Quatro escolas estaduais seguem totalmente paralisadas

Publicado em 17/10/2017 às 10h01

Cônego Albino Juchem é uma das instituições em greve desde 5 de setembroA greve do magistério estadual já ultrapassa 40 dias, com quatro instituições totalmente paralisadas em Venâncio Aires. As atividades seguem suspensas nas escolas estaduais de ensino médio Cônego Albino Juchem (CAJ), Monte das Tabocas, Crescer e Adelina Isabela Konzen. Ao todo, são quase quatro mil alunos sem aulas, nessas instituições. Além disso, as escolas Sebastião Jubal Junqueira e Wolfram Metzler estão em paralisação parcial.

Apesar de a Secretaria Estadual de Educação ter divulgado orientações sobre a recuperação das aulas, na sexta-feira, 13, o Centro de Professores do Estado do Rio Grande do Sul (Cpers/Sindicato) garante que não há previsão para a greve terminar. A categoria quer a garantia do fim dos parcelamentos salariais e a retirada de projetos de lei que tramitam na Assembleia Legislativa e afetam direitos trabalhistas dos educadores. 

Em nota, o Cpers afirma que a ação do Governo tem o objetivo de enfraquecer a greve dos educadores. Ainda, de acordo com a entidade, não se pode organizar uma calendário de recuperação antes de a greve terminar e serem negociados os dias parados. 

Hoje, professores participam do Ato Estadual da Greve e vigília na Praça da Matriz, em Porto Alegre. Segundo o Cpers, a mobilização tem o objetivo de cobrar do Governo uma solução para a greve e também realizar pressão contra a votação de projetos de lei que atingem direitos dos professores.

Sábados

No fim da semana passada, a Secretaria Estadual de Educação informou que flexibilizaria as regras para a recuperação das aulas, permitindo a utilização dos sábados até a integralização do ano letivo. No anúncio feito pelo Governo do Estado, o encerramento das aulas deve ocorrer até 14 de janeiro de 2018, para escolas que retomaram as aulas ontem. "Nos casos dos professores que seguirem em greve, a recuperação pode se estender até abril de 2018", informou a secretaria.

Situação das escolas

Adelina Isabela Konzen - Paralisação total/reunião dos professores e funcionários amanhã
Cônego Albino Juchem - Paralisação total/reunião dos professores e funcionários na sexta-feira
Crescer - Paralisação total/sem previsão de retorno 
Frida Reckziegel - Retornou ontem
Monte das Tabocas - Paralisação total/sem previsão de retorno
Sebastião Jubal Junqueira - Paralisação parcial, com sete professores e funcionários em greve
Wolfram Metzler - Paralisação parcial, com seis professores e funcionários em greve

 

Fonte: Jornal Folha do Mate
Créditos e foto: Juliana Bencke

voltar para Notícias - Geral

left show fwB tsN|left tsN fwB|left show tsN fwR|c05||skype_c2c_logo_img|news login uppercase c05 b01 bsd|fsN uppercase c05 fwB sbss|fwR c05 uppercase b01 bsd|login news uppercase b01 bsd fsN tsN fwB c15|tsN fwR uppercase c05|fwR c05 uppercase|content-inner c05||