Sessão da Câmara tem nova troca de farpas

Publicado em 28/11/2017 às 10h17

Rodrigo VT fez pronunciamento que desagradou vereadores governistas, que o rebateram em seguida'Não é mais o futebol que é uma caixinha de surpresas. Agora, as sessões da Câmara de Venâncio Aires é que são'. A afirmação foi ouvida, na noite desta segunda-feira, 27, quando as pessoas que acompanharam o encontro semanal estavam deixando o Legislativo. Isso porque a sessão, ao menos se esperava, seria tranquila e rápida, em função do jogo da Assoeva - a reunião foi antecipada para as 17h30min justamente por isso. Mas, não foi bem assim.

Tudo transcorria normalmente, até que o vereador Rodrigo VT (PMDB) ocupou a tribuna, durante o período das Comunicações, e 'incendiou' o plenário. O parlamentar - que está ocupando a vaga de André Puthin (PMDB) por 30 dias - disse que estava vestindo roupa preta por estar 'de luto pela vergonha que sinto por alguns problemas de Venâncio Aires'. Ele criticou o que definiu como 'falta de vontade política para o caso das enchentes' e também afirmou que o problema nunca é resolvido 'porque as enchentes dão lucro'. De acordo com o peemedebista, recursos oriundos de decretos de calamidade podem ser investidos como a Administração quiser.

Rodrigo VT apresentou relatório que, segundo ele, deveria servir de base para o Executivo e que traz informações, por exemplo, de que o Município deveria ter apenas oito secretarias, ao invés de 12. Também declarou que o discurso de economia da Administração 'é uma piada', pois conforme o mesmo relatório, a atual gestão teria criado cargos em comissão (CCs) e funções gratificadas (FGs) além da necessidade. Chegou a ser interrompido por outros parlamentares ao passar do tempo de cinco minutos a que tinha direito na tribuna.

RESPOSTA - Também suplente, Chico Rech (PSD), que ocupa vaga de Zé da Rosa (PSD), ocupou a tribuna logo após o peemedebista e foi o primeiro a rebater as declarações. 'O vereador Rodrigo VT botou nariz vermelho, nariz de palhaço, e veio para esta tribuna. Já falei que a gente precisa manter o respeito nesta Casa. Só vamos mudar o país com ordem. Com bagunça e defendendo o anarquismo não se vai a lugar algum', disparou. Rech também reclamou do fato de Rodrigo VT ter ido para as redes sociais divulgar informações a respeito de uma proposição sua, que trata da proibição de ciclistas e skatistas de circularem sobre as calçadas. 'Mal protocolei o projeto e já começaram a polemizar. É uma questão de segurança, não tenho nada contra ninguém', afirmou.

''Eu teria vergonha de pregar moral de cueca''

No seu espaço, o líder de governo na Câmara, Ezequiel Stahl (PTB), afirmou que teria outros assuntos para abordar, mas não poderia deixar de se manifestar a respeito das declarações do colega vereador. Primeiro, destacou medidas de economia adotadas pela Administração, como extinção da Secretaria de Governo e de outros cargos do organograma público, além de negociações envolvendo fornecedores e aluguéis que também viabilizaram a queda de despesas.

Depois, partiu para o contragolpe: 'Eu teria vergonha de dizer uma coisa dessas, ainda mais que ele é uma pessoa que dizia nas redes sociais que jamais se filiaria a um partido político, porque nenhum representava ele. Agora está aí, filiado ao partido que está destruindo o país. Eu teria vergonha de pregar moral de cueca. Depois fica postando videozinho nas redes sociais'.

PRESIDENTE - Até o presidente do Legislativo, Gilberto dos Santos (PTB), que normalmente prefere ficar de fora das polêmicas, lamentou a postura do peemedebista. 'Não esperava que o Rodrigo VT ia agir dessa forma. Ainda acordamos cinco minutos para os suplentes, para que tivessem mais tempo (os demais vereadores falaram apenas três minutos), mas isso foi realmente uma vergonha para esta Casa', disse o petebista.

 

Fonte: Jornal Folha do Mate
Créditos: Carlos Dickow

voltar para Notícias - Geral

left show fwB tsN|left tsN fwB|left show tsN fwR|c05||skype_c2c_logo_img|news login uppercase c05 b01 bsd|fsN uppercase c05 fwB sbss|fwR c05 uppercase b01 bsd|login news uppercase b01 bsd fsN tsN fwB c15|tsN fwR uppercase c05|fwR c05 uppercase|content-inner c05||