Tampas Plásticas viram moeda de troca e beneficiam entidades

Publicado em 04/06/2019 às 13h34

A rotina diária de qualquer pessoa atualmente é cercada por embalagens. Seja o creme dental, o shampoo, a margarina do café da manhã ou até a água que acompanha durante todo o dia. A maioria destes recipientes possuem tampas plásticas e estes materiais são moeda de troca que beneficiam 13 entidades, somente no Município de Venâncio Aires.  

Para que a tampa que fecha aquela garrafinha vire dinheiro para auxiliar entidades assistenciais, escolas e hospitais, surgiu o programa Tampinha Legal. Liderado no Município pela empresa América Tampas em parceria com a Secretaria de Meio Ambiente, o projeto visa beneficiar com recursos financeiros, as participantes, que recolhem tampas plásticas ajudando na sustentabilidade e ainda proporcionando que o material seja novamente utilizado pelo mercado.  

Para participar do programa, a entidade interessada deve se cadastrar no site (https://tampinhalegal.com.br/web/cadastre-sua-entidade/ ) e após a aprovação a instituição já poderá iniciar a campanha de recolhimento dos objetos. Para se beneficiar dos recursos obtidos da venda das tampinhas, as entidades precisam ter toda documentação em dia como CNPJ e conta bancária de pessoa jurídica, além de justificar o trabalho socioambiental que desenvolve e rotineiramente, relatando ainda o destino dos recursos financeiros obtidos através do Tampinha Legal.

Conforme a Coordenadora do Programa da America Tampas, Carina Krainovic, atualmente é enviado para a indústria de reciclagem cerca de 14 toneladas de tampinhas todo o mês, o que significa aproximadamente 7 milhões e 790 mil tampas plásticas. “O Tampinha Legal cresce vertiginosamente. Assim como vem evoluindo em todas as regiões, estimamos que haja cada vez mais um melhor engajamento da cidade à medida que mais entidades assistenciais e escolas se engajem. É muito importante que todos os segmentos e setores participem para aumentarmos os níveis de esclarecimento quanto ao destino adequado aos resíduos plásticos fomentado a economia circular em um formato lúdico, alegre, dinâmico e interativo. Desta forma, todos fazem o bem sendo solidários”, pontua Carina. 



Procedimentos de entrega

Após recolher as tampas nos pontos de coleta as entidades devem separá-las por cor e ensacá-las limpas no padrão estabelecido pelo Tampinha Legal. Feito este processo, devem agendar a entrega na Empresa America Tampas através do login no sistema de gerenciamento de dados em que estão cadastradas. Os valores correspondentes ao peso do material entregue é depositado diretamente pelo reciclador na conta bancária da entidade. 

 

Pontos de Coleta

Empresas que queiram participar como ponto de coleta podem entrar em contato diretamente com a entidade assistencial de sua preferência (o site do Tampinha Legal disponibiliza a lista de entidades assistenciais cadastradas no link https://tampinhalegal.com.br/web/conheca-as-entidades/) ou se cadastrar diretamente através do site. 

Para participar como ponto de coleta a empresa deve fazer o cadastro pelo site no link ( https://tampinhalegal.com.br/web/cadastre-ponto-de-coleta/). O ponto ficará disponível em uma lista de pontos de coleta disponíveis para que alguma entidade assistencial possa adotá-lo.


Histórico

O Tampinha Legal é o maior programa socioambiental de caráter educativo de iniciativa da indústria de transformação do plástico da América Latina.
Lançado em 2016 na segunda edição do Congresso Brasileiro do Plástico (CBP), propõe ações modificadoras de comportamento de massa através do fomento e incentivo da coleta de tampas de plástico.


Canudinho Legal

Maior programa socioambiental de caráter educativo de iniciativa da indústria de transformação do plástico na América Latina, o Tampinha Legal lançou uma nova ação para contribuir ainda mais com a Economia Circular e proporcionar que entidades assistenciais obtenham mais recursos financeiros: o Canudinho Legal. 

A partir de agora, a coleta de canudinhos plásticos poderá ser realizada por todas as entidades assistenciais cadastradas, fomentando para a conscientização quanto à destinação correta do material plástico.

Confeccionado em polipropileno (PP), mesmo material das tampinhas, o canudinho plástico é comum e acessível para toda a sociedade. Assim como diversos outros materiais, não apenas plásticos, a destinação adequada para reciclagem pode transformá-lo em matéria prima novamente. O canudinho é um material 100% reciclável, assim como todo plástico. Sustentabilidade social, ambiental e econômica são atitudes de sociedades alinhadas com o mundo moderno. 
Além de ser um material reciclável, o canudo plástico é um importante aliado da saúde, pois auxilia pessoas com deficiências múltiplas, vítimas de AVC ou pós-operadas na ingestão de alimentos. 

A partir da coleta dos canudinhos, cada entidade assistencial cadastrada poderá transformar o material em recursos financeiros para cobrir parte das despesas da instituição. 

 

Fonte: PMVA
Créditos: Adriene Antunes

voltar para Notícias - Prefeitura

left show fwB tsN|left tsN fwB|left show tsN fwR|c05||skype_c2c_logo_img|news login uppercase c05 b01 bsd|fsN uppercase c05 fwB sbss|fwR c05 uppercase b01 bsd|login news uppercase b01 bsd fsN tsN fwB c15|tsN fwR uppercase c05|fwR c05 uppercase|content-inner c05||