Notícias - Polícia

Polícia quer saber se quadrilha presa em Boqueirão tem envolvimento com outros roubos em Venâncio

Publicado em 11/01/2018 às 10h21

Agentes da Polícia Civil vão investigar para saber se a quadrilha presa na madrugada da quarta-feira, em Boqueirão do Leão, suspeita de ter assaltado nove pessoas, no bairro Santa Tecla, em Venâncio Aires, está envolvida em outros crimes no município. Os presos têm antecedentes por assaltos, furtos, tráfico de drogas e receptação e a maioria já esteve presa.

A suspeita dos policiais é de que alguns deles possam estar envolvidos em assaltos a estabelecimentos comerciais praticados em Venâncio, já que dois são moradores do município. Com o bando foram apreendidos dois veículos - um que havia sido roubado -, três revólveres, uma garrucha e outros pertences das vítimas, assaltadas no bairro Santa Tecla.

Os agentes já sabem que um revólver é furtado e busca identificar a procedência das demais armas. Foram presos Tiago Rikael Becker da Rosa, 22 anos, apontado pela polícia como líder do bando; Davi Raniel de Moraes, 19 anos, com quem foram apreendidos dois revólveres, a garrucha, sete celulares e dinheiro; Juliano Oliveira da Luz, que estava com um revólver calibre 32; e Douglas Santos da Silva, 21 anos. Todos foram autuados em flagrante, por assalto, e encaminhados à Penitenciária Estadual de Venâncio Aires (Peva). Um adolescente, de 17 anos, foi apreendido e levado à Fase, em Porto Alegre.

 

Fonte: Jornal Folha do Mate
Créditos: Alvaro Pegoraro

 

Compartilhar

Polícia suspeita que foi usado gasolina para queimar homem, no centro de Venâncio

Publicado em 10/01/2018 às 14h52

Morte de um homem, em Venâncio Aires que, oficialmente, ainda não teve a identidade comprovada, foi praticada com requintes de crueldade. A descoberta foi feita pelos agentes do Setor de Investigações (SI) da Polícia Civil, que trabalham com o nome de um suspeito de 42 anos e que já foi ouvido na Delegacia de Polícia. Ele confirmou que conhecia a vítima e que esteve com ela no dia do fato. No entanto, negou qualquer envolvimento na sua morte.

Na última segunda-feira, à tarde, o suspeito do crime - que tem a identidade preservada - foi ouvido. O homem, que não é morador de rua, permanente, mas que esporadicamente passava dias e noites na rua, ingerindo bebida alcoólica com um grupo de pessoas - a vítima seria uma delas -, confirmou que esteve com ela na garagem onde tudo aconteceu, na rua Voluntários da Pátria, esquina com a Visconde do Rio Branco.

Isso já era de conhecimento dos agentes do Setor de Investigações (SI), que obtiveram imagens e um depoimento afirmando que o suspeito e a vítima foram vistos entrando na garagem, na noite do dia 23 de dezembro de 2017. A mesma imagem mostra que momentos depois só o suspeito sai do local. Na sequência surgem as chamas e o Corpo de Bombeiros é acionado, controla o fogo e encontra um corpo completamente carbonizado. O suspeito declarou que só soube do incêndio e de que havia um corpo no local, no dia seguinte.

Gasolina
Para o inspetor Paulo Ullmann, o autor do crime usou material inflamável para queimar o corpo da vítima. "Ainda não sei o que é, mas a principal suspeita é de que tenha sido gasolina", explica o chefe do SI, revelando que há fortes indícios apontando nesta direção. Inclusive, uma pessoa já foi ouvida e confirmou que naquela noite vendeu um galão de gasolina para um homem, mas ele não recorda com precisão se esta pessoa é o suspeito da Polícia.

