Venâncio Aires oferece práticas integradas e complementares através do SUS

Publicado em 25/04/2018 às 17h20

A terapia ocupacional é uma profissão da área da saúde que promove prevenção, tratamento e reabilitação de indivíduos portadores de alterações cognitivas, afetivas, perceptivas e psico-motoras, decorrentes ou não de distúrbios genéticos, traumáticos ou de doenças adquiridas por meio da utilização da atividade humana como base de desenvolvimento de projetos terapêuticos específicos.

Em 2006, quando foi criada a Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC) eram ofertados apenas cinco procedimentos no país. Após 10 anos, em 2017, foram incorporadas 14 atividades, chegando as 19 práticas. Agora em 2018 este número já chega a 29 procedimentos.

Venâncio Aires conta com as Práticas Integradas e Complementares (PICS) do SUS desde março de 2017. O projeto piloto foi implementado na Unidade Básica de Saúde do Tabalar, a terapia oferecida é o Reiki que é a canalização da frequência energética por meio do toque ou aproximação das mãos e pelo olhar de um terapeuta, habilitado no método, sobre o corpo do sujeito receptor. A terapia objetiva fortalecer os locais onde se encontram bloqueios, eliminando as toxinas, equilibrando o pleno funcionamento celular, de forma a restabelecer o fluxo de energia vital.

A Terapeuta Ocupacional Angela Cristina Martins, comenta que tem observados diversos efeitos positivos, “percebemos diferenças na população atendida, evita idas desnecessárias ao posto, relacionado a dores no corpo, insônia, estresse, angustias”, os métodos segundo Angela são para prevenção e não cura.

Outra modalidade oferecida é a Lian Gong, na Unidade da Coronel Brito, a técnica de exercícios preveni e trata as dores no corpo e restaura a s movimentação natural. Se fundamenta nos mesmos conceitos básicos da Medicina Tradicional ChinesaMassagem,  Acupunturae a  Fitoterapia Chinesa.

Os interessados em participar de alguma das PICS podem se inscrever junto a unidade de saúde, Angela enfatiza que caso não tenha vaga imediatamente, serão incluídos na lista de espera  e chamados conforme a disponibilidade.

Em junho a Secretaria de Saúde realizará um encontro para apresentar as terapias à comunidade e listarinteressados em se capacitar. O Ministério da Saúde oferece gratuitamente, por EAD, com o objetivo de qualificar a gestão em Práticas Integrativas e Complementares no SUS e promover educação permanente aos profissionais de saúde, os seguintes cursos: curso introdutório em práticas integrativas e complementares: práticas corporais e mentais da medicina tradicional chinesa; curso introdutório em práticas integrativas e complementares: medicina tradicional chinesa; curso introdutório em práticas integrativas e complementares: antroposofia aplicada à saúde;  uso de plantas medicinais e fitoterápicos para agentes comunitários de saúde e
gestão de práticas integrativas e complementares em saúde. Os interessados podem acessar o site do Ministério da Saúde e participar.

A meta da Secretaria de Saúde é capacitar mais profissionais e oferecer outras práticas como: fitoterapia, acupuntura, homeopatia, medicina antroposófica, termalismo, arteterapia, meditação, musicoterapia, naturopatia, osteopatia, quiropraxia, yoga, shantala, entre outras que o Ministério da Saúde disponibiliza.

 

Fonte: PMVA
Créditos: Rosana Wessling

voltar para Notícias - Prefeitura

left show fwB tsN|left tsN fwB|left show tsN fwR|c05||skype_c2c_logo_img|news login uppercase c05 b01 bsd|fsN uppercase c05 fwB sbss|fwR c05 uppercase b01 bsd|login news uppercase b01 bsd fsN tsN fwB c15|tsN fwR uppercase c05|fwR c05 uppercase|content-inner c05||