Gestores da Capital do Chimarrão participam de lançamento do projeto Internet para todos

Publicado em 19/01/2018 às 17h08

Foi lançado na manhã desta sexta-feira, 19, em solenidade na sede do Governo do Rio Grande do Sul, o programa Internet para Todos, que tem o objetivo de levar banda larga à população que não tem acesso. O lançamento contou com a presença de várias lideranças dos municípios gaúchos, como o Prefeito Giovane Wickert e o Vice-Prefeito Celso Krämer que estiveram presentes, acompanhados pelo Secretário do Desenvolvimento Econômico e Turismo Nelsoir Battisti.

O Ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, participou da cerimônia de apresentação junto ao Governador José Ivo Sartori e ao Senador Lasier Martins, deputados Federais e Estaduais além de outras autoridades.

O serviço de internet banda larga será repassado aos municípios por meio de antenas que serão instaladas nas localidades, por empresas prestadoras de internet. Conforme o governo, os preços serão abaixo do valor de mercado. Venâncio Aires, já assinou o termo de participação e será um dos 300 municípios do país integrantes do projeto, os demais municípios gaúchos que tiverem interesse em aderir ao programa podem se candidatar, a instalação dos equipamentos deve começar ainda no primeiro semestre deste ano. "Foi um investimento de quase R$ 3 bilhões para a implantação desse programa e caberá aos municípios selecionar essas localidades para que se possa fazer essas instalações", disse o ministro.

Internet para Todos
Assim como os municípios interessados, empresas prestadoras de internet banda larga devem se credenciar junto ao Ministério. As prefeituras serão responsáveis pela indicação dos lugares passíveis de atendimento e a área de colocação dos equipamentos. A administração municipal também deve aprovar, junto à Câmara de Vereadores, a isenção do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS) de todas as atividades ligadas ao programa. A segurança do local onde ficará o equipamento e a energia também é de responsabilidade da prefeitura. As empresas habilitadas e a Telebrás, que participa com a infraestrutura e com o satélite geoestacionário de defesa e comunicações estratégicas (SGDC), devem instalar as antenas que permitem o acesso aos serviços.

O satélite é responsável por prover a conexão especialmente nas regiões mais remotas. Lançado em 4 de maio de 2016, o equipamento tem capacidade para cobrir todo o território brasileiro, segundo o Ministério. O projeto é fruto de parceria entre o Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações e o Ministério da Defesa, com investimentos estimados em R$ 3 bilhões. A previsão é que ele seja operacional pelo período de 18 anos.

 

Fonte: PMVA

voltar para Notícias - Prefeitura

left show fwB tsN|left tsN fwB|left show tsN fwR|c05||skype_c2c_logo_img|news login uppercase c05 b01 bsd|fsN uppercase c05 fwB sbss|fwR c05 uppercase b01 bsd|login news uppercase b01 bsd fsN tsN fwB c15|tsN fwR uppercase c05|fwR c05 uppercase|content-inner c05||