Dia de alertar para a importância do rim

Publicado em 14/03/2019 às 11h14

 Em Venâncio Aires, 70 pacientes fazem hemodiálise. No Brasil, estima-se que aproximadamente 130 mil pessoas realizam o tratamentoHoje, quinta-feira, 14, é celebrado o Dia Mundial do Rim, idealizado pela Sociedade Internacional de Nefrologia com o objetivo de reduzir os impactos das doenças renais em todo o mundo. A Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN) organiza a campanha nacional que, neste ano, tem como tema 'Saúde dos rins para todos'. Venâncio Aires participa dessa ação mundial de prevenção com atividades coordenadas pelo Serviço de Uronefrologia de Venâncio Aires (Suneva) e Clínica de Hemodiálise de Venâncio Aires.

A enfermeira Nefrologista do município Tatiana Kader Ibdaiwi comenta que o objetivo da campanha é a prevenção das doenças renais e a conscientização da saúde, com foco na importância dos rins nas doenças da população e prevenção da doença renal crônica.

O Suneva todos os anos adere às campanhas da SBN, tendo como membro participante a nefrologista Maria Elaine Latosinski. Atualmente, em Venâncio Aires, 70 pacientes fazem o tratamento de terapia renal substitutiva, ou seja, hemodiálise. Os pacientes têm entre 20 e 90 anos.

Hoje, no Dia Mundial do Rim, ocorrerá uma campanha com distribuição de folderes, sobre a saúde dos rins e para os pacientes em tratamento. 'Ofertaremos o Sal do Bem, tempero recomendado para doentes renais crônicos, produzido pela nutricionista Geane Caetano e demais membros da equipe multidisciplinar do Suneva', comenta a doutora Maria Elaine.

A nefrologista destaca que todas as campanhas que a nefrologia abrange é com o intuito de minimizar o número de 2 milhões de mortes por ano, no mundo, relacionadas às doenças renais.

 

'A proposta durante a campanha é conscientizar a população que os rins são tão importantes quanto o cérebro, coração e pulmões. A doença renal crônica é aquela que afeta os rins e persiste por três meses ou mais modificando o funcionamento normal dos rins. Hoje é considerada epidêmica, pois é a sexta causa de morte no mundo.'
MARIA ELAINE LATOSINSKI - Nefrologista

 

Doença renal crônica afeta uma em cada 10 pessoas

A enfermeira nefrologista Tatiana Kader Ibdaiwi esclarece que as doenças que mais levam à insuficiência renal são: hipertensão arterial, diabetes Mellitus e as Glomerulopatias. Ela explica que existe uma estimativa de que a doença renal esteja num momento de crescimento. 'Hoje estima-se que uma em cada dez pessoas tenha alguma doença renal, e a nível mundial sejam 850 milhões.'

Tatiana aponta a importância das campanhas que permitem o resgate das pessoas sujeitas às doenças renais. 'Na grande maioria dos pacientes a causa da doença renal é indeterminada, pela falta de acompanhamento nas fases iniciais das doenças, principalmente, nos países em desenvolvimento, pela dificuldade de acesso da população aos serviços de saúde.'

Conforme a profissional, a importância de um exame de sangue simples chamado 'creatinina', que um médico de qualquer especialidade pode solicitar, já pode indicar se o indivíduo tem, ou não, algum comprometimento renal. 'A creatinina é uma substância que é dosada no sangue e é específica para avaliar a função dos rins, como filtro dos líquidos do corpo. Quando eles apresentam alguma doença, a creatinina se eleva no sangue. É um exame simples e feito em qualquer laboratório, com valor acessível.'

Além disso, Tatiana justifica ser essencial as visitas periódicas ao médico e principalmente ao nefrologista em caso de alguma alteração da função renal. 'Isso com certeza minimiza as chances dos pacientes virem a apresentar falência renal e necessitar de hemodiálise ou algum outro tipo de tratamento que substitua a função dos rins.'

 

Fonte: Folha do Mate
Créditos: Rosana Wessling 
Foto: Juliana Bencke

 

voltar para Notícias - Geral

left show fwB tsN|left tsN fwB|left show tsN fwR|c05||skype_c2c_logo_img|news login uppercase c05 b01 bsd|fsN uppercase c05 fwB sbss|fwR c05 uppercase b01 bsd|login news uppercase b01 bsd fsN tsN fwB c15|tsN fwR uppercase c05|fwR c05 uppercase|content-inner c05||