Sebastião Antônio Lopes agora é nome de rua no Bairro Santa Tecla

Publicado em 21/11/2017 às 16h32

Na noite desta segunda-feira, dia 20, foi aprovado por unanimidade o projeto de autoria do vereador Adelanio Ruppenthal (PSB) que denomina de rua Antônio Sebastião Lopes, o trecho no bairro Santa Tecla, que vai da ERS 422 até a entrada dos Renz.

Familiares do homenageado prestigiaram a sessão. Os filhos Neri Ademar Lopes, Nelcinda Hermes e Vilson Antônio Lopes, acompanhado pela esposa Claudete Bencke.

Durante a votação, os vereadores Sandra Wagner (PSB), Clécio Espíndola (PTB) e Izaura Landim (PMDB) ressaltaram o papel de Lopes na comunidade.

O vereador Clécio Espíndola enalteceu o trabalho desenvolvido por Lopes enquanto trabalhou no Daer.

A vereadora Izaura e também o vereador Adelanio ainda lembraram da importância da denominação de ruas, já que esta é uma das atribuições dos vereadores para que melhorem serviços como entrega de correspondências e referências para os moradores.

Antônio Sebastião Lopes
Foi funcionário do DAER durante 35 anos, nasceu no dia 19 de Julho de 1912, cresceu no Bairro Santa Tecla, casou-se com Edila Guterres Lopes, após o casamento, Antônio e Edila mudaram-se para Linha Brasil onde viveram por um período de 2 anos, após passaram a viver em Arroio Grande para mais tarde retornarem para o Bairro Santa Tecla.

Antônio foi membro fundador da Comunidade Católica Santa Tecla e membro da diretoria da Sercsate (Associação Esportiva Recreativa e Cultural Santa Tecla). Durante seu período no Daer, a manutenção das estradas era realizada de forma diferente da atual, existia apenas um caminhão e uma patrola, porém a maior parte do trabalho era realizada com pás, picaretas e carrinhos de mão, devido à dificuldade de deslocamento na época, muitas vezes chegava a ficar mais de um mês fora de casa, mas mesmo assim lutava diariamente para melhorar as estradas da região, inclusive a ERS-422. Diante das dificuldades, criou oito filhos, que se chamam, Nestor, Nelsinda, Nilton, Neri, Paulo, Vilson, Vera e Clécio, mas apesar dos módicos salários, formou dentre seus 8 filhos, 3 professores, após teve 18 netos e 1 bisneto. Antônio faleceu no dia 12 de fevereiro de 1982.

 

Fonte: PMVA

voltar para Notícias - Prefeitura

left show fwB tsN|left tsN fwB|left show tsN fwR|c05||skype_c2c_logo_img|news login uppercase c05 b01 bsd|fsN uppercase c05 fwB sbss|fwR c05 uppercase b01 bsd|login news uppercase b01 bsd fsN tsN fwB c15|tsN fwR uppercase c05|fwR c05 uppercase|content-inner c05||