A se confirmar, este caso se assemelha a um crime registrado há mais de 13 anos, em Venâncio Aires. Naquela oportunidade, um jovem de 21 anos estuprou, matou e depois ateou fogo no corpo de uma menina, de apenas 10 anos. O caso só foi desvendado depois que um frentista confirmou à Polícia Civil que vendeu um 'litrão' com gasolina para o suspeito. O corpo foi encontrado distante cerca de dois quilômetros de onde sumiu, dentro da mata, às margens da RSC-453. Pelo crime, Thomé José Noll, que hoje tem 34 anos, foi condenado há 28 anos e seis meses de reclusão.

Morto antes
Para o chefe do SI, a vítima [no caso o homem queimado] foi morta ou estava desacordada, antes de ter o corpo queimado. Ullmann menciona que não havia material de fácil combustão dentro da garagem onde tudo aconteceu e que não queimaria tão depressa, se não fosse o uso de algo inflamável. "Por isso que o corpo estava naquela posição e queimou tão rápido, a ponto de atingir as madeiras do telhado, que desabou", explica. Caso estivesse vivo ou consciente, segue o policial, a vítima tentaria sair daquele local.

Afora estas provas contundentes, o chefe do setor de Investigações (SI) tem o relato de uma testemunha ocular. Ela viu o suspeito chegando no local e empurrando uma bicicleta, juntamente com a vítima, e depois saindo sozinho. Instantes depois as chamas foram vistas e o Corpo de Bombeiros foi acionado.

A vítima teve o corpo queimado a ponto de se suspeitar que possa ter tido braços e pernas amputados. "Acho que isso não aconteceu e que os membros foram queimados. Mas isso só a perícia vai comprovar, assim como a verdadeira causa da morte", mencinou Ullmann.

DNA
Apesar das evidências e até do depoimento do suspeito do crime, o delegado Felipe Staub Cano aguarda o resultado do exame de DNA para ter certeza da identificação da vítima. Um familiar de Daniel Luís Leissmann, 53 anos, que está desaparecido desde o dia 22 de dezembro - um dia antes do fato - esteve na Delegacia de Polícia, prestou depoimento e foi ao Departamento Médico Legal (DML) de Santa Cruz do Sul coletar material genético.

No relato, o familiar disse que Leissmann era alcoólatra e que apesar de ter casa para morar, preferia estar na rua, bebendo com os conhecidos. Entre eles, o suspeito do crime.

Enquanto não é divulgado o resultado do DNA, o corpo segue no setor refrigerado do DML.

 

Fonte: Jornal Folha do Mate
Crédito: Alvaro Pegoraro

Compartilhar

Brigada Militar prende quadrilha que rendeu grupo de amigos em Venâncio Aires

Publicado em 10/01/2018 às 14h46

Cinco homens foram presos nesta quarta-feira, 10, em Boqueirão do Leão. Segundo a Brigada Militar do município, trata-se da quadrilha que rendeu nove pessoas em assalto no bairro Santa Tecla, na noite de ontem. O grupo roubou um veículo, cerca de R$ 7 mil e celulares. Os presos são Davi Raniel de Moraes, Douglas Santos Silva, Tiago Michael Becker da Rosa e Gesiel da Cunha Wedir. O quinto preso foi identificado apenas como Juliano, até o momento. As idades também não foram informadas. 
O trabalho começou por volta de 00h45. Informados por equipes de Venâncio Aires sobre a possível fuga em direção a Boqueirão do Leão – rastreada através de um dos celulares –, PMs organizaram uma barreira e abordaram os bandidos. O grupo estava dividido. Havia quatro homens na Nissan Kicks roubada e um quinto bandido em um Gol, que deu apoio ao assalto. 

A SUV furou o bloqueio, mas o Gol foi abordado e um homem foi preso. 

Na sequência, depois de receber denúncias anônimas, a Brigada prendeu mais dois homens em uma casa noturna na Vila Nova. O veículo foi recuperado no local. A quarta prisão ocorreu na divisa entre Boqueirão do Leão e Gramado Xavier, onde um dos bandidos foi abordado caminhando por uma estrada. O quinto membro da quadrilha foi preso no início da manhã na estrada que liga Vila Nova ao centro de Boqueirão. 

