Escolas municipais e estaduais iniciam processo para eleição de diretores

Publicado em 19/10/2018 às 11h18
Joice Gassen: processo democrático
Escolas municiais e estaduais de Venâncio Aires estarão envolvidas, ao longo do próximo mês, no processo de escolha das equipes diretivas que administrarão os estabelecimentos de ensino pelos próximos três anos. Nas duas redes de ensino, começou na quarta-feira, 17, o período de inscrições das chapas para diretor e vice-diretor.

Nas Escolas Municipais de Ensino Fundamental (Emefs) e de Educação Infantil (Emeis), a votação ocorre em 20 de novembro. Já nas instituições estaduais, a votação será realizada uma semana depois, no dia 27. A escolha ocorrerá com participação de professores, funcionários, estudantes e pais de alunos.

A eleição de diretores reforça a gestão democrática das escolas. Quando a comunidade escolar participa da eleição e avaliza o trabalho do diretor, também se sente responsável por acompanhar as decisões, posteriormente."
JOICE BATTISTI GASSEN - Secretária municipal de Educação

Entre as instituições do Município, entre as novidades na eleição deste ano está a possibilidade de reeleição, mesmo para quem já realizou dois mandatos. "Entendemos que é uma forma de dar continuidade a um trabalho que vem sendo desenvolvido pelos diretores. A comunidade tem a possibilidade de votar e a autonomia de aprovar ou não", observa a secretária municipal de Educação, Joice Battisti Gassen.

De acordo com ela, outra alteração no pleito diz respeito às equipes diretivas das Emeis. Candidatos a diretor terão que ter disponibilidade de 40 horas semanais - em geral, eles atuam 30 horas - e haverá um vice-diretor para cada turno. Até então, o diretor e um vice se revezavam, cada um em um turno.

"As Emeis funcionam 12 horas por dia. Precisamos fortalecer a estrutura escolar da educação infantil. Esse suporte de mais profissionais na direção, e com carga horária dedicada a isso, é muito importante. Era um pedido dos próprios diretores", destaca.

CURSO DE GESTÃO

Na rede estadual, a principal novidade nesta eleição é um curso de qualificação obrigatório para os gestores, oferecido pela Secretaria Estadual de Educação (Seduc). Com carga horária de 60 horas, em três etapas, a capacitação será realizada por Educação a Distância (EAD), e vai abordar desde informações sobre o funcionamento da pasta, a partir de setores de Planejamento, Administrativo, Recusos Humanos e Pedagógicos, até conteúdos sobre liderança e comunicação, entre outros.

A presença dos quatro segmentos da comunidade escolar é primordial nas comissões eleitorais, no acompanhamento do processo e na votação. Nosso desejo é que sejam eleitos quem apresentar as melhores propostas para o estabelecimento de ensino."
LUIZ RICARDO PINHO DE MOURA - Coordenador regional de Educação

 

INDICAÇÕES

Escolas multisseriadas, de ensino fundamental incompleto e unidocentes, nas quais um único professor atua e exerce, também, a função de diretor, não passarão pelo processo eleitoral.

Da mesma forma, em instituições onde não houver candidatos, o diretor será indicado pela 6ª Coordenadoria Regional de Educação (6ª CRE), no caso das escolas estaduais, ou pela Secretaria Municipal de Educação, na rede municipal.

 

Fonte: Folha do Mate
Créditos e foto: Juliana Bencke 

voltar para Notícias - Geral

left show fwB tsN|left tsN fwB|left show tsN fwR|c05||skype_c2c_logo_img|news login uppercase c05 b01 bsd|fsN uppercase c05 fwB sbss|fwR c05 uppercase b01 bsd|login news uppercase b01 bsd fsN tsN fwB c15|tsN fwR uppercase c05|fwR c05 uppercase|content-inner c05||