Nova cruzada por moradias populares

Publicado em 17/05/2018 às 13h29

No condomínio Bela Vista seriam 30 apartamentos abandonados, sem contar os que se encontram em outras situações de irregularidadesDepois de tornar realidade a construção de 828 unidades habitacionais - nos condomínios Bela Vista (256), Pôr do Sol (160) e Altos da Aviação (224), além das casas no bairro Battisti (188) -, Venâncio Aires deflagra uma nova cruzada por moradias populares. Um projeto para 256 apartamentos já está aprovado pela Caixa Econômica Federal (CEF) e deve ser encaminhado em breve para o Ministério das Cidades, de onde virão os recursos para a implementação da obra. Não há previsão de quando a União vai liberar o dinheiro, 'mas o importante é que estamos habilitados', comenta o secretário de Habitação e Desenvolvimento Social, Arnildo Camara.

O titular da pasta revela ainda que o Município já trabalha na elaboração de um segundo projeto, de 144 unidades habitacionais. 'Logo que assumimos, recebemos a informação de que Venâncio Aires havia sido contemplada com vários projetos e a prioridade seria de outros municípios. No entanto, a nossa equipe esteve sempre atenta às possibilidades e, não faz muito tempo, tivemos permissão para novamente buscar habilitação', esclarece Camara. De acordo com ele, a Central de Projetos é quem está responsável pela 'segunda leva de apartamentos', proposta que precisará tramitar a exemplo da primeira, passando pela CEF e indo para o ministério.

 

RECADASTRAMENTO - O secretário de Habitação e Desenvolvimento Social ressalta que a pasta vem fazendo a atualização do cadastro de famílias interessadas em serem contempladas com unidades habitacionais. Quando a atual gestão assumiu, segundo Camara, a lista de espera chegava a sete mil nomes, número que caiu para 600, a partir do recadastramento. 'Acreditamos que, agora, temos um cenário bem mais real de quantas são as famílias que precisam de moradia. Não queremos falar em tempo, porque não temos como fazer uma previsão de que quando seremos contemplados, mas com 400 novos apartamentos, atacaríamos com força o déficit habitacional', diz.

 

Expectativa pela retomada de apartamentos

Além das novas possibilidades de condomínios residenciais, Arnildo Camara lembra que a Caixa, o Município e o Ministério Público (MP) ainda trabalham nas investigações acerca de irregularidades no Pôr do Sol, Altos da Aviação e Bela Vista. Nos dois primeiros o MP identificou, de acordo com o promotor de Justiça João Afonso da Silva Beltrame, quase 90 unidades sendo utilizadas de forma inadequada. Os casos, segundo Beltrame, vão desde abandono de apartamentos até vendas, locações e depredações.

Neste momento, as investigações se concentram no Bela Vista, onde, segundo informações apuradas pela reportagem da Folha do Mate, o número de unidades habitacionais abandonadas chegaria a 30, sem contar outros casos irregulares. Há expectativa de que o número de moradias retomadas nestes três condomínios possa chegar a 150. O processo, no entanto, demanda tempo e suporte dos órgãos de segurança.

Famílias que se enquadram nos critérios de baixa renda devem procurar a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social para atualizarem seus cadastros. O endereço é rua General Osório, número 1.430. O telefone para contato é o 3983-1030.

 

Fonte: Jornal Folha do Mate
Créditos e foto: Carlos Dickow

voltar para Notícias - Geral

left show fwB tsN|left tsN fwB|left show tsN fwR|c05||skype_c2c_logo_img|news login uppercase c05 b01 bsd|fsN uppercase c05 fwB sbss|fwR c05 uppercase b01 bsd|login news uppercase b01 bsd fsN tsN fwB c15|tsN fwR uppercase c05|fwR c05 uppercase|content-inner c05||