Denúncias de abusos financeiros crescem quase 30% em Venâncio

Publicado em 15/10/2018 às 08h45

A facilidade com que o sistema financeiro estimula o acesso ao crédito pode ser uma das explicações para a crescente nas denuncias de abusos financeiros A tranquilidade que deveria acompanhar a terceira idade tem sido, para muitos nesta faixa etária, ameaçada por pesadelos econômicos. O contexto de crise e endividamento após uma forte expansão do crédito fez disparar o número de denúncias de abuso financeiro em Venâncio Aires.

O crescimento alarmante dos casos de endividamento do consumidor fez com que o Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) encaminhasse casos à Defensoria Pública e ao Ministério Público.

Levantamento realizado pelo Procon de Venâncio Aires, vinculado à Secretaria Municipal de Habitação e Desenvolvimento Econômico, identificou que apenas neste ano foram recebidas 966 queixas denunciando violações e, em sua grande maioria, envolvendo idosos. Isso representa, atualmente, a principal demanda atendida pelo órgão de defesa do consumidor local. Em anos anteriores, estavam no topo da lista problemas ligados ao serviço de telefonia móvel.

A facilidade com que o sistema financeiro vem estimulando o acesso ao crédito - como empréstimos consignados, por exemplo - e a inobservância de parâmetros estabelecidos pelo Código de Defesa do Consumidor para liberação de valores, estão entre as principais causas de endividamento.

Análise 

Segundo o coordenador do Procon de Venâncio Aires, Eneas Peiter, o endividamento geralmente atinge as classes menos privilegiadas economicamente e com baixo nível de conhecimento, o que reforça a necessidade da intervenção para regular e solucionar as finanças daqueles que se encontram nesta situação.

Além disso, de acordo com o levantamento, em relação ao percentual de comprometimento da renda, fica demonstrado que a concessão irresponsável do crédito e fora das possibilidades de pagamento dos consumidores é uma realidade. Ao Ministério Público de Venâncio Aires foram encaminhados 15 casos, que foram repassados para análise da Promotoria de Defesa do Consumidor - em Porto Alegre, que tem competência para este tipo de processo -, informa o promotor Pedro Rui da Fontoura Porto.

Os endividados são consumidores com prestações muitas vezes maiores que seus rendimentos. Alguns idosos precisaram, inclusive, de assistência para aquisição de mantimentos básicos e passaram por educação financeira, além de atendimento psicológico.

Serviço

No Procon são prestados serviços como o aconselhamento técnico; educação financeira; educação em direitos; e conciliações. Ao buscar ajuda, é preciso apresentar comprovantes de renda, de despesas e demonstrativos da dívida para ter auxílio dos técnicos. Qualquer pessoa endividada pode procurar o atendimento, que funciona no mesmo prédio da Secretaria Municipal de Habitação e Desenvolvimento Econômico, na rua General Osório, 1.430, no Centro. O telefone é o 3983-1148.

Dicas de economista 

1 A professora e economista Cíntia Agostini destaca que o patamar saudável de endividamento máximo é de 30% da renda. Mesmo assim, ensina Cíntia, é preciso ter planejamento e responsabilidade para que as contas não fujam do controle.

2 Ela, que também é professora da Universidade do Vale do Taquari (Univates), diz que juros baixos permitem mais controle das dívidas. A dica é colocar o orçamento familiar no papel e elencar todas as dívidas por ordem de prioridade.

3 Além disso, sempre que possível, é recomendado reservar parte do orçamento para a poupança. O dinheiro acumulado pode servir para um imprevisto e evitar dívidas incontroláveis.

4 'Sempre que possível é recomendado comprar à vista, pois mesmo pequenas compras possuem sempre algum juro embutido. Já para grandes compras é recomendado cautela, mas pode significar um investimento a longo prazo', destaca Cíntia.

 

Fonte: Folha do Mate
Créditos: Cristiano Wildner 

voltar para Notícias - Geral

left show fwB tsN|left tsN fwB|left show tsN fwR|c05||skype_c2c_logo_img|news login uppercase c05 b01 bsd|fsN uppercase c05 fwB sbss|fwR c05 uppercase b01 bsd|login news uppercase b01 bsd fsN tsN fwB c15|tsN fwR uppercase c05|fwR c05 uppercase|content-inner c05||