Wickert assina contrato do CVT da Proteína

Publicado em 20/12/2018 às 08h48

O que era um desejo tornou-se realidade nesta manhã, 19. O contrato entre a Caixa Economica e a Administração Municipal para o Centro de Vocação Tecnológica (CVT) da Proteína foi assinado pelo Prefeito Giovane Wickert e teve como testemunhas o Vice Celso Kramer, o Presidente da Caciva, Vilmar de Oliveira, o Pró-Reitor de Extensão e Relações Comunitárias da Unisc Ângelo Hoff e a Gerente da Caixa Cláudia Kunzler.

O ato ocorreu na sala de reuniões do Gabinete onde Wickert explanou sobre o CVT e resgatou a história para a conquista do Centro, que será concebido de acordo com as diretrizes do Programa de Apoio à Implantação e à Modernização dos Centros Vocacionais Tecnológicos do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

O local será de pesquisa e de extensão tecnológica para o desenvolvimento regional, promoção e oferta de serviços e produtos voltados ao fortalecimento dos sistemas produtivos locais. O CVT permitirá a geração de emprego e renda, promovendo mudanças no cenário socioeconômico. “Estamos muito felizes com este contrato. Esta é uma obra tão sonhada e que agora vamos tirar do papel e oportunizar novos momentos para nosso Município. O Centro será realizado junto a área da FAVAN, Fundação Ambiental de Venâncio Aires, que foi repassada para o Poder Público e será sede de diversos projetos importantes e essenciais como este”.

A criação do espaço físico estruturado foi necessária para atender às necessidades dos agricultores familiares, para que possam qualificar e ampliar a produção de proteína animal. A instalação do Centro Vocacional Tecnológico de Produção de Proteína Animal se tornará uma referência regional, e até mesmo estadual, pois irá concentrar uma série de estudos tecnológicos e transferência de práticas validadas por pesquisas ali desenvolvidas. “As obras devem iniciar, seguindo o cronograma, até o mês de maio. É um projeto grandioso para o desenvolvimento do setor primário e com certeza garantirá novos caminhos para a nossa produção rural”, disse Wickert.

O Pró-Reitor falou sobre a importância da política pública de desenvolvimento dos centros de pesquisas e parabenizou Venâncio Aires pela conquista afirmando que estas ações públicas como a da implantação do Centro, é importante o desenvolvimento da de toda a região. “O Vale do Rio Pardo tem potencial para a produção de alimentos e esperamos que na próxima década Venâncio Aires se consolide como um grande polo de proteína no país”. O Presidente da Caciva, Vilmar de Oliveira, também destacou a importância do CVT para a economia local, lembrando que o Município é referência em diversos segmentos como a proteína e que este Centro irá auxiliar no crescimento da cadeia produtiva.

O projeto foi elaborado pela Unisc com estimativa de execução de R$ 3 milhões, sendo R$ 2,1 milhões para a construção de em prédio com um espaço físico de 911,18 metros quadrados. O centro será construído em área da antiga  Favan, em Linha Ponte Queimada. Considerada um Polo de Proteína animal, Venâncio Aires movimentou R$ 500 milhões em 2016.

O CVT de Produção de Proteína Animal contribuirá com o desenvolvimento tecnológico da produção primária e industrial de proteína animal pelos agricultores familiares, estabelecendo um fluxo contínuo de transferência de conhecimento e tecnologia entre a universidade, poder público e sociedade civil, por meio de cursos de formação e qualificação de processos produtivos, conservação do solo e água, melhoramento genético dos rebanhos de bovinocultura de corte, leite, ovinocultura, avicultura, suinocultura, piscicultura e apicultura, visando a agregação de valor e ampliação da oferta e qualidade dos alimentos que serão entregues para o mercado institucional e de consumidores finais.

 

Detalhadamente os ambientes são:

QUADRO DE ÁREAS

01 sala administrativa

30 m²

01 recepção

30 m²

03 salas de aula

180 m² (60 m² cada sala)

01 banheiro feminino

15 m²

01 banheiro masculino

15 m²

01 Laboratório de Bromatologia

30 m²

01 Laboratório de Microbiologia

30 m²

01 Laboratório de Águas e Efluentes

30 m²

ÁREA TOTAL: 360 m²

 

 

Planilha de Custos CVT

Meta 1 -  Construção do CVT

 

Elaboração do Projeto Básico de Obras

R$ 38.000,00

Construção do CVT   

R$ 596.474,17

 

TOTAL : 634.474,17

Meta 2 -  Implantação do CVT

 

Aquisição de mobiliário e equipamentos

R$ 125.525,83

 

TOTAL: 125.525,83

TOTAL GERAL: 760.000,00

 

 

REPASSE: R$ 750.000,00

CONTRAPARTIDA: R$10.000,00

 


Fonte: PMVA
Créditos e Foto: Adriene Antunes






voltar para Notícias - Prefeitura

left show fwB tsN|left tsN fwB|left show tsN fwR|c05||skype_c2c_logo_img|news login uppercase c05 b01 bsd|fsN uppercase c05 fwB sbss|fwR c05 uppercase b01 bsd|login news uppercase b01 bsd fsN tsN fwB c15|tsN fwR uppercase c05|fwR c05 uppercase|content-inner c05||