Segundo informações preliminares da BM, além das cinco prisões, foram recuperados dois veículos, pelo menos quatro armas de fogo, dinheiro e celulares. A ocorrência está em andamento e será registrada na Delegacia de Polícia de Venâncio Aires.

Mais detalhes em: http://www.asuaradio.com.br/noticias/01-2018/6860-quadrilha-rende-nove-pessoas-em-assalto-no-bairro-santa-tecla

 

Fonte: Rádio Terra FM
Créditos: Adriano Claudino
Foto: Adriano Ellwanger / Portal Clic Boqueirão

Compartilhar

Polícia apreende carro clonado usado em assaltos na região

Publicado em 09/01/2018 às 11h31

Está recolhido o automóvel usado em um assalto, praticado dia 30 de dezembro, contra um estabelecimento comercial, no centro de Venâncio Aires. O Prisma branco foi recolhido pela Polícia Civil de Santa Cruz do Sul, depois de ter se envolvido em um assalto, em Rio Pardo. O carro é clonado.

Segunda-feira, agentes da PC de Rio Pardo buscaram informações sobre a dupla que praticou o assalto em Venâncio Aires. Armados e de touca ninja, os dois indivíduos roubaram uma quantia em dinheiro e fugiram com o Siena, que estava estacionado quase em frente ao estabelecimento atacado. Os agentes do Setor de Investigações (SI) analisaram imagens de câmeras de segurança e suspeitam que os assaltantes sejam de outro município.

Depois do ataque em Venâncio, a dupla usou o Siena para assaltar um estabelecimento, em Rio Pardo. Na sequência dos fatos, o carro foi apreendido, mas a dupla fugiu, sem ser identificada. Pelo chassi do Prisma, os policiais descobriram que ele era furtado e que o verdadeiro pertencia a um morador de Cachoeira do Sul, mas está à venda em uma revenda, de Santa Cruz do Sul.

 

Fonte: Jornal Folha do Mate
Créditos: Alvaro Pegoraro

Compartilhar

Mulher de 40 anos fica ferida em acidente no centro da cidade

Publicado em 05/01/2018 às 17h47

Acidente deixou uma mulher ferida por volta das 12h desta sexta-feira, no cruzamento das ruas Jacob Becker e Felix da Cunha, a esquina do INSS. Colidiram uma CG 125 e um Gol. 

Ficou ferida a motociclista identificada pela Brigada Militar como Adriana Rodrigues Pereira, 40 anos. Ela foi atendida pelo SAMU que informou que ela teve ferimentos leves. A mulher foi levada ao Hospital São Sebastião Mártir, de onde teve alta ainda ao longo da tarde. 

 

Fonte: Rádio Terra FM
Créditos: Eduarda Luiza Wenzel / Felipe Kroth

Compartilhar

Bombeiros atendem a 14ª queima de estufa da atual safra, no interior de Venâncio

Publicado em 05/01/2018 às 17h45

Corpo de Bombeiros de Venâncio Aires atendeu uma queima de estufa de tabaco, na manhã desta sexta-feira, na localidade de São Miguel, em Vila Santa Emília. O fogo consumiu uma estufa na propriedade de Altair Sell.

Os bombeiros apuraram que foram perdidas cerca de 460 varas que estavam secando. Ninguém se feriu.

Com este caso, sobre para 14 o número de estufas queimadas na atual safra. No ano passado foram registrados 17 casos, sendo o último no dia 28 de fevereiro.

 

Fonte: Jornal Folha do Mate
Créditos: Alvaro Pegoraro 

Compartilhar

Polícia Civil apreende plantação de maconha no centro de Venâncio

Publicado em 05/01/2018 às 15h55

Alguns pés da droga têm cerca de um metroAgentes da Polícia Civil apreenderam, por volta das 10h desta sexta-feira, uma plantação de maconha. A droga estava dentro de baldes e vasos plásticos, nos fundos do terreno de uma casa, na avenida Ruperti Filho, no centro de Venâncio Aires.

