Idosos dão exemplo de cidadania no projeto Vereador da Melhor Idade

Publicado em 03/10/2018 às 15h33

Vereadores da melhor idade receberam certificados de participação no projetoOs jogos de loto, carta e bolãozinho, os encontros e as festas promovidas pelos grupos de terceira idade foram evidenciados, na tarde de ontem, durante a sessão do projeto Vereador na Melhor Idade, em Venâncio Aires. O evento foi realizado pela primeira vez no município, a partir de projeto do vereador André Puthin (MDB) e contou como apresentação do Coral Municipal da Terceira Idade e do Grupo de Canto da Maturidade Ativa, do Sesc. 

Ao longo da tarde, 15 representantes de 25 grupos de terceira idade representaram vereadores e ocuparam a tribuna da Câmara de Vereadores para expôr demandas, sugestões e opiniões. Da manutenção das estradas a reparos nas calçadas do centro da cidade, as reivindicações abrangeram diferentes áreas.

'Não é fácil manter o grupo onde as estradas estão em péssimas condições. Quando tem chuva, muitos não conseguem participar do encontro, porque não tem como andar na rua. Muitos caminhões e veículos pesados passam por lá e danificam a estrada. Precisa colocar material, só a patrola não vai resolver', destacou Teresia Teonísia Maira Lauer, 69 anos, de Vila Arlindo, que discutiu, junto ao grupo Estrela do Amanhã, as demandas que seriam levadas à sessão legislativa. 

Aos 84 anos, Inácio José Assmann lembrou que 'vereador não é só para bonito, é para trabalhar, assim como a terceira idade também está aí para trabalhar'. Ele, que representou o grupo Fazendo a Vida Melhor, de Linha Tangerinas, foi aplaudido, em meio ao discurso, pelo público que lotou o plenário Vicente Schuck. 

Em nome dos grupos Os navegantes, de Linha 17 de Junho, e Die Freuden Von São Luiz, de Vila Santa Emília, Eldo Stertz, 67 anos, defendeu que os projetos públicos e privados priorizem o atendimento ao idoso. 'Se fizer bem para os idosos, será bom para todos. Um exemplo são as calçadas. Se estiverem em condições, também vão auxiliar deficientes e todas as pessoas', observou.

Qualidade de vida

Enquanto as demandas se diferenciaram, nos pronunciamentos, um mesmo assunto se repetiu em todos os discursos dos 'vereadores da melhor idade': a importância dos grupos, dos bailes e encontros de integração. 'Se não houvesse os grupos, onde nós estaríamos? Sentados na caixa de lenha, tomando chimarrão e esperando a morte? Os grupos são ótimos para nós', enfatizou Iraci Therezinha Kuhn, 71 anos. 'Pena que esses grupos não começaram antes, para que nossos pais também pudessem ter aproveitado.'

Gisela Maria Heinen, 72 anos, do bairro Diettrich, ressaltou a importância dos grupos para manter a saúde do corpo e da mente. 'É uma integração muito bonita, uma maneira de a gente se divertir, esquecer os problemas.'

Para a presidente do grupo Viver a Vida, do bairro Brígida, Nílcia Henckes Schirmann, 59 anos, a inserção em atividades da terceira idade proporciona 'espaços para viver e conviver'. Ela, que atuou como presidente da Câmara de Vereadores, na sessão alusiva ao Dia do Idoso, também lembrou que o envelhecimento saudável exige políticas públicas que garantam acesso à saúde, segurança e educação. 'Elas são essenciais para que se tenha qualidade vida na melhor idade.'

>> Ao longo da sessão, idosos também tiveram a oportunidade de falar sobre a história e as atividades dos grupos dos quais participam. 

 

Participantes

- Ingo Gollmann
- Eugênio Antoni
- Gisela Maria Heinen
- Elmo Winck
- Maria Konrad
- Inácio José Assmann
- Iraci Therezinha Kuhn
- Darci Haas
- Teresia Teonicia Maria Lauer
- Eldo Stertz
- Izaura Bergmann Landim
- Alcido König
- Glaci Seidel
- Loréte Beatriz Dornelles
- Erica Parckert
- Nílcia Henckes Schirmann

Sugestões e propostas

1 Melhorias em estradas e na iluminação pública. 
2 Participação de vereadores nos eventos da terceira idade.
3 Baile municipal da terceira idade em um evento específico para idosos e em local fechado.
4 Participação no Conselho Municipal do Idoso.
5 Melhorias nas calçadas do centro da cidade.
6 Auxílio financeiro para os grupos.
7 Criação de um monumento em homenagem aos colonizadores do município. 
8 Cercamento das margens do Arroio Castelhano como mata ciliar.
9 Criação de uma casa de convivência para idosos, onde possam ficar durante o dia. 
10 Atenção para o trânsito no trevo de acesso ao bairro Coronel Brito e melhorias no sinal de telefonia.
11 Instalação de placas com nomes das ruas da cidade.
12 Academia ao ar livre para Vila Estância Nova e bairro Brígida.

 

Fonte: Folha do Mate
Créditos e foto: Juliana Bencke

voltar para Notícias - Geral

left show fwB tsN|left tsN fwB|left show tsN fwR|c05||skype_c2c_logo_img|news login uppercase c05 b01 bsd|fsN uppercase c05 fwB sbss|fwR c05 uppercase b01 bsd|login news uppercase b01 bsd fsN tsN fwB c15|tsN fwR uppercase c05|fwR c05 uppercase|content-inner c05||