Show do Nenhum de Nós marca 20ª edição da Feira do Livro

Publicado em 25/06/2019 às 07h36

Um mundo de cultura, leitura e diversão estará disponível no Parque do Chimarrão em agosto. A 20ª edição da Feira Municipal do Livro contará com novidades e uma delas será o show nacional da Banda Nenhum de Nós, grupo do Patrono do evento Thedy Corrêa. 

A organização anunciou oficialmente a programação na quarta-feira, 19, através da Fanpage do evento. O show ocorrerá no sábado, 24, e deverá levar centenas de pessoas para a Feira. 

A 20ª edição ocorre dos dias 22 a 25 de agosto no Ginásio de Exposições do Parque do Chimarrão com entrada franca. 



Nenhum de Nós (Com dados do Wikipédia) 

Nenhum de Nós é uma banda de rock brasileira, formada em 1986 na cidade de Porto Alegre, no estado do Rio Grande do Sul, a banda foi formada pelos músicos Thedy Corrêa, Carlos Stein, Sady Homrich, Veco Marques e João Vicenti.



início (1986 - 1987)

Sady Homrich e Carlos Stein se conheceram nos tempos da primeira série escolar, mais tarde, na 5º série, conhecem Thedy Corrêa. Na faculdade, Stein foi um dos fundadores do grupo Engenheiros do Hawaii. Depois de dois shows, saiu para formar o Nenhum de Nós com Corrêa e Homrich. Após algum tempo, foram chamados para abrir um espetáculo do DeFalla na Sociedade dos Amigos da Praia do Imbé (SAPI).[1] Antônio Meira, produtor, gostou da música dos jovens e eles, então, assinaram com a BMG Ariola e gravaram seu primeiro álbum. O disco, homônimo, foi lançado em 1987 e vendeu 30.000 cópias.


Sucesso nacional (1988 - 1993)

Em 1988, a música de trabalho do primeiro disco, Camila, Camila torna-se um hit nacional, chegando ao 3° lugar na parada brasileira. O sucesso promoveu novos shows no Rio de Janeiro e em São Paulo e o lançamento do 2° álbum. Cardume, produzido por Reinaldo Barriga,[3] foi lançado em Março de 1989 e vendeu 250.000 cópias, garantindo à banda seu primeiro disco de ouro. No álbum está incluída Astronauta de Mármore, versão da música Starman de David Bowie, que foi a música nacional mais tocada naquele ano.

1990 é marcado pela entrada do guitarrista Veco Marques. O 3° álbum da banda é lançado nesse mesmo ano, Extraño, com fortes influências da música gaúcha, com a participação de Luiz Carlos Borges A canção Extraño ganha clipe de grande repercussão para época. A canção Sobre o Tempo é incluída na trilha sonora da telenovela Barriga de Aluguel, da Rede Globo e ganha clipe especial do Fantástico (assim como O Astronauta de Mármore), alavancando as vendas do álbum, que chegou à 50.000 cópias vendidas. Em 1991, se apresentam no Rock in Rio II, no penúltimo dia do festival, marcando a entrada de João Vicenti como músico convidado.

Em Junho do ano seguinte, é lançado o quarto álbum de estúdio da banda, também homônimo, com influências do pop da década de '70. O videoclipe de um dos singles do álbum, Ao Meu Redor, é eleito o melhor do Brasil pela votação do público na MTV e a banda vai para Los Angeles, representar o Brasil no MTV Video Music Awards 1992. Ainda neste álbum, está incluída uma versão da música Sangue Latino (do grupo Secos e Molhados) que ganhou uma versão dance que tocou nas rádios do país inteiro e também Jornais, que teve um clipe de muito sucesso no Top 20 Brasil, da MTV.

Rescindido o contrato com a BMG, a banda começa um novo projeto e passa o ano de 1993 entre os shows da turnê do quarto álbum e a composição de um novo trabalho. 



Fase independente (1994 - presente)

Em 1994, é lançado o primeiro álbum ao vivo do Nenhum de Nós, Acústico ao Vivo, gravado no Theatro São Pedro, em Porto Alegre, em março de 94. Garantiu à banda seu segundo disco de ouro. Esse álbum foi relançado em CD, em 2012. A canção Diga a Ela foi lançada como single do álbum e ganhou um videoclipe ao vivo de alta rotação na MTV. Em 1996, é lançado pela Velas o 5° disco da carreira da banda. É o primeiro em que João Vicenti é reconhecido como membro oficial da banda. Mundo Diablo conta com parcerias com Edgard Scandurra (Ira!), Herbert Vianna (Paralamas do Sucesso), Flavio Venturini (14 Bis) e Fito Paez. Em 1997, a banda se apresenta, dia 1 de Fevereiro, no festival Planeta Atlântida, que naquele mesmo dia contou também com Skank. Enquanto isso, o clipe de Vou Deixar Que Você se Vá fica em 1° lugar no Disk MTV.

Em Dezembro de 1998 sai Paz e Amor, produzido por Sacha Amback. O álbum tem influência do novo rock inglês e tem elementos de música eletrônica. No início de 2000, sai o álbum Onde Você Estava em 93?,[11] que foi gravado em 1993, mas só foi lançado pela ACIT em 2000, pois a BMG havia rejeitado-o por ser 'não-comercial'. No dia 5 de Janeiro de 2001 é lançado Histórias Reais, Seres Imaginários, álbum muito bem recebido pelo público e que ainda garantiu um clipe para Amanhã ou Depois,[13] música que ficou semanas nas paradas do Brasil inteiro e marcou a volta da banda para palcos não-sulistas. Em 2003, é lançado o segundo álbum ao vivo da carreira da banda. Acústico ao Vivo 2 é o registro dos sucessos da banda, pela segunda vez, no Theatro São Pedro. Assim como o primeiro, vendeu 100.000 cópias, garantindo à banda seu terceiro disco de ouro. Em 2005, é lançado Pequeno Universo, com 11 músicas originais inéditas e 2 releituras, Eu e Você Sempre (Jorge Aragão) e Raquel (Jorge Drexler).

Após o lançamento dos álbuns ao vivo A Céu Aberto e Paz e Amor Acústico, o Nenhum de Nós sai de um hiato de 6 anos sem novas composições para lançar Contos de Água e Fogo em 2011, álbum que conta a participação de Duca Leindecker e Leoni.

Em 2015 a banda lança o álbum "Sempre É Hoje" que tem como singles: "Milagre" e "Foi Amor" (que conta com a participação da cantora Roberta Campos).[19] Em 2018 lançaram o EP Doble Chapa com seis faixas. 

Com 32 anos de carreira, a banda já fez mais de 2000 shows e vendeu mais de 3,5 milhões de discos.

 

Fonte: PMVA
Créditos: Adriene Antunes 

voltar para Notícias - Prefeitura

left show fwB tsN|left tsN fwB|left show tsN fwR|c05||skype_c2c_logo_img|news login uppercase c05 b01 bsd|fsN uppercase c05 fwB sbss|fwR c05 uppercase b01 bsd|login news uppercase b01 bsd fsN tsN fwB c15|tsN fwR uppercase c05|fwR c05 uppercase|content-inner c05||