Começam obras na escola Monte das Tabocas

Publicado em 16/11/2018 às 18h03

Parte elétrica é o primeiro item da reforma, com instalação de canaletas para a fiaçãoOs corredores da escola Monte das Tabocas estão um pouco mais barulhentos neste fim de ano letivo. Mas não pela euforia dos 1.040 alunos às vésperas das férias e sim, pelo som de furadeiras e marteladas. É que nos últimos dias começaram as obras da reforma, autorizada pelo Governo do Estado em outubro, no dia do aniversário de 96 anos do educandário. 

A obra completa compreende a substituição da cobertura, instalação elétrica e demolição da brizoleta. O investimento será de R$ 367.403,65.

A primeira parte da obra é a reestruturação da parte elétrica. Como a fiação original data dos anos 1940, não é possível instalar ar condicionados, por exemplo. Agora, os fios ficarão 'fora' das paredes, presos a canaletas metálicas instaladas próximas ao forro. 'O primeiro piso deve levar umas duas semanas para ficar pronto e o mesmo período no segundo andar. Depois partimos para a troca do telhado', explica a diretora Marinêz Weizenmann.

O telhado demandará a maior reorganização dentro da escola. Isso porque será trocada toda a estrutura, que inclui telhas, tesouras e forro. Segundo a diretora, para que não haja prejuízos de aulas e pensando na segurança dos alunos, muitas turmas devem ser remanejadas para outras salas e o próprio ginásio será usado. 'Provavelmente a troca do telhado começará ainda em dezembro então teremos de pensar nossa organização.'

Conforme Marinêz, o trabalho deve durar cerca de dois meses meio, por isso a expectativa é começar o ano letivo de 2019 com as obras concluídas. A reforma está a cargo da Analuza Construções Ltda, de Bento Gonçalves.

 

BRIZOLETA VIRÁ ABAIXO

Além da parte elétrica e do telhado, o Monte das Tabocas irá conviver com um espaço a mais depois que a reforma for concluída, já que a brizoleta será demolida. Atualmente, o local concentra as reuniões do clube de mães e serve como almoxarifado. Mas, durante décadas, foi sala de aula.

Para quem não conhece o termo 'brizoleta', mas o associa a Leonel Brizola, está correto. 

A estrutura de madeira foi construída nos anos 1960, quando Brizola era governador e decidiu reestruturar a Secretaria da Educação da época e alfabetizar todas as crianças gaúchas. 

Como parte do programa, iniciou um projeto para construção de prédios escolares, com as paredes estruturadas com tábuas pregadas na horizontal, em dezenas de municípios. Mais tarde, essas 'casas' foram popularizadas como brizoletas.

Com a reforma, a do Monte das Tabocas virá abaixo. Segundo a diretora Marinêz Weizenmann, nada será construído no local e o espaço aberto ampliará a área de convivência e irá arejar o refeitório. Para o clube de mães e almoxarifado, a escola já estuda novos locais.

 

Fonte: Folha do Mate
Créditos e Foto: Débora Kist

voltar para Notícias - Geral

left show fwB tsN|left tsN fwB|left show tsN fwR|c05||skype_c2c_logo_img|news login uppercase c05 b01 bsd|fsN uppercase c05 fwB sbss|fwR c05 uppercase b01 bsd|login news uppercase b01 bsd fsN tsN fwB c15|tsN fwR uppercase c05|fwR c05 uppercase|content-inner c05||