Em dois meses, Secretaria de Saúde encaminha 652 exames de média e alta complexidade

Publicado em 26/10/2018 às 16h17

Schwengber: Dois meses depois do início do mutirão de exames, realizado pela Secretaria Municipal de Saúde de Venâncio Aires, 652 pessoas já saíram da fila de espera pelos procedimentos de alta e média complexidade. O balanço, referente ao dia 20 de outubro, aponta que já foram R$ 123.052,55 investidos em ressonâncias, ecografias e tomografias, entre outros exames.

Por meio de uma parceria com Consórcio Intermunicipal de Serviços do Vale do Rio Pardo (Cisvale), os procedimentos são realizados por prestadores de serviço do consórcio - a maioria deles, em Santa Cruz do Sul.

O 'pacote' deve totalizar mais de 1,3 mil exames, até 20 de janeiro, e a expectativa da Secretaria de Saúde é economizar cerca de R$ 40 mil com a medida. 'São prestadores do Cisvale, selecionados por tomada de preços e, como trata-se de um mutirão, conseguimos valores mais baixos', explica o titular da pasta, Ramon Schwengber.

Para ele, o principal ganho com o mutirão, entretanto, é atender a demanda reprimida pelos exames. 'Foi um esforço muito grande para resolver esse passivo. Vamos atender todas as pessoas que estavam na fila de espera até dia 20 de agosto. Havia pacientes esperando desde 2011', comenta.

Morador do bairro Aviação, Marcus Alfonso Keller, 44 anos, aguardava a liberação de uma endoscopia desde 10 de abril de 2014. Com o mutirão, realizou o exame em 15 de setembro, em Vera Cruz. 'Nem esperava mais que me chamassem. Fiquei me cuidando, durante 4 anos, mas não sabia se tinha alguma coisa no estômago. Agora estou fazendo tratamento', conta.

 A endoscopia apontou uma gastrite crônica moderada e esofagite, além de uma bactéria no estômago. 'Se não descobrisse logo e fizesse o tratamento, poderia virar uma úlcera e seria muito pior', comenta. Para ele, além da liberação do exame ter acontecido, no mês passado, outro fato positivo é que procedimento foi realizado em um sábado. 'Fica mais fácil para quem trabalha durante a semana.'

 

Prazo

O prazo de cinco meses do mutirão se encerra em 20 de janeiro. A partir daí, pacientes que entraram na fila depois de 20 de agosto começarão a ser encaminhados para os exames. Casos de urgência que surgirem nesse período, no entanto, serão atendidos normalmente.

>> R$ 250 mil é o valor estimado que será utilizado para a realização dos mais de 1,3 mil exames. A destinação do recurso para o mutirão foi autorizada pelo Conselho Municipal de Saúde.

 

Tipos de exames

- Ressonâncias da coluna cervical, da coluna lombar, da coluna torácica, da bacia/pelve, de membro inferior, de membro superior, do crânio e do abdômen superior.
- Ecografias mamária, transvaginal, de abdômen superior, de abdômen total, do aparelho urinário, de articulações, prostática via abdominal ou via transretal, de bolsa escotral e de tireóide. 
- Tomografias de crânio, de membros inferiores, da coluna lombar, do tórax, de abdômen superior, de pelve, de face ou de seios da face. 
- Ecodoppler venoso, arterial, da aorta abdominal, da artéria renal e das carótidas.
- Ecocardiogramas.
- Endoscopias.

 

Fonte: Jornal Folha do Mate
Créditos e foto: Juliana Bencke

voltar para Notícias - Geral

left show fwB tsN|left tsN fwB|left show tsN fwR|c05||skype_c2c_logo_img|news login uppercase c05 b01 bsd|fsN uppercase c05 fwB sbss|fwR c05 uppercase b01 bsd|login news uppercase b01 bsd fsN tsN fwB c15|tsN fwR uppercase c05|fwR c05 uppercase|content-inner c05||