Município utiliza mais de R$800 mil de recurso próprio para pagar atrasado do Estado com a UPA

Publicado em 28/03/2019 às 07h35

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Venâncio Aires presta um serviço enorme a comunidade. São milhares de atendimentos ao mês que garantem qualidade e segurança aos Venâncio-airenses. Para garantir o trabalho, a Administração Municipal vem aportando nos últimos meses a fatia de recursos do Governo Gaúcho, que continua com problemas no pagamento para o SUS. 

Nesta semana, a soma chegou a R$270 mil, referentes aos primeiros meses do ano de 2019. Somando ao que a Prefeitura pagou no ano passado,  o valor ultrapassa R$800 mil. A manutenção da UPA é feita de forma integrada entre União, Governo do Estado e Prefeitura. Conforme a direção da Unidade, desde 2014 quando foi inaugurada, as parcelas do Governo Federal e da Prefeitura nunca atrasaram nem um dia, porém o Governo Gaúcho vem pagando de forma irregular, deixando às vezes por meses as parcelas em aberto. 

A explicação é do Coordenador da UPA Rodrigo da Silva, que afirma que sem o auxílio da Prefeitura, que paga a sua parcela mais a do Estado, seria impossível manter o atendimento de forma integral e com qualidade. Mensalmente a União envia R$170 mil, o Município aporta R$ 144 mil e o Estado tem como parcela R$135 mil. “Desde a metade do Governo Sartori os pagamentos do Estado ocorrem de forma irregular, às vezes passa mais de dois meses sem ser depositado recurso algum. O início do Governo Leite também não foi regularizado e se não houvesse este entendimento da Prefeitura e o aporte das parcelas do Estado, não teríamos condições de manter o atendimento regular”. 

O pagamento das parcelas do Estado, tanto de 2018 quanto as de 2019, somam esforços de diversos setores do Governo Municipal. Para o Secretário Ramon Schwengber garantir o atendimento aos usuários do SUS e a comunidade em geral é prioridade, mas ele salienta que é um esforço grande que a Secretaria faz para pagar a conta que não é do Município. “Estamos reunindo esforços e recursos para garantir o atendimento da UPA. Não podemos deixar que o serviço deixe de ser prestado aos nossos usuários, mas sabemos que ficar adiantando a parte do Estado, tanto para o Hospital quanto para a UPA, nos causa efeitos colaterais. Estamos tirando recursos nossos para pagar a conta do Governo Gaúcho”, destaca. 

A UPA localizada no Bairro Cruzeiro tem uma média de 4 mil e 500 atendimentos ao mês, conforme Silva o mês de agosto de 2018 superou os 5 mil e 400 procedimentos, no ano todo foram 55 mil 287 atendimentos. Já neste mês de março a média está em 160 procedimentos por dia. A Unidade atende 24horas, sete dias por semana e possui 60 funcionários, além de um corpo clínico de 35 profissionais médicos.

 

Fonte: PMVA
Créditos: Adriene Antunes

voltar para Notícias - Prefeitura

left show fwB tsN|left tsN fwB|left show tsN fwR|c05||skype_c2c_logo_img|news login uppercase c05 b01 bsd|fsN uppercase c05 fwB sbss|fwR c05 uppercase b01 bsd|login news uppercase b01 bsd fsN tsN fwB c15|tsN fwR uppercase c05|fwR c05 uppercase|content-inner c05||