tabaco, Romeu Schneider.

O prefeito de Venâncio quer discutir ainda neste ano medidas que possam colaborar com a participação dos municípios nos debates da conferência.

 

Fonte: Jornal Olá
Créditos: Guilherme Siebeneichler

voltar para Notícias - Geral

left show fwB tsN|left tsN fwB|left show tsN fwR|c05||skype_c2c_logo_img|news login uppercase c05 b01 bsd|fsN uppercase c05 fwB sbss|fwR c05 uppercase b01 bsd|login news uppercase b01 bsd fsN tsN fwB c15|tsN fwR uppercase c05|fwR c05 uppercase|content-inner c05||