Liderança estudantil: um incentivo que inicia cedo

Publicado em 16/05/2019 às 07h42

.Líderes de turma e representantes dos Grêmios Estudantis de escolas da cidade e interior estiveram juntos, hoje, por um mesmo motivo: falar sobre políticas públicas e liderança estudantil. O encontro, promovido pela União dos Estudantes de Venâncio Aires (Uesva), Secretaria de Educação de Venâncio Aires e Paróquia São Sebastião Mártir foi realizado no Centro de Evangelização da Paróquia.

O evento é organizado desde 2005 e, neste ano, alunos e professores de escolas municipais, estaduais e particulares participaram de um bate-papo com o padre Rodrigo Eduardo Hillesheim, que explicou sobre a campanha da fraternidade de 2019, que tem como temática 'Fraternidade e Políticas Públicas'.

Além disso, ele realizou uma dinâmica com os estudantes, que ao receberem temas ligados à políticas públicas - como segurança, saúde, transporte, educação e meio ambiente -, tiveram que se reunir em grupos e identificar os problemas das áreas, apontando também soluções para as questões. 'Reunir esses jovens é uma forma de propor uma reflexão e ajudar para que eles olhem o mundo de forma diferente, com os olhos da solidariedade e da fraternidade', comentou Hillesheim. O assessor da Uesva, André Henckes, destacou a importância de desenvolver lideranças positivas para o presente e futuro.

 

O respeito ao protagonismo estudantil é um agente transformador
ANDRÉ HENCKES - Assessor da Uesva

 

Essa foi a primeira vez que Ana Mello, de 14 anos, participou do encontro. Líder do 9° ano na Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Odila Rosa Scherer, ela reconheceu a importância de se trabalhar essa temática em busca de conhecimento para, quando na escola, possa repassar esses ensinamentos aos colegas e à própria família. 'Nós precisamos falar sobre liderança porque somos o futuro. Venâncio precisa esperar algo melhor', afirmou. Outro jovem que já tem atitudes de líder é João Pedro Santos, de 13 anos, estudante do 8° ano da Emef Otto Gustavo Daniel Brands, que integra o Grêmio Estudantil e pretende, ainda, presidir o clube. 'Eu sou muito ativo, participo das atividades, incentivo os outros a participarem e acho que isso agrega à escola', enfatizou o estudante.

 

OPORTUNIDADE

Assim como os próprios alunos reconhecem a importância do debate entorno da liderança, a orientadora educacional da Escola Frida Reckziegel, de Vila Palanque, Janaína Helena Loeblein, de 38 anos, acredita que são nesses momentos que os estudantes têm uma oportunidade a mais de aprender. 'Sempre que participamos desses encontros, procuramos levar isso para dentro da escola com encontros com todos os estudantes', disse. No interior, principalmente, como explicou, é possível perceber que esses alunos destaques dentro da escola são os mesmos que possuem a família envolvida na comunidade.

 

Fonte: Folha do Mate
Créditos e Foto: Ana Carolina Becker

voltar para Notícias - Geral

left show fwB tsN|left tsN fwB|left show tsN fwR|c05||skype_c2c_logo_img|news login uppercase c05 b01 bsd|fsN uppercase c05 fwB sbss|fwR c05 uppercase b01 bsd|login news uppercase b01 bsd fsN tsN fwB c15|tsN fwR uppercase c05|fwR c05 uppercase|content-inner c05||