Preparativos se intensificam à final do Enart

Publicado em 13/11/2017 às 17h28

Entre o trabalho e estudos, jovens se dedicam à arte da dançaBruno Cassariego e Cristine Hertzer,  é o casal protagonista da coreografia para entrada e saída que leva como tema ''Romance de João Afonso e Ana Júlia''

Os ensaios que já ocorriam durante o ano para os classificados à final do Encontro de Artes e Tradição Gaúcha (Enart), tornam-se mais puxados na reta final. Entre os dias 17 e 19, é no Parque da Oktoberfest, em Santa Cruz do Sul, os 80 grupos de Danças Tradicionais Forças A e B, e as demais modalidades individuais, de pares e de conjunto vão em busca de um troféu, além de reencontrar amigos entre os cerca de 60 mil visitantes das 30 Regiões Tradicionalistas (RTs) do Rio Grande do Sul, segundo divulgado pela comissão organizadora.

De Venâncio Aires, na Força B, está o Departamento de Tradições Gaúchas (DTG) Piazito da Tradição. O grupo, nas últimas semanas, está em ritmo acelerado nos ajustes finais. A entidade criada há 14 anos, tem como ponto de referência o ginásio da escola Cidade Nova, porém, neste período busca o Parque do Chimarrão para os ensaios, por conta dos horários que se estendem até altas horas da noite.

Segundo o patrão Bruno Cassariego, também integrante da invernada, o trabalho está sendo feito. A entidade espera estar entre as 20 classificados que passam para a final, no domingo. Cassariego destaca que há seis anos buscam a vaga para o Enart e, neste ano, alcançaram a classificação na Inter-regional. 'Trabalho está tendo. Esperamos passar para o domingo', acrescenta. A próxima semana, ainda, será de ajustes coregráficos, harmonia de conjunto e interpretação, inclusive no sábado pela manhã, antes de rumar a Santa Cruz.

No tablado
Na tarde do sábado, 18, o grupo estará no palco B, pavilhão 2, quando concorrerá com mais 40 invernadas que buscam as vagas para o domingo. No dia, durante 20 minutos, eles deverão apresentar a coreografia de entrada e saída e três danças sorteadas, além de comprovar indumentária correta. Ainda, nesta edição, como medida de segurança aos dançarinos, os grupos deverão cumprir a normativa do MTG, apresentando planta com especificações dos itens utilizados nas coreografias, devidamente assinada por arquiteto ou engenheiro, sob pena de desclassificação.

SAIBA MAIS
Na força B, concorrem 40 grupos, em cinco blocos, com oito invernadas cada. Destes, classificam-se três de cada bloco, e mais cinco com as melhores notas. Portanto, 20 grupos retornam à competição no domingo, 19, quando são escolhidos os cinco melhores grupos que cumprirem, no tabalho, as diretrizes do Manual de Danças Tradicionais e normas estabelecidas pelo Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG).Da Capital do Chimarrão, ainda concorrem nas modalidades:

Representantes de Venâncio Aires:

CTG Chaleira Preta 
- Causo: Oli Joaquim Franco e Gustavo Schuler
- Intérprete Solista Vocal Feminino: Marla Louriane de Oliveira
- Violão: Felipe Fengler Hickmann 
- Conjunto Vocal

CTG Erva-Mate
- Declamação Feminina: Letícia Schmachtenberg
- Chula: Lucas Keller
- Violão: Arthur Sulzbacher Montenegro

INGRESSOS:
Adultos: R$ 15 (por acesso)
Pulseira permanente (adultos): R$ 40
Crianças: 10 a 12 anos; idosos acima de 60 anos; estudantes com carteirinha: R$ 7 e o permanente, R$ 20
Estacionamentos: R$ 40,00 (automóvel); R$ 100 para ônibus e R$ 10 para motocicleta.

- Isentos: pessoas com deficiência, concorrentes credenciados, estudantes do ensino fundamental da rede pública de Santa Cruz do Sul credenciados, doadores de sangue de Santa Cruz do Sul credenciados no Hemovida.
- Condutores dos veículos e acompanhantes: pagarão individualmente. Motorista que tiverem a carteira de identificação da empresa de transporte estará isento do pagamento do acesso, limitado a dois motoristas.
- Para efeito de desconto (estudantes): são válidas as Carteiras de Identificação Estudantil (CIE), emitidas pela Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG); União Nacional dos Estudantes (UNE); União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes); entidades estaduais e municipais filiadas àquelas; Diretórios Centrais dos Estudantes (DCEs); Centros e Diretórios Acadêmicos, com prazo de validade renovável a cada ano.
- Isenção para estudantes: da rede municipal de Santa Cruz do Sul é uma ação sociocultural do Enart.

 

Fonte: Jornal Folha do Mate
Créditos e foto: Beatriz Colombelli 

 

voltar para Notícias - Geral

left show fwB tsN|left tsN fwB|left show tsN fwR|c05||skype_c2c_logo_img|news login uppercase c05 b01 bsd|fsN uppercase c05 fwB sbss|fwR c05 uppercase b01 bsd|login news uppercase b01 bsd fsN tsN fwB c15|tsN fwR uppercase c05|fwR c05 uppercase|content-inner c05||