Segundo o inspetor Paulo Ullmann, foram apreendidos 15 pés da droga, alguns deles já com  cerca de um metro de altura. A maconha foi plantada por um rapaz, que a cultivava nos fundos do terreno onde os avós residem. Ele já vinha sendo investigado, mas não foi encontrado em casa.

 

Fonte: Jornal Folha do Mate
Créditos e foto: Alvaro Pegoraro

Compartilhar

Brigada de Venâncio recupera caminhonete roubada

Publicado em 04/01/2018 às 10h59

Caminhoonete estava no bairro Coronel BritoGuarnição da Brigada Militar de Venâncio Aires recuperou, por volta das 20h40min desta quarta-feira, uma caminhonete roubada. Segundo informações da capitão Michele da Silva Vargas, a Toyota Hilux branca, placas JAM-2507, foi roubada na tarde desta quarta-feira, na altura do km 08 da RSC-453. A BM fez buscas e encontrou a caminhonete na rua Gastão Guedes, próximo ao número 2201, no bairro Coronel Brito. Ela foi roubada do pátio de uma empresa, localizada às margens da rodovia, na localidade de Linha Travessa. A BM faz buscas aos ladrões.

 

Fonte: Jornal Folha do Mate
Crédito: Alvaro Pegoraro

Compartilhar

Aposentados têm casa invadida por bandidos no interior

Publicado em 03/01/2018 às 11h29

Bandidos atacam casal de moradores do interior de Venâncio Aires. O crime ocorreu entre 21h30 e 22h30 desta terça-feira, 2, nas imediações do mercado Friedrich, em Vila Arlindo. A Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) fez o registro do fato. 

Segundo a polícia, dois homens chegaram à casa dos aposentados em uma moto. Eles assistiam TV e foram surpreendidos. Os bandidos usavam capuz e capacete para esconder o rosto. Ao menos um deles estava armado com um revólver. 

A dupla exigiu dinheiro, armas e joias. As vítimas alegaram que levam uma vida humilde e não tinham muito a entregar. Os bandidos fugiram levando cerca de R$ 380 e dois telefones. Antes, trancaram o casal em um quarto. 

As vítimas logo se libertaram e pediram auxílio de vizinhos para chamar a Brigada Militar. Os aposentados não foram feridos.

 

Fonte: Rádio Terra FM
Créditos: Adriano Claudino

Compartilhar

Foragido do presídio de Santa Cruz se apresenta na DPPA de Venâncio

Publicado em 02/01/2018 às 17h46

Santos é suspeito de um latrocínioAcompanhado pela mãe e um advogado, um foragido do Presídio Regional de Santa Cruz do Sul se apresentou, na manhã desta terça-feira, na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) de Venâncio Aires. João Paulo de Lima dos Santos, 19 anos, disse que estava escondido na casa da sua mãe, que reside município. Ele é um dos 26 homens que fugiu daquela casa prisional, no dia 17 de novembro passado. Santos, que é suspeito do envolvimento em uma tentativa de latrocínio contra um taxista, em Santa Cruz do Sul - a vítima foi ferida com golpes de faca, mas sobreviveu -, foi encaminhado à Penitenciária Estadual de Venâncio Aires (Peva).

Santos foi preso em 14 de agosto do ano passado, suspeito de uma tentativa de latrocínio.

Fonte: Jornal Folha do Mate
Créditos e foto: Alvaro Pegoraro

Compartilhar

left show fwB tsN|left tsN fwB|left show tsN fwR|c05||skype_c2c_logo_img|news login uppercase c05 b01 bsd|fsN uppercase c05 fwB sbss|fwR c05 uppercase b01 bsd|login news uppercase b01 bsd fsN tsN fwB c15|tsN fwR uppercase c05|fwR c05 uppercase|content-inner